84% dos atletas olímpicos brasileiros são formados por clubes, aponta estudo da CBC

shutterstock_67832353Um levantamento feito pela Confederação Brasileira de Clubes (CBC) aponta que dos 465 atletas que representam o Brasil na Olimpíada, 390 foram formados e treinam em clubes brasileiros – esse número equivale a 84% do total.

Esse resultado expressivo decorre da estrutura de qualidade oferecida pelas agremiações aos seus associados, que permite o desenvolvimento da prática esportiva.

Ao todo, 135 clubes brasileiros possuem representantes nos Jogos do Rio.

O Esporte Clube Pinheiros, com 62 atletas, o Minas Tênis Clube, com 15, e o Clube de Regatas do Flamengo, com 11, são as agremiações que mais formaram esportistas neste ciclo olímpico.

Outras 62 entidades (confederações, escolas, academias, ONGs e universidades) complementam o trabalho dos clubes de revelar atletas de alto rendimento.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube. 

Conheça as modalidades olímpicas: triatlo

Brasil espera melhores resultados em 2016 (Foto: Rio 2016)
Brasil espera melhores resultados em 2016 (Foto: Rio 2016)

O diretor técnico da Confederação Brasileira de Triatlo, Marco Antônio La Porta Júnior, está otimista com as chances da modalidade nos Jogos Olímpicos de 2016.

“O primeiro objetivo é a classificação dos atletas. Como país sede, temos garantidas uma vaga no masculino e outra vaga no feminino. A nossa meta realista é ter quatro atletas largando, sendo dois no masculino e dois no feminino. Se os resultados forem melhores durante a classificação podemos ter até seis atletas, mas é um plano muito mais ousado. A segunda frente está no trabalho para que cheguemos em 2016 com pelo menos dois atletas em condições de disputar as primeiras colocações. Eles são Reinaldo Colucci e Pâmella Oliveira, que vêm obtendo resultados que os credenciam a bons resultados em 2016.”

Uma prova de triatlo, seja ela masculina ou feminina, combina natação, ciclismo e corrida, nesta ordem.

Os participantes têm de cumprir todo o percurso e o primeiro a terminar leva a medalha de ouro.

Eles não descansam sequer um minuto. As transições entre a natação e o ciclismo, e entre o ciclismo e a corrida, fazem parte da contagem do tempo.

As provas olímpicas de triatlo são disputadas usando padrões internacionais de distância, ou seja, 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida.

Em Londres, as equipes brasileiras ficaram longe do pódio.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.