Primeiro aniversário do Encontro com o Autor Sindi-Clube terá presença de Mário Sérgio Cortella

Será comemorado em 7 de dezembro, às 19h30, no salão de festas do Esporte Clube Pinheiros, o primeiro aniversário do Encontro com o Autor Sindi-Clube, que terá como principal atração o filósofo e escritor Mário Sérgio Cortella.

O evento contará com a presença do presidente da entidade, Paulo Movizzo.

Cortella fará palestra e, depois, receberá os fãs para autografar seu mais recente livro “Viver em paz para morrer em paz”, que será vendido no local.

Viver em paz para morrer em paz (capa aprovada).inddEm sua nova obra, o autor oferece ao leitor a oportunidade de  reflexão:  “Viver em paz não é viver sem problema, sem encrenca, sem dificuldade. Viver em paz é viver com a certeza de que não está vivendo de forma morna!”, escreve Cortella no prefácio do livro.

Durante o primeiro ano, o Encontro com o Autor já recebeu diversos escritores relevantes, como Carol Barcellos, Eduardo Agualusa, Monja Coen, entre outros.

Neste mês, o autor Guilherme Fiuzza esteve no São Paulo Futebol Clube para falar sobre seu livro “O império do oprimido”, em que ele faz uma paródia da situação política nacional.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clube de Leitura do Pinheiros completa quatro anos, nesta semana

Foto: Companhia das letras
Foto: Companhia das letras

Os Clubes de Leitura, lançados em 2012, mostram, a cada ano, sua importância para o incentivo à cultura nos clubes.

Nesta semana, em 15/4, o Esporte Clube Pinheiros, celebra o quarto aniversário da ação feita em parceria com o Sindi-Clube e a Academia Paulista de Letras.

A comemoração será feita com o debate do livro “A resistência” de Julián Fuks, às 10h e 14h, e contará com a presença do autor.

A mediação será de Gerald Maurice.

Neste mês, estão previstos mais sete encontros literários nos clubes.

O Blog do Sindi-Clube divulga semanalmente a programação dos Clubes de Leitura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Veja as fotos da animadíssima festa que premiou atletas do vôlei do Pepac

festa pepac 2015 BLOG

Não faltou animação na festa que premiou com troféus e medalhas as jogadoras associadas de clubes que participaram da 17ª edição do torneio de vôlei máster do Pepac (Programa Esportivo para Associados de Clubes).

A grande confraternização, que reuniu 800 atletas no salão de festas do Círculo Militar de São Paulo, foi realizada na noite de 15 de dezembro, durante jantar em que todas caíram na dança.

Veja as fotos dessa comemoração no Facebook do Sindi-Clube.

As mais de 360 imagens mostram a alegria e a união dos atletas e técnicos do torneio, ao celebrar mais um ano de muitas conquistas para os clubes participantes.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Carnaval bem organizado e sem multas nos clubes, em três passos

shutterstock_172861526

A Consultoria Sindi-Clube apresenta um roteiro seguro para que o clube não encontre uma multa mascarada no salão

 A maior festa popular do país, neste ano, começa no sábado de 14 de fevereiro, quando o Carnaval dá seus primeiros gritos de alegria.

A comemoração pode render aos clubes a oportunidade de organizar bailes de carnaval que despertem o interesse do público formado também pelos convidados, que poderão se tornar um possível novo associado.

Para que essa ocasião favorável não se transforme em transtorno financeiro gerado por multas, a Consultoria Sindi-Clube, em três passos, faz recomendações sobre como planejar a festa, observando posturas administrativas e legais, para que não ocorram as autuações que nenhum clube quer em sua planilha de custos.

1º PASSO, OS ALVARÁS

É variável o tempo de concessão dos alvarás necessários para o baile de carnaval e que podem demandar vistorias. Checar se o clube já possui essas licenças e sua validade deve ser a primeira providência do administrador. Acompanhe o que deve ser observado:

Prefeitura e bombeiros: o alvará de funcionamento da prefeitura que o clube já tem precisa estar em conformidade com o projeto de construção registrado no ‘habite-se’ do imóvel. O alvará do Corpo de Bombeiros deve ser logo providenciado, pois, assim, eventuais pendências encontradas na vistoria poderão ser resolvidas em tempo.

Bares e restaurantes: sejam próprios ou terceirizados, esses estabelecimentos que vão atender os foliões necessitam de alvará da vigilância sanitária para funcionar.

Menores: a permanência de menores nos bailes de carnaval depende de alvará concedido ao clube pelo juizado da Vara da Infância de Juventude, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente.

2º PASSO, SEGURO E SEGURANÇA

Aqui, há providências que também podem levar algum tempo para serem cumpridas e, por isso, precisam ser verificadas logo:

Contratação de seguro: a lei estadual 11.265 obriga a contratação de seguro para a realização do baile de carnaval. A apólice cobre acidente pessoais, coletivos e sinistros. Sem esse seguro, na eventualidade de um imprevisto, o clube e seus dirigentes serão responsabilizados pelos danos que causarem a terceiros.

Brigada de incêndio: o decreto paulista 46.076/01 impõe a presença da brigada compostas por pessoas treinadas e qualificadas ou, então, contratada de empresa credenciada.

Desfibrilador: a lei estadual 12.736/07 obriga que o salão do baile tenha um desfibrilador à disposição, com operadores treinados e atualizados com as novas técnicas de ressuscitação.

Segurança: o clube pode usar segurança própria ou contratar o serviço para os bailes. Nos dois casos, é necessário o registro na Polícia Federal.

3º PASSO, LISTA DE VERIFICAÇÃO

Depois de cuidar dos alvarás e da segurança, é hora de observar a ampla legislação que alcança os bailes de carnaval. O clube pode fazer uma lista de verificação dos itens a serem conferidos e guardar. Essa checagem vai servir também para a realização de outros eventos abertos ao público que o clube realizar depois do Carnaval.

Meia entrada: ao calcular a receita que o carnaval vai gerar, o clube deve levar em conta a legislação que obriga a concessão do meio ingresso. Terão acesso ao baile pagando metade do valor da entrada estudantes (lei estadual 7844/92), professores da rede estadual (lei 10.858/01) e idosos com mais de 60 anos (lei 10.741/03).

Músicos: o clube é obrigado a exigir da banda contratada o recolhimento da taxa destinada à Ordem dos Músicos. A fiscalização multa o contratante, na falta desse pagamento. Os músicos também devem apresentar a carteira de identificação profissional.

 Direito autoral: os direitos autorais das músicas executadas no baile de carnaval devem constituir um item principal da planilha de custos do evento. É recomendável que o clube procure o Ecad para negociar um acordo para o pagamento.

Impostos: o arrecadado em eventos abertos ao público, como o baile de carnaval, é uma receita não própria dos clubes e, por isso, sobre esse valor incide ISS e Cofins.

Menores e bebida: recente lei estadual (14.592/11) proíbe totalmente a venda de bebidas alcoólicas a menores e aplica multas altíssimas aos infratores. Saliente-se que a autuação contra o clube pode ser feita mesmo que o menor flagrado com bebida esteja acompanhado dos pais.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Jogadoras, preparem-se: está chegando a hora da festa do vôlei máster feminino!

Festa do vôlei em 2010: muita animação
Festa do vôlei em 2010: muita animação

O Pepac (Programa Esportivo para Associados de Clubes) já tem definido quando será a aguardada comemoração para a entrega de troféus e medalhas para as jogadoras participantes do campeonato de vôlei máster feminino (acima de 30 anos) deste ano, que está com jogos da fase final da disputa.

A 16ª edição da festa se dará em 16 de dezembro, às 20h, no Salão Social do Circulo Militar de São Paulo (Rua Abílio Soares, 1.589, Capital).

Realizada desde 1999, a premiação já se tornou mais do que tradicional, é o evento mais aguardado pelas esportistas associadas dos clubes que adoram jogar vôlei.

Números grandiosos explicam por que o Pepac é o maior torneio interclubes do país.

Com três modalidades (vôlei, futsal e handebol), a competição teve 3.723 atletas inscritos, vinculados a 54 clubes da capital, Grande São Paulo e interior, divididos em 241 equipes, 21 categorias, com a realização de 2.115 jogos em 2014.

Comemoração de 2012
Comemoração de 2012

Números também expressivos do vôlei máster feminino ajudam a entender o sucesso de participação no jantar dançante, com música ao vivo, que sempre impressiona pela animação – são esperadas em torno de mil participantes.

Ao longo deste ano, 1.380 jogadoras vão realizar 696 jogos para definir as equipes vencedoras.

Depois de tanta competição, haverá muito que comemorar, serão entregues 52 troféus e 1.118 medalhas.

E as moças, como em anos anteriores, não deixarão por menos: vão cair na dança, até a madrugada.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.