Conheça as modalidades paraolímpicas: rúgbi em cadeira de rodas

82821300_10 Getty Images
Rúgbi em cadeira de rodas: Brasil sem tradição (Foto: Rio 2016)

O rúgbi em cadeira de rodas foi criado na década de 70, em Winnipeg, Canadá.

No entanto, a modalidade só foi incluída nos Jogos Paraolímpicos de Atlanta, em 1996, como esporte de demonstração.

A estreia oficial ocorreu quatro anos depois, em Sydney (2000).

O Brasil ainda não tem tradição no rúgbi em cadeira de rodas, nunca participou dos Jogos.

As equipes mais fortes do esporte são o Canadá e os Estados Unidos, os primeiros a praticar e difundir a modalidade.

São quatro atletas em cada equipe, que contam ainda com 8 reservas cada.

O objetivo do rúgbi é marcar o gol, que é delimitado por dois cones verticais na linha de fundo da quadra.

Entretanto, é preciso cruzar a linha adversária com as duas rodas da cadeira.

O curioso do rúgbi em cadeira de rodas é que ele não é dividido por gênero.

Homens e mulheres jogam juntos em uma categoria mista.

Estão aptos a disputar a modalidade atletas que sejam comprovadamente tetraplégicos, que são divididos em classes de acordo com a habilidade funcional.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/conheca-as-modalidades-paraolimpicas-rugbi-em-cadeira-de-rodas/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *