Você sabia? Panturrilha é mais exigida que músculos do quadríceps ao correr

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Turíbio Barros*

O estudo do envolvimento dos diversos grupos musculares na caminhada e corrida é uma área da biomecânica que traz grande contribuição para a melhora de desempenho e prevenção de lesões.

Um estudo publicado no fim do ano passado por pesquisadores da Universidade de Helsinque, na Finlândia, fez abordagem bastante interessante.

O objetivo da pesquisa foi determinar a exigência de dois grupos musculares fundamentais para a locomoção.

Os pesquisadores avaliaram o quadríceps (músculo da face anterior da coxa) e os músculos da panturrilha, durante a caminhada e a corrida.

O propósito era determinar o limite funcional desses grupos musculares e sua contribuição para a performance nos dois padrões de movimento.

Na medida em que um grupo muscular seja exigido muito próximo de seu limite funcional, ele se torna o fator limitante daquele padrão de movimento.

Podemos considerar que existe até uma cultura de fortalecimento do quadríceps como fator fundamental para o desempenho na corrida.

Entretanto, o que os pesquisadores detectaram no estudo foi o diagnóstico que os músculos da panturrilha trabalham muito mais perto do seu limite funcional do que a musculatura da coxa, tanto na caminhada como na corrida.

Isto significa que o “elo mais fraco” é exatamente a panturrilha, cujo fortalecimento é muitas vezes até pouco valorizado nos programas de preparação para melhora de desempenho e prevenção de lesões.

O estudo recomenda em suas conclusões que o fortalecimento desse grupo muscular e a manutenção da flexibilidade da articulação dos tornozelos sejam mais valorizados.

A prevalência de fortalecimento do quadríceps e as conclusões do estudo sugerem como título do “Active Voice” do American College of Sports Medicine a frase que sem dúvida se torna até curiosa: Muito quadríceps e pouca panturrilha!

Referência: Walking and Running Require Greater Effort from the Ankle than the Knee Extensor Muscles Medicine; Science in Sports; Exercise: November 2016 – Volume 48 – Issue 11 – p 2181–2189 

*TURÍBIO BARROS
Mestre e doutor em fisiologia do exercício pela Escola Paulista de Medicina. É membro do American College of Sports Medicine, professor e coordenador do curso de especialização em medicina esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do Esporte Clube Pinheiros www.drturibio.com

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/voce-sabia-panturrilha-e-mais-exigida-que-musculos-do-quadriceps-ao-correr/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *