Supervisor olímpico mistura história e prática, em curso sobre taekwondo

Negrão e Santos demonstram prática do taekwondo aos jornalistas
Negrão e Santos demonstram prática do taekwondo aos jornalistas

O taekwondo deu sequência, nesta terça-feira (15/3), aos cursos sobre modalidades olímpicas para jornalistas e estudantes de jornalismo, promovidos pela Universidade Sindi-Clube em parceria com a Aceesp (Associação de Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo).

Carlos Negrão, supervisor da equipe olímpica brasileira de taekwondo para 2016, abordou a história da modalidade, prática, curiosidades, atletas e histórico em competições.

Negrão foi comentarista, em edições anteriores, de veículos de comunicação.

IMG_2915Ele fala sobre como as exposições feitas pela Universidade a jornalistas auxiliarão na cobertura do maior evento esportivo mundial.

“É uma fonte para os profissionais de imprensa terem um suporte rápido de informação a respeito de uma modalidade que terão que cobrir ou comentar. Já vi jornalistas experientes com dificuldades por falta de conhecimento. Eles buscavam informações na internet, muitas vezes contraditórias, então o Sindi-Clube abre uma porta para aperfeiçoar coberturas e transmissões, e divulgar o esporte”, comenta.

Além dele, o atleta Caíque Santos também esteve presente e auxiliou na demonstração de regras do esporte.

Pensando no futuro

IMG_2940
Oliveira: expandir conhecimentos

O estudante de jornalismo Leonardo Oliveira Paz, da Universidade Anhembi Morumbi, acompanhou o curso e pretende seguir no meio esportivo.

Para isso, Leonardo se prepara desde cedo e busca obter conhecimento em diversas modalidades para expandir seu leque de opções no mercado de trabalho.

“É importante conhecer melhor outros esportes, pois outras oportunidades surgem a partir daí. Temos no Brasil práticas que são mais conhecidas, outras menos e, cursos assim, nos dão autonomia para abordá-los de forma correta. É um investimento no futuro”, ressalta.

Taekwondo no Rio

O taekwondo brasileiro possui apenas uma medalha em Jogos Olímpicos: Natália Falavigna conquistou bronze em Pequim, 2008.

Apesar disso, o Brasil contará com quatro atletas na próxima edição, que são as esperanças de um ouro inédito em casa.

Iris Tang Sing é a única atleta classificada até o momento, pois ficou entre os seis primeiros colocados no ranking olímpico da Federação Internacional de Taekwondo.

Os outros três ainda serão selecionados.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/supervisor-olimpico-mistura-historia-e-pratica-em-curso-sobre-taekwondo/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *