Aline Silva é ouro e Brasil ganha três medalhas em torneio de Luta Olímpica, na Itália

Aline Silva vence venezuelana. (Foto: Divulgação/ CBLA)
Aline Silva vence venezuelana e leva ouro (Foto: Divulgação/ CBLA)

O aquecimento da luta olímpica brasileira para a Olimpíada Rio 2016 já começou. O Brasil conquistou, no último sábado (28), quatro medalhas no Torneio Internacional de Sassari de Luta Olímpica, disputado na Itália. O destaque foi a paulistana Aline Silva, da categoria até 75kg, que venceu a venezuelana Leonor Jarami por 3 a 2, garantindo o primeiro lugar do pódio.

Na mesma competição, Laís Nunes, que havia começado muito bem a prova, garantiu a prata no peso até 63kg. Entre os homens, o armênio Eduard Soghomonyan, que briga na justiça pelo processo de naturalização, foi o melhor do país. Ele terminou em segundo na categoria até 130kg do estilo greco-romano.

Para fechar, Davi Albino foi bronze nos 98kg. Joice Silva e Gilda Oliveira, nas categorias 58 e 69kg, respectivamente, não avançaram em suas chaves.

Nos Jogos Rio 2016, os atletas brasileiros que já estão garantidos são Antoine Jaoude, de até 130kg, Joice Silva, na categoria até 58kg, Laís Nunes, até 63kg, Gilda de Oliveira, de até 69kg e Aline Silva, até 75kg.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Conheça as modalidades olímpicas: luta olímpica

Aline Silva: conquistando medalhas (Foto: CBLA)
Aline Silva: conquistando medalhas (Foto: CBLA)

A seleção de luta olímpica brasileira não possui bons resultados em Olimpíadas.

Apenas cinco atletas, três homens e duas mulheres, participaram de cinco edições anteriores, sem a conquista de medalhas.

Porém, há esperança.

O ano de 2014 foi de muitos resultados expressivos.

Nos Jogos Sul-Americanos de Santiago, no Chile, o Brasil ganhou oito medalhas: dois ouros e uma prata para a equipe feminina e cinco bronzes para a masculina.

Na classificação final, a luta feminina terminou em primeiro lugar no ranking por países, entre mulheres.

No ranking da Luta Olímpica Mundial, a melhor colocada brasileira é Aline Silva, em sétimo lugar.

Ela conquistou medalhas em todos os torneios que disputou este ano, incluindo o ouro no Sul-Americano e prata inédita no Mundial do Uzbequistão.

Outras brasileiras que aparecem no ranking mundial são Joice Silva, em nono lugar, e Lais Nunes, décimo-sexto.

“Sabíamos que chegaríamos a 2016 com chances de brigar por medalha. Atingimos um nível competitivo no feminino que nos permite pensar em pódio nessa modalidade. Hoje, temos mais recursos e oportunidades do que nos ciclos anteriores e mais apoio do Ministério do Esporte e COB, além da vantagem de lutarmos em casa”, afirma Pedro Gama Filho, presidente da Confederação Brasileira de Lutas Associadas.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.