Pâmella Oliveira, do triatlo, garante vaga nos Jogos

Pâmella: na Olimpíada, pela segunda vez (Foto: COB/ Divulgação)
Pâmella: na Olimpíada, pela segunda vez (Foto: COB/ Divulgação)

A capixaba Pâmella Oliveira está confirmada nos Jogos Olímpicos 2016. Melhor brasileira no ranking mundial da ITU (International Triathlon Union), a atleta disputará sua segunda Olimpíada.

Em Londres 2012, fechou a competição na 30ª colocação, após sofrer uma queda durante prova do ciclismo.

A qualificação foi definida em torneio realizado em Yokohama, no Japão.

Pâmella ficou com a 37ª posição no torneio e terminou o período classificatório em 27º, com 4.073,33 pontos.

Apesar do bom resultado, a brasileira revelou que uma crise alérgica durante a disputa influenciou negativamente em seu desempenho.

Mesmo com o problema respiratório, ela foi uma das primeiras a sair da água durante a prova de natação.

No mesmo campeonato, em Yokohama, os brasileiros que estão na disputa pela vaga olímpica, Diogo Sclebin e Danilo Pimentel, terminaram a prova em 27º e 32º, respectivamente.

A Confederação Brasileira de Triathlon, CBTri, deve divulgar novos integrantes da equipe entre os dias 23 e 25 de maio.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Esgrima define lista de atletas olímpicos

Esgrima quer medalha inédita (Foto: Divulgação/COB)
Esgrima quer medalha inédita (Foto: Divulgação/COB)

Já estão definidos os treze esgrimistas que representarão o Brasil na Olimpíada do Rio, em agosto.

Dez deles são de clubes paulistas. Com oito vagas asseguradas por ser país-sede e outras cinco garantidas pelo ranking mundial, a esgrima nacional terá sua maior delegação na história dos Jogos.

A lista conta com os brasileiros Renzo Agresta (Esporte Clube Pinheiros), Guilherme Toldo (Grêmio Náutico União), Henrique Marques (Esporte Clube Pinheiros), Nicolas Ferreira (Esporte Clube Pinheiros), Athos Schwantes (Academia Mestre Kato), Guilherme Melaragno (Esporte Clube Pinheiros), Rayssa Costa (Esporte Clube Pinheiros), Taís Rochel (Esporte Clube Pinheiros) e Bia Bulcão (Esporte Clube Pinheiros).

O francês Ghislain Perrier (Esporte Clube Pinheiros), a espanhola Marta Baeza (Club Athletico Paulistano), a italiana Nathalie Moellhausen (Esporte Clube Pinheiros) e a húngara Emese Takacs (Clube Militar do Rio) complementam o plantel.

Os quatro se naturalizaram para disputar a competição.

A Confederação Brasileira de Esgrima espera conquistar, pelo menos, uma medalha olímpica e alcançar um feito inédito, já que os esgrimistas brasileiros nunca subiram ao pódio.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Atletas ensinam prática a jornalistas em curso sobre tênis de mesa

IMG_3351
Azevedo introduz a modalidade aos jornalistas presentes

A série de cursos gratuitos para jornalistas sobre modalidades olímpicas, promovida pela Universidade SINDI-CLUBE em parceria com a Aceesp (Associação de Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo), teve continuidade nesta quarta-feira (11/05).

Os profissionais da imprensa e os convidados, além de obterem conhecimentos sobre aspectos técnicos do esporte, também puderam testar sua habilidade, praticando tênis de mesa com a atleta olímpica Lígia Silva.

O presidente da CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa), Alaor Gaspar Azevedo, falou sobre os projetos da federação, curiosidades e regras do esporte.

Interação com os presentes

O grande momento da exposição foi o contato que os jornalistas tiveram com a modalidade, em uma mesa de jogo montada para o encontro.

A atleta brasileira Lígia Silva, que esteve nos jogos de Sidney (2000), Atenas (2004) e Londres (2012), comandou a clínica e interagiu com os participantes,

Ela elogiou a iniciativa do SINDI-CLUBE.

“Todo jornalista tem que saber sobre as modalidades da Olimpíada. Como o tênis de mesa não é um esporte muito divulgado, esses cursos irão proporcionar mais conhecimento a eles sobre a modalidade”, comentou.

Confira o bate bola dos jornalistas com a atleta:

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

 

Brasil fecha Pan-Americano de judô com 17 medalhas

Judô brasileiro apresenta bons resultados (Foto: Divulgação/ CBJ)
Judô brasileiro apresenta bons resultados (Foto: Divulgação/ CBJ)

O judô brasileiro confirmou o favoritismo e terminou o Campeonato Pan-Americano de Havana, em Cuba, na primeira colocação geral, somando 17 pódios. Foram sete medalhas de ouro, quatro pratas e seis bronzes.

A atleta da categoria até 48kg, Sarah Menezes, praticamente garantiu vaga nos Jogos Rio 2016. Ela venceu a também medalhista olímpica Sarah Pareto, da Argentina.

A piauiense encarou a chave mais difícil da competição e, com o feito, soma agora 1.472 pontos no ranking olímpico, o que ampliou ainda mais sua vantagem sobre a rival brasileira Nathália Brígida.

Outro que fez um grande Pan-Americano foi Felipe Kitadai. Em sua categoria, até 60kg, faturou seu sexto título continental seguido e, de quebra, se aproximou da Olimpíada.

Erika Miranda, terceira do mundo, não encontrou dificuldades em ganhar o ouro da categoria até 52kg, fazendo apenas três lutas até atingir o objetivo.

A carioca Rafaela Silva, décima colocada da categoria até 57kg, estreou com derrota para a cubana Anailis Dorvigini, e teve de se recuperar na repescagem. Rafaela ficou com o bronze após vencer uma argentina e uma canadense.

A seleção terminou à frente de seus principais adversários, já que Canadá, Estados Unidos e Cuba conquistaram somente dois ouros cada.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Conheça algumas curiosidades sobre as modalidades olímpicas

shutterstock_212257297Desde que começou, em março, a série de cursos sobre modalidades olímpicas para jornalistas e estudantes de jornalismo, promovida pela Universidade SINDI-CLUBE em parceria com a Aceesp (Associação de Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo), faz sucesso entre os profissionais da mídia.

Os participantes aprenderam, além de aspectos técnicos e históricos, curiosidades dos esportes que compõem a maior competição esportiva mundial.

O Blog do SINDI-CLUBE destaca algumas delas:

Badminton: você sabia que a peteca é feita de penas de ganso? Mas só podem ser retiradas de sua asa esquerda, já que o animal repousa sobre a direita.

Arco e flecha: “Robin Hood” é o nome dado quando um arqueiro crava uma flecha na traseira da outra. E o arqueiro pode levá-la para casa, como um “troféu” de seu feito.

Hóquei sobre grama: pouco conhecido no Brasil, é o terceiro esporte mais praticado no mundo. A Índia venceu mais da metade das medalhas de ouro da modalidade em Olimpíadas.

Taekwondo: os atletas gritam durante a execução dos golpes para colocar medo e impressionar os oponentes.

Ginástica artística: quem vê a delicadeza e sofisticação das ginastas não imagina que a modalidade, nascida na Grécia e no Egito por volta de 2600 aC, era utilizada como treinamento militar.

Levantamento de peso: surgiu de uma disputa, nos povos antigos. Quem erguesse os objetos de maior peso era o chefe do grupo. Pouco mais tarde, o esporte tornou-se um tipo de preparação para guerra.

Nado sincronizado: antes de entrar para os Jogos Olímpicos era apresentado em teatros. É uma das poucas modalidades praticadas apenas por mulheres. Existem caixas de som embaixo d’água para as atletas ouvirem a música e não sair do ritmo.

Os cursos sobre modalidades olímpicas prosseguem até junho.

Interessados em participar devem mandar e-mail para contato@sindiclubesp.com.br, com nome, telefone e empresa ou faculdade.

Assista aos vídeos

TV SindiClube_verticalQuem quiser saber mais sobre as modalidades olímpicas já apresentadas pode assistir a íntegra de alguns cursos na TV SINDI-CLUBE.

Estão disponíveis no canal as exposições sobre ginástica artísticabadmintontiro com arcoluta olímpica e hóquei sobre a grama.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Natação brasileira tem delegação olímpica com número recorde

Thiago Pereira: esperança de medalha (Foto: Divulgação/CBDA)
Thiago Pereira: esperança de medalha (Foto: Divulgação/CBDA)

Com o fim do Troféu Maria Lenk, no último dia 20, a delegação brasileira de natação que competirá na Olimpíada do Rio, em agosto, conta com um número recorde de atletas: 29 nadadores, até agora, representarão o país na mais importante competição esportiva mundial.

A equipe masculina é composta por Bruno Fratus, Ítalo Manzine, Marcelo Chierighini, Nicolas Oliveira, João de Lucca, Matheus Santana, Luiz Altamir, Brandonn Almeida, Miguel Valente, João Gomes Jr, Felipe França, Tales Cerdeira, Thiago Simon, Guilherme Guido, Leonardo de Deus, Kaio Marcio, Henrique Martins, Marcos Macedo, Henrique Rodrigues e Thiago Pereira.

Etiene Medeiros, Graciele Herrmann, Larissa Oliveira, Jessica Bruin, Gabrielle Roncatto, Manuella Lyrio, Daiene, Daynara de Paula e Joanna Maranhão compõem o plantel feminino para a disputa.

Ricardo de Moura, superintendente executivo da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, comenta o número de atletas garantidos nos Jogos.

“É o legado de uma nova geração sendo formado, e isso ajuda para o futuro. Tínhamos planejado 32, no total. Vamos ver os revezamentos, que ainda faltam classificados, e devemos chegar nesse objetivo inicial”, conclui.

César Cielo não conseguiu se classificar e está fora da Olimpíada. Ele conquistou na edição de Pequim, 2008, a primeira medalha de ouro da natação brasileira na história da competição.

Agora, Thiago Pereira, que garantiu prata em Londres, 2012, é a principal esperança de pódio da modalidade.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Judô encerra cursos sobre modalidades olímpicas de abril

Monteiro explica judô aos presentes
Monteiro explica judô aos presentes

Mais uma etapa de cursos sobre modalidades olímpicas para jornalistas e estudantes de jornalismo, promovidos pela Universidade Sindi-Clube em parceria com a Aceesp (Associação de Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo), foi concluída com sucesso.

O judô encerrou, nesta quinta-feira (28/4), as exposições de abril.

Everton Monteiro, assessor de imprensa da Federação Paulista de Judô, falou sobre prática, regras do esporte que estará na Olimpíada e Paraolimpíada do Rio.

Monteiro acredita que a difusão de conhecimentos proporcionada pelo curso será de grande valia para ambas as partes.

“A experiência foi muito produtiva. Senti que os jornalistas presentes absorveram o conteúdo que transmiti e isso é satisfatório, pois meu objetivo é tornar os aspectos do judô bem claros, para que os profissionais possam retratá-lo melhor durante a Olímpiada e, assim, todo mundo ganha. Fico feliz em participar de uma iniciativa tão maravilhosa como esta do SINDI-CLUBE”, afirma.

Ao longo do mês, outros seis esportes, além do judô, ganharam espaço para apresentação: atletismo, pentatlo moderno, esgrima, handebol, triatlo e golfe.

No total, 21 modalidades que fazem parte da grade olímpica já foram explicadas aos jornalistas, desde que a série começou, em março deste ano.

Os cursos prosseguem até junho e podem ser assistidos presencialmente ou pela internet.

Interessados devem mandar e-mail para contato@sindiclubesp.com.br com nome, telefone, empresa ou faculdade e e-mail.

Assista aos vídeos

Vídeos dos cursos sobre modalidades olímpicas podem ser acessados na TV SINDI-CLUBE.

Veja exposições sobre: ginástica artística, badminton, tiro com arco, luta olímpica e hóquei sobre a grama.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Golfe é tema de curso na Universidade SINDI-CLUBE

Padula demonstra prática do golfe aos jornalistas
Padula demonstra prática do golfe aos jornalistas

O golfe deu continuação, nesta terça-feira (26/4), à série de cursos sobre modalidades olímpicas para jornalistas esportivos e estudantes de jornalismo, promovida pela Universidade Sindi-Clube em parceria com a Aceesp (Associação de Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo).

Na apresentação, Antônio Carlos Padula, presidente da Federação Paulista de Golfe, e Henrique Freut, dá área de comunicação, explicaram os aspectos técnicos da modalidade, falaram sobre os principais atletas brasileiros e suas chances na Olimpíada, além dos projetos da Federação em todo o estado.

Padula ressaltou a importância do contato com os profissionais da mídia, à véspera da maior competição esportiva mundial.

“A iniciativa é maravilhosa, um canal de aproximação. Os jornalistas são formadores de opinião. Portanto, explicar os termos técnicos do golfe de forma mais didática é essencial para que eles possam compreender melhor e, consequentemente, transmitir informações de forma coerente ao público”, afirmou.

As inscrições para as próximas modalidades estão abertas.

Os interessados devem mandar e-mail para contato@sindiclubesp.com.br com nome completo, e-mail, empresa ou faculdade e telefone.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Cursos sobre modalidades olímpicas estão disponíveis no Youtube

TV SindiClube_verticalOs cursos sobre modalidades olímpicas, sucesso entre jornalistas esportivos e estudantes de jornalismo, estão disponíveis na TV SINDI-CLUBE, canal da entidade no Youtube.

Ministrada por profissionais das confederações e federações esportivas, cada exposição explica regras, táticas, histórico, curiosidades e prática de determinada modalidade.

Já estão no ar as apresentações sobre ginástica artística, badminton, tiro com arco, luta olímpica e hóquei sobre a grama.

A série de cursos é uma iniciativa da Universidade SINDI-CLUBE em parceria com a Aceesp (Associação de Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo).

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Zanetti cresce e supera grego, rumo aos Jogos

Arthur Zanetti conquista mais um ouro
Arthur Zanetti conquista mais um ouro (Foto: CBG/Divulgação)

Depois de ficar fora da final do Mundial do ano passado, em Glasgow, na Escócia, Arthur Zanetti brilhou para conquistar a medalha de ouro nas argolas no evento-teste dos Jogos Olímpicos do Rio, na sua primeira competição internacional na temporada.

O brasileiro ficou à frente do grego Eleftherios Petrounias, campeão mundial, que ficou com a prata, e do francês Samir Ait Said.

A disputa com Petrounias foi acirrada. Zanetti disse que a pressão existe para todos os competidores.

“Pode acontecer de ele ficar em primeiro em uma qualificatória, competir e jogar a pressão pra cima de mim. Quem estiver melhor de cabeça na hora é que vai tirar o melhor resultado. A torcida ajuda, a gente sentiu que a torcida está do nosso lado. Estar em casa é muito bom, uma grande vantagem, é totalmente positivo”, afirmou.

Marcos Goto, treinador de Arthur Zanetti, aprovou o planejamento de treinar mais para esta temporada.

“Não tem segredo, apenas treino. Deixamos de fazer algumas competições para treinar. Não é nenhuma tática, mas o Arthur chegou em um nível que precisa de mais treinos do que competições”, explicou.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.