Sonho olímpico transforma vidas de jovens do Distrito Federal

Foto: Francisco Medeiros/M.E
Foto: Francisco Medeiros/M.E

Duas vezes medalhista olímpico, Joaquim Cruz intensificou suas atividades sociais, logo depois de conquistar a prata nos 800m na Coreia do Sul, em 1988.

Quatro anos antes, o corredor havia levado ouro em Los Angeles, EUA.

Em 1989, criou o clube dos DescalSOS, dando apoio material a jovens atletas.

A iniciativa levou à fundação de um instituto com seu nome, em 2003.

No entanto, foi há cinco anos que o Instituto Joaquim Cruz se expandiu, com base no programa “Rumo ao Pódio Olímpico”, que visa desenvolver talentos de alto rendimento.

Atualmente, 16 atletas treinam todos os dias no Centro Olímpico de Ceilândia, Distrito Federal, e nas trilhas da Floresta Nacional, em busca de índices para provas de fundo e meio-fundo da próxima Olimpíada.

Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, os jovens de 15 a 21 anos que treinam no Instituto contam com vale-transporte e refeição além de bolsa aprendizagem, passagem e hospedagem para competir, plano de saúde, equipamento e uniforme.

Campeão olímpico Joaquim Cruz ganha biografia

246540_478318_matador_de_dragoes
Noite de autógrafos teve presença do biografado (Foto: Divulgação)

O campeão olímpico Joaquim Cruz tem história vitoriosa no atletismo mundial retratada em sua biografia.

O livro escrito pelo jornalista Rafael De Marco, “Matador de Dragões”, foi lançado na última quinta-feira (19), em São Paulo.

A obra narra todas as dificuldades do atleta que, segundo ele, mostrará aos leitores não só o lado esportista, mas também humano.

246540_478317_joaquim
Cruz: espero que as pessoas gostem da minha história no esporte e na vida (Foto: Divulgação)

“Contar a minha história é a possibilidade de mostrar ao povo do Brasil que é possível, com trabalho e dedicação, realizar seus maiores sonhos. Eu sonhei ser campeão olímpico, lutei contra todas as dificuldades e batalhei muito para atingir meu objetivo. Fico feliz que as pessoas descubram como foi essa jornada”, afirma Cruz.

Joaquim Cruz brilhou nas pistas de atletismo nas décadas de 1980 e 1990 e ficou conhecido como o herói olímpico.

Foi campeão olímpico dos 800m nos Jogos de Los Angeles, 1984, e prata em Seul, 1988.

Depois do feito de Cruz, o Brasil não teve outro atleta medalha de ouro olímpica em provas de pista.

Além do perfil e da carreira do medalhista, o livro, escrito pelo jornalista Rafael de Marco, documenta o principal momento do atletismo brasileiro.

O lançamento é da Editora Multiesportes e parte do dinheiro arrecadado com as vendas será destinada ao Instituto Joaquim Cruz, organização sem fins lucrativos que desenvolve programas esportivos para crianças e adolescentes em Brasília.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.