Vôlei máster do Pepac cria laços de amizade e de união

IMG_4069 post

As jogadoras de vôlei máster do Pepac dedicam um especial carinho ao torneio que reúne atletas com mais de 30 anos e faz da categoria um sucesso de participação, com mais de mil inscritas.

Foram as participantes do máster feminino que deram origem ao Pepac, em 1998.

Trata-se de amor sempre renovado ao vôlei, em 17 anos de disputas.

No jogo entre Círculo Militar e Juventus, em que as visitantes se saíram vitoriosas por 3 a 0 (21/6, 21/19, 21/16), não foi difícil obter das jogadoras definições que explicam o êxito da competição.

IMG_4388
Dora: amizades fora da quadra

“O lema da nossa equipe é a união, sempre nos ajudamos. Quando uma está triste, levantamos o astral e estamos sempre ligadas. Jogamos juntas há anos e isso fez com quem criássemos laços de amizade fora da quadra. Saímos sempre para tomar uma cervejinha, passear, conversar e rir”, conta Dora Buzzoni, jogadora do Juventus, que é técnica de serviços administrativos da Sabesp.

IMG_4373
Paula: jogadoras unidas

Paula Mônaco, capitã do Círculo Militar e empresária, observa que o sentimento afetuoso que existe é algo comum nas equipes femininas máster.

“Jogo vôlei há 26 anos e estou nessa equipe há seis. Sempre nos incentivamos e isso ajuda na quadra, pois fica mais fácil jogar. Somos unidas, saímos muito depois de treinos e jogos para confraternizar”, explica.

Dora também vê outros benefícios no Pepac.

“Eu sempre participei do Pepac, pois é o melhor campeonato. É a minha prioridade. Sem falar que ele ajuda na saúde também, pois sempre entramos em forma no período de disputa do campeonato”, diz.

Paula observa que a dedicação ao torneio exige organização nas atividades do dia a dia.

“É bem difícil conciliar a rotina da família e do trabalho com a de treinos. Mas eu preciso de um tempo só para mim, então a gente corre durante o dia para poder treinar à noite. Minha família é formada por atletas, então, são bem compreensivos com isso”, afirma.

Técnicos elogiam

IMG_4379
Jacó: competição longa favorece preparação

Os técnicos das equipes também elogiam o torneio.

“São 17 anos disputando o Pepac, estou nele desde que começou. Gosto porque é uma competição longa que ajuda as equipes a melhorar e crescer ao longo do ano”, afirma Jacó de Paula, técnico do Juventus.

IMG_4354
Passos: campeonato bem organizado

Moacir Passos, treinador do Círculo Militar, também ressalta a vantagem da extensão do Pepac.

“É um campeonato bem organizado e, por ser de longa duração, nos ajuda a fazer um planejamento adequado, com fases distintas de preparação. Começamos levemente e temos o pico de treinamento no fim do ano, quando chegam as disputas finais. Isso é importante para o preparo físico das jogadoras”, explica.

E as moças tem que provar dedicação. “Nós treinamos três vezes por semana, das 21h às 23h. É corrido, temos que conciliar trabalho e família com os treinos, mas conseguir a vitória recompensa esse esforço”, diz Jacó.

Festa do vôlei feminino será no Círculo Militar

A tradicional festa de premiação do vôlei máster feminino do Pepac já tem data e local: será feita na noite de 15 de dezembro, no salão de festas do Círculo Militar de São Paulo.

Durante um jantar dançante, sempre muito animado, serão entregues os troféus e medalhas às jogadoras e técnicos das equipes participantes

Sindiclube - Pepac 2010 - EC Pinheiros - 14/12/10 - Foto: Miguel Schincariol/Perspectiva

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/volei-master-do-pepac-cria-lacos-de-amizade-e-de-uniao/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *