17º Dia da Dança Sindi-Clube acontece neste domingo

Neste domingo (17), às 11h, o Club Athletico Paulistano recebe a 17ª edição do Dia da Dança, evento realizado pelo Sindi-Clube em parceria com o clube. Nesta edição grupos de dança de nove clubes associados se apresentarão.

Em mais de uma hora de espetáculo serão executadas  21 coreografias que vão do ballet clássico às danças urbanas. Confira abaixo o que cada clube irá apresentar.

Círculo Militar de São Paulo

As coreografias de jazz, “Pintoras, Pintura, Esculturas”, e de street-jazz, “Lets Dance”, serão executadas pelo Grupo Teen Dance CMSP.

Club Athletico Paulistano

O Grupo Dança Contemporânea apresentará as coreografias “Fogo” e “Liberação”. Já o Grupo Jazz do CAP, a coreografia “Divas”.

Clube de Campo Associação Atlética Guapira

O Grupo Studio de Dança Renata Prado vai exibir 3 coreografias de gêneros diferentes: “Janeiro a Janeiro” de ballet, “Saudades” de dança moderna e “Alice e seus chapeleiros” de sapateado.

Clube Esportivo Helvetia

O Grupo de Dança Oriental do Clube Helvetia levará ao palco a coreografia de dança do ventre “Tango Árabe”, e o Grupo Jazz Dance a “Flash Dreams”, de jazz.

Esporte Clube Pinheiros

O Grupo Berkana Ballet II dançará em estilo livre a coreografia “Quickly” e “Bálsamo” em gênero contemporâneo.

Sociedade Esportiva Palmeiras

As coreografias 45’ do Segundo Tempo, de jazz, Crisálidas, de neo clássico, e Sentir Flamenco, de dança flamenca, serão apresentadas pelo Grupo Cia de Dança Palmeiras.

Sociedade Harmonia de Tênis

O Grupo BALS executará o ballet “Lágrimas”.

Sociedade Hípica de Campinas

Grupo de Dança da Sociedade Hípica de Campinas levará o ballet neo clássico com “Liberdade”, as danças urbanas com “Matrix” e o ballet clássico com “Sonho de Aladdin”

São Paulo Futebol Clube

O Grupo Sapateado do SPFC dançará a coreografia “Tango de Amor” e o Grupo Belly Dance SPFC trará a dança do ventre “Dança e Movimento”.

A entrada é gratuita e permitida apenas mediante apresentação de convite e documento oficial com foto.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Internacional de Santos vence São Paulo em grande jogo, no vôlei menores do Pepac

IMG_2441 blog

O Clube Internacional de Regatas, de Santos, venceu, fora de casa, por 3 sets a 1, o São Paulo Futebol Clube, em jogo da categoria infantil do Programa Esportivo para Associados de Clubes (Pepac).

Quem foi ao ginásio no último sábado (27/5), saiu satisfeito com a partida, que teve vários lances de emoção.

Os sets foram disputados ponto a ponto, com viradas a todo o momento, de ambas as equipes.

As parciais terminaram em 25×23, 25×23, 25×15 e 25×23.

As fotos deste jogo podem ser acessadas no Facebook do Sindi-Clube.

Luciana: bom jogo apresentado
Luciana: bom jogo apresentado

Após a partida, os técnicos fizeram uma avaliação do desempenho de suas equipes.

Luciana Azevedo, do Internacional de Santos, ficou satisfeita com o empenho de sua equipe.

“Vínhamos de três derrotas consecutivas e essa conquista será muito importante para os próximos jogos. Mostramos que temos condições de fazer boas partidas, mesmo com um time novo e ainda desentrosado.”

Já Marcelo Felipe Nery, comandante do São Paulo, lamentou a derrota, que foi inesperada.

Nery: muitos erros da equipe
Nery: muitos erros da equipe

“Erramos bastante em saques e bolas de recepção. Perder em casa não estava em nossos planos. Agora, além da parte técnica, teremos que trabalhar também o psicológico das meninas, que estão tristes com a derrota.”

Neste ano, a categoria infantil do Pepac é a que detém o maior número de times participantes na modalidade de vôlei, com 19.

 

Atletas elogiam o Pepac

Tiffany: torneio organizado
Tiffany: torneio organizado

Tiffany Souza, líbero do Inter, diz que é uma satisfação jogar o maior campeonato interclubes do país.

“Além de ser um torneio muito bem organizado, ainda proporciona muita experiência, que pode fazer muita diferença daqui a alguns anos”.

Isabel Tavares, também do time da Baixada Santista, gosta da interação que o Pepac proporciona entre os clubes.

Isabel: torca de experiências entre atletas
Isabel: torca de experiências entre atletas

“É muito bom visitar e conhecer diversos clubes e poder trocar experiências com outras atletas. Pretendo continuar participando nos próximos anos”, disse.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Circuito de Corais faz apresentação no São Paulo Futebol Clube, neste domingo

SÃO PAULO 16/10/2011 – ENCONTRO DE CORAIS DO SINDCLUBE  – FOTO: NILTON FUKUDA/PERSPECTIVA

O Circuito SINDI-CLUBE de Corais estará no salão nobre do São Paulo Futebol Clube, neste domingo (20/11), às 11h30.

É um ótimo programa gratuito para quem gosta de música de qualidade.

Além do clube anfitrião, subirá ao palco o coral Vahakn Minassian de SAMA, do Clube Armênio, que também fará uma apresentação especial com dueto de violino e piano.

O São Paulo Futebol Clube fica na Praça Roberto Gomes Pedrosa, s/n, Morumbi, Portão 17.

Beach tennis, um esporte para todos, empolga associados de clubes

shutterstock_239097094 blCom expansão crescente, depois de invadir as praias de todo o mundo com enorme sucesso, o beach tennis também empolga nos clubes de São Paulo, que vêm dedicando mais espaços aos praticantes dessa nova opção de lazer. Clube Esperia, São Paulo Futebol Clube, Club Athletico Paulistano e Clube Paineiras do Morumby são algumas das agremiações que têm o novo esporte.

Surgida na Itália na década de 1980, a modalidade, que mistura regras de tênis de quadra com a habilidade do vôlei de praia, chegou ao Brasil pelo Rio de Janeiro.

Fábio Nutini, associado do Esperia que conheceu a prática nas praias cariocas e foi um dos primeiros a introduzi-la em São Paulo, aponta o principal apelo do beach tennis para os associados de clubes.

“É um esporte democrático. Com um mínimo de habilidade, consegue-se rapidamente jogar bem, mesmo quem nunca praticou nada. Temos aqui no clube atletas sem histórico no esporte e que já disputam até torneios de beach tennis”, explica Nutini.

Interesse crescente

Fábio Gonçalves, também associado do Esperia e diretor de beach tennis da Federação Paulista de Tênis, diz que a entidade constata o crescimento no número de adeptos.

Gonçalves: beach tennis envolve a família
Gonçalves: beach tennis envolve a família

“Em menos de um ano, temos cerca de mil praticantes cadastrados e, em média, dois campeonatos por mês, que valem pontos para o nosso ranking. A razão do sucesso do beach tennis, além de ser fácil de praticar, é por também envolver a família. Jogam marido, mulher e filhos e essa aproximação desperta mais interesse. Começamos no Esperia dividindo horário com outras modalidades. Agora, temos duas quadras próprias”, afirma.

Os fundamentos do beach tennis são mais fáceis e não dependem de técnica apurada, como no tênis.

Com isso, não há tanta diferença de níveis entre os competidores. Além disso, os jogos são rápidos, ninguém espera muito para jogar.

Carlos Alberto Vasques Pizzotti, diretor de beach tennis do São Paulo Futebol Clube, conta que os associados impulsionaram a criação de quadras.

“Aderimos ao beach tennis há um ano e meio. Hoje, o São Paulo tem oito quadras exclusivas e aulas duas vezes por semana com Thales Santos, atleta top 10 do mundo, na modalidade. Vemos que a família encontrou uma forma de aproximação. Não há restrição de idade para se jogar. Recentemente, tivemos o primeiro torneio infanto-juvenil de beach tennis”, afirma.

Crianças também praticam beach tennis
Crianças também praticam beach tennis

O Clube Paineiras do Morumby também oferece aulas de beach tennis aos associados.

“A procura tem sido alta, depois que adaptamos uma quadra para a implantação do beach tennis. Para atender ao interesse, a ideia é incluir mais um dia da semana nas aulas”, diz Marcos Mirabelli, coordenador de esportes e lazer do Paineiras.

“Quando fizemos a reforma de quadras de areia, adequamos à prática, pois sempre procuramos aproveitar novidades para oferecer aos associados. O beach tennis faz sucesso porque é um esporte recreativo. Recentemente, participamos de um torneio, em Santos”, afirma Charles Eide Júnior, gerente de esportes do Club Athetico Paulistano.

Raquete e bolinha

IMG_1496 blogDepois do saque, o objetivo do beach tennis é devolver ao adversário a bola recebida, sem que ela toque no chão.

O piso de areia para os jogos de simples precisam ter 16 metros de comprimento por 5 metros de largura. Para duplas, 16 por 8.

A altura da  rede que divide a quadra deve ter 1,70 metro de altura.

Na bolinha, a pressão é 50% da utilizada no tênis, para diminuir a velocidade do jogo.

A raquete tem, no máximo, 55 centímetros de comprimento, por 30 centímetros de largura.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Circuito de corais natalino no São Paulo Futebol Clube

Coral Natal 3

No próximo domingo (13/12), às 11h30, o São Paulo Futebol Clube receberá o tradicional Circuito Sindi-Clube de Corais de Natal, com músicas que celebram a data e trazem o clima das festas de fim de ano um pouco mais cedo.

Subirão ao palco os corais do ADC Mercedes-Benz, do Centro Cultural CLP – ADC ThyssenKrupp e o do clube anfitrião.

O evento é uma ótima opção para quem procura uma programação cultural para a família no fim de semana.

O Circuito Sindi-Clube de Corais, em 15 anos de existência, promove música de qualidade e intercâmbio entre os clubes paulistas.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Neste domingo tem Circuito de Corais no Alphaville

SÃO PAULO 16/10/2011 - ENCONTRO DE CORAIS DO SINDCLUBES NO CLUBE SÍRIO - FOTO: NILTON FUKUDA/PERSPECTIVA

O Circuito Sindi-Clube de Corais é opção para quem gosta de música de qualidade e procura um ótimo programa para este domingo (18/10): às 11h30, a atração estará no no Alphaville Tênis Clube (Alameda Mamoré, 10, Barueri), com entrada gratuita.

A apresentação tem repertório que vai agradar a todos os gostos, com músicas clássicas, POP internacional, MPB e folclóricas.

Além do clube anfitrião, vão subir ao palco os corais do Esporte Clube Pinheiros, São Paulo Futebol Clube e Clube de Campo Mogi das Cruzes.

Há 15 anos o Circuito Sindi-Clube de Corais promove a troca de experiências artísticas e o intercâmbio cultural entre os clubes paulistas.

 Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

 

Clubes de Leitura encerram setembro com novas reuniões

(foto: Shutterstock)

Esta semana os Clubes de Leitura realizarão mais três reuniões, encerrando as atividades do mês de setembro.

No Clube Atlético São Paulo, SPAC, o encontro será em 25/9, às 16h, tendo como tema “Diário da queda”, de Michel Laub.

Em 26/9, duas reuniões estão marcadas: às 15h, no São Paulo Futebol Clube, para análise do livro “Persépolis”, de Marjane Satrapi.

Às 16h, o grupo 2 da Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo trocará impressões sobre “Sete anos bons”, de Etgar Keret.

Já existem 15 Clubes de Leitura em entidades associadas ao Sindi-Clube.

A iniciativa é feita em parceria com a editora Companhia das Letras e Academia Paulista de Letras e tem alcançado grande repercussão entre associados de clubes que se interessam por literatura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura têm cinco reuniões

shutterstock_226403434

Grupos de associados que participam dos Clubes de Leitura têm novas reuniões programadas.

A primeira será realizada em 27/8, com encontro no Clube Paineiras do Morumby. Os leitores abordarão o livro “Palácio de inverno”, de John Boyne, às 16h.

O Clube Atlético São Paulo (SPAC) terá reunião do Clube de Leitura com a discussão da obra “Como Proust pode mudar a sua vida”, de Alain de Botton, às 16h do dia 28/8.

Em 29/8, às 16h, na Associação Brasileira A Hebraica, haverá o debate do livro “Morte em Veneza”, de Thomas Mann.

Também em 29/8, no São Paulo Futebol Clube, o assunto será o livro “De verdade”, de Sándor Márai, às 15h.

Por último, o grupo de leitura do Anhembi Tênis Clube analisará o livro “Três vezes ao amanhecer”, de Alessandro Baricco, no dia 31/8, às 20h.

Existem 16 Clubes de Leitura em entidades associadas ao Sindi-Clube.

A iniciativa é feita em parceria com a editora Companhia das Letras e Academia Paulista de Letras e tem alcançado grande repercussão entre associados de clubes que se interessam por literatura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de leitura se reúnem na última semana de fevereiro

clube de leitura shutterstock_93752521

Mais duas reuniões de associados de clubes que participam de Clubes de Leitura serão realizadas na próxima semana.

O Atlético São Paulo (SPAC), em 27 de fevereiro, às 16h, discutirá o livro escolhido “O fio das missangas”, de Mia Couto.

Já no dia 28 de fevereiro, na reunião do São Paulo Futebol Clube, às 15h, o livro “A festa da insignificância”, de Milan Kundera será o assunto.

Existem 15 Clubes de Leitura instalados em entidades associadas ao Sindi-Clube.

A iniciativa é feita em parceria com a editora Companhia das Letras e Academia Paulista de Letras e tem alcançado grande repercussão.

Nesses espaços, grupos de associados se reúnem mensalmente para discutir e trocar ideias sobre os livros que estão lendo.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.