Riscos cardiometabólicos dobram com obesidade, mas exercícios minimizam

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Nabil Ghorayeb*

Recentemente, uma pesquisa teve resultados, além de surpreendentes, muito úteis para todas as pessoas.

Foram avaliados mais de 700 mil recrutas do exército dos Estados Unidos entre 2001 e 2011 e, no geral, houve baixa incidência de fatores de risco cardiovasculares.

No entanto, foram encontradas alterações cardiometabólicas pelo sobrepeso e obesidade, elevando assim os riscos cardiovasculares nesses jovens soldados, que mantêm atividade física intensa e satisfazem os elevados padrões de aptidão física.

Além da juventude, a aptidão cardiorrespiratória foi alta em muitos recrutas e isso pode ser uma das razões pelas quais o número total de problemas cardiovasculares foi reduzido mesmo na presença de excesso de peso corporal.

As observações foram consistentes e muito parecidas com pesquisas em populações civis, em que o maior risco de doenças metabólicas acontece nos indivíduos com maior peso corporal.

O fator de risco de hipertensão arterial foi o diagnóstico mais comum, afetando 3,6% do grupo de recrutas examinado.

Isso é importante, uma vez que numa recente análise combinada de 97 pesquisas observou-se que o aumento do risco de infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC) esteve presente nos indivíduos com maior IMC (obesos).

E isso foi em grande parte associado à hipertensão arterial, que representou de 31 a 65% de aumento do risco entre aqueles que tinham um IMC maior do que 25 kg/m2 (obesos).

Podemos afirmar que a boa aptidão cardiovascular consegue mediar os riscos cardiometabólicos, que dobram com a obesidade.

Na verdade, a atividade física regular, composta de preferência dos exercícios aeróbios, consegue minimizar as complicações advindas do excesso de peso.

E, como sempre, os benefícios são evidentes no período em que se faz exercício.

Um descondicionamento ou parada de 14 dias já produz a perda progressiva dos benefícios adquiridos.

Fisiologicamente, o efeito positivo do exercício físico para o controle da pressão arterial dura por algumas horas.

Por isso, a recomendação médica para um esportista treinar em dias alternados.

A perda de peso deve ser mensal e sem exageros.

O ideal é perder de 3 a 4 kg por mês, que é de qualidade, se houver a necessária reeducação alimentar organizada por nutricionista ou médico.

*NABIL GHORAYEB
Formado em medicina pela Faculdade de Medicina de Sorocaba PUC-SP, doutor em cardiologia pela FMU-SP , chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em cardiologia e medicina do esporte, médico sênior do Grupo Fleury Medicina e Saúde, coordenador da clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715 , Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde. www.cardioesporte.com.br 

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Universidade Sindi-Clube: cursos de março ensinam manutenção de quadras de tênis

quadra asfálticaA quadra de tênis de saibro dura muito mais, quando bem cuidada

O clube que deseja mais durabilidade de suas quadras de tênis de saibro não pode se descuidar da preparação exigida dos zeladores e funcionários para a tarefa de fazer a boa manutenção que aumenta a vida útil do equipamento.

O curso presencial da Universidade Sindi-Clube “Manutenção de quadra de tênis de saibro” traz informações importantes para os profissionais encarregados de manter as quadras em boas condições e de aumentar a sua durabilidade, habilitando-os para realizar pequenos consertos e reformas.

Os expositores do curso são Cleidismar Francisco Vaz, consultor técnico e construtor de quadras (parte técnica) e Maurício Lima, profissional de Educação Física, com especialização em Gestão de Instalações Esportivas (parte teórica).

Quando: 21 de março, das 9h às 13h. Mais informações, (11) 5054-5464.

Quadras asfálticas também exigem conhecimento de manutenção

Da mesma forma que nas quadras de tênis de saibro, as asfálticas também exigem dos responsáveis pela sua manutenção conhecimento específico, para dar durabilidade ao piso e se apresentarem sempre bem cuidadas.

O curso presencial da Universidade Sindi-Clube “Manutenção de quadra asfáltica” capacita os zeladores a fazerem a sua correta conservação, para mantê-la sempre em boas condições de uso, para satisfação dos jogadores e boa saúde de seus joelhos.

Cleidismar Francisco Vaz, consultor técnico e construtor de quadras (parte técnica) e Maurício Lima, profissional de Educação Física, com especialização em Gestão de Instalações Esportivas (parte teórica), serão os expositores do curso.

Quando: 28 de março, das 9h às 13h. Mais informações, (11) 5054-5464.

Saiba como implantar o Sistema Integrado de RH

A palestra prática da Universidade Sindi-Clube “Implantação de sistema integrado de RH” vai promover troca de experiência entre clubes, com exposição de Katia Maria Zaize, gerente de RH do Club Athletico Paulistano.

A palestra, com transmissão via internet, tem como público-alvo profissionais ligados às áreas contábil, fiscal, financeira e jurídica dos clubes.

Quando: 29 de março, das 10h às 12h.

“Imersão em RH” terá PHP2 como tema

3aImersão_logo

A “3ª Imersão em RH”, que será realizada pela Universidade Sindi-Clube em 13 de maio, das 9h às 18h, já com inscrições abertas, terá como principal tema o PHP2, Perfil de Habilidades Profissionais.

O PHP2 é uma ferramenta de avaliação usada na construção do perfil profissional, que permite o diagnóstico, mapeamento e gestão de talentos pelo cruzamento e a comparação de dados individuais com outros, sejam estatísticos ou específicos do avaliado e da empresa que o recebe.

A Imersão tem como objetivo apresentar a teoria que apoia o PHP2, bem como as análises e utilizações de todos os tipos de relatórios fornecidos. Os participantes, gestores de RH, serão orientados a como conseguir alto desempenho e produtividade de seu capital humano.

As inscrições podem ser feitas no portal do Sindi-Clube. Mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.