Gerentes de esportes e da área de restaurantes de clubes assistem à palestra sobre pagamento de gorjetas e terceirização

IMG_3082 blog

Mais de 80 pessoas assistiram à palestra sobre as novas legislações da terceirização e do pagamento de gorjetas.

A exposição foi apresentada pelo consultor jurídico da entidade, Valter Piccino.

Estiveram presentes, presidentes, diretores e gerentes de esportes e da área de restaurantes de clubes. A exposição foi transmitida via internet.

Veja as fotos desse evento na página do Facebook do Sindi-Clube.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Bullying é tema de palestra gratuita da Universidade SINDI-CLUBE

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Uma palestra gratuita, que terá transmissão via internet, vai explicar as disposições da Lei 13.185 que instituiu no país o Programa de Combate à Intimidação Sistemática – Bullying.

Essa legislação dispõe ser dever dos clubes assegurar medidas de conscientização, prevenção e combate ao bullying, por meio da capacitação de equipes que previnam e resolvam os constrangimentos causados pelas agressões.

Os palestrantes são Valter Piccino, consultor jurídico do SINDI-CLUBE, e da advogada e administradora Márcia Rizzi.

Quando: 18 de outubro, das 10h às 12h. Mais informações: (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Curso alerta para os cuidados que o clube deve ter ao organizar um evento

shutterstock_116613631

Há providências legais, geradoras de multas, que devem ser observadas pelos clubes ao organizar eventos culturais, esportivos e de lazer.

O curso da Universidade SINDI-CLUBE “Interferências jurídicas na realização de eventos sociais e culturais” ensina que podem ser evitadas surpresas desagradáveis trazidas pelos órgãos de fiscalização, se o clube antes checar uma lista que prevê as obrigações a serem respeitadas, para fugir de autuações e multas.

A exposição do consultor jurídico do SINDI-CLUBE, Valter Piccino, oferece um roteiro seguro dos itens legais que devem ser verificados, para realizar com êxito uma programação destinada aos sócios ou aberta ao público.

A atividade tem como público-alvo dirigentes, conselheiros, gerentes e supervisores de departamentos sociais, culturais, esportivos, administradores de pessoal, advogados, administradores, contabilistas, estudantes e demais interessados. Haverá transmissão via internet.

Quando: 2 de agosto, das 9h às 13h.

Mais informações e inscrições no portal do SINDI-CLUBE.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Encontro de Soluções oferece alternativas importantes no Congresso Brasileiro de Clubes

Encontro de soluções 2016_horizontalTrês palestras do “Encontro de Soluções SINDI-CLUBE” oferecerão aos participantes do Congresso Brasileiro de Clubes informações sobre temas que afetam diretamente a administração das agremiações: economia de água e energia elétrica, eficiência operacional e qualidade nos serviços, e como devem ser feitas as contratações terceirizadas, cuja lei pode sofrer importante alteração.

O Congresso, organizado pela Confederação Brasileira de Clubes (CBC) e Federação Nacional dos Clubes (FENACLUBES), com apoio do SINDI-CLUBE, será realizado de 27 a 29 de maio, no hotel Royal Palm Plaza, em Campinas.

O presidente do SINDI-CLUBE, Cezar Roberto Leão Granieri, Betinho, define o “Encontro de Soluções”:

“Oferecemos um painel feito por expositores especialistas para suprir presidentes, diretores e gestores com indicações que podem esclarecer questões urgentes da administração dos seus clubes. Vai ser um evento de grande utilidade prática”, diz Betinho.

Informação e atualização

O “Encontro de Soluções” será aberto às 14 horas, em 27 de maio.

A primeira palestra “Economia de água e energia elétrica nos clubes” terá como expositor Carlos Miller Neto, diretor de patrimônio do Esporte Clube Pinheiros, que explica a abordagem do assunto.

“Vamos mostrar as soluções possíveis para minimizar o consumo e reduzir os gastos com água, que é uma parcela significativa do orçamento do clube. Uma saída, que nós utilizamos no Pinheiros, é a água de reúso para lavar os ambientes e regar jardins. Muitos dirigentes não sabem quanto custa cada banho tomado pelos associados no clube. O gasto de energia da água aquecida dobra o desembolso. O Pinheiros tem uma previsão, para 2016, de gastar R$ 2 milhões com água. É um valor alto, que tentamos reduzir com projetos sustentáveis”, diz Miller Neto.

A palestra seguinte, “Eficiência operacional e a qualidade dos serviços”, será dada por Renato Maio e Sérgio Lozinsky, sócios da Lozinsky Consultoria.

Maio explica que o propósito da exposição será mostrar como o clube pode melhorar a governança, processo e controles, tendo como suporte sistemas e tecnologia.

“Os motivadores dos clubes pela busca da eficiência são parecidos. Os negócios atuais forçam, cada vez mais, que todos os setores se profissionalizem para gerar maior valor agregado  nos serviços aos seus associados. Por outro lado, lidar com a TI exige um conjunto de conhecimentos que vai além de microcomputadores, rede de dados, pequenos sistemas e telefones celulares”, diz.

A palestra de encerramento será “Terceirização:  como é, o que pode mudar”, com Valter Piccino, consultor jurídico do SINDI-CLUBE.

“Podemos definir terceirização como a contratação, pelo clube, de serviços de terceiros para suas atividades meio e, assim, liberar seus gestores à dedicação exclusiva da atividade fim, que é a razão da existência da associação. Hoje, terceirização não pode ser vista como sinônimo de economia, mas sim de qualidade e eficiência. Daremos explicações como devem ser feitos os contratos para essa finalidade. Porém, há a iminência de uma nova legislação, por meio do PL 4330/2004, já relatado no Senado, que torna a terceirização irrestrita, inclusive para a atividade fim. Também vamos abordar os efeitos dessa possível novidade”, afirma Piccino.

Sessão de perguntas e estande

Após cada palestra, os participantes do “Encontro de Soluções” poderão dirigir perguntas aos expositores, para a troca de ideias e experiências.

Durante todos os dias do Congresso de Clubes, o estande montado pelo SINDI-CLUBE irá recepcionar os dirigentes com o mesmo objetivo de esclarecer dúvidas, além de servir de ponto de encontro e confraternização.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Regimentos internos: importantes por determinar o funcionamento de tudo nos clubes

k

O conjunto de regras regimentais em atividades de convívio, como pingue-pongue, boliche e pebolim, entre outras,  deve ser amplamente divulgado aos associados do clube

A Consultoria Sindi-Clube recebe frequentes indagações que tratam das atividades dos associados em espaços fechados dos clubes, como as áreas destinadas ao carteado (buraco, tranca, jogos sociais), sinuca, salão de jogos infantis (pingue-pongue, pebolim, carambola), saunas, boliche, entre outros.

As respostas para as questões que envolvem o dia a dia do associado nesses locais devem estar sempre contidas nos regimentos internos de cada um deles.

Os regimentos são importantes porque indicam regras para o uso e funcionamento do clube.

Dessa forma, ampliam a ação do estatuto da associação, que remete às disposições dos regimentos.

O regimento é importante, pois, ao organizar regras, transfere para o associado a responsabilidade em casos de inobservância das normas, o que vai caracterizar infração disciplinar e a punição prevista no estatuto.

Não há limites para o estabelecimento de regimentos, que podem ser criados de acordo com as características de cada clube.

O conjunto pode chegar a 20 regimentos, desde os regimentos da assembleia-geral, dos conselhos, de admissão de associados, até o uso de espaços comuns.

O regimento do salão de jogos deve esclarecer os tipos de jogos permitidos, para vedar a prática de jogos de azar, por exemplo.

O do salão de jogos infantis determina o tempo de uso e se o espaço necessita de funcionário para gerenciar o uso.

Além de instituir regimentos para todas as áreas, o clube deve preocupar-se também em expor o regulamento de forma bem visível.

Não adianta a prescrição das normas ficar escondida atrás das portas dos locais, mas sim bem visível.

Essa exposição ajuda a formar a cultura regimental e, por conseguinte, facilita a vida dos associados e a administração do clube.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.