Conheça as modalidades olímpicas: nado sincronizado

Nado sincronizado: ajustes para os Jogos (Foto: CBDA)
Nado sincronizado: ajustes para os Jogos (Foto: CBDA)

O nado sincronizado brasileiro pretende conquistar um ouro inédito na próxima Olimpíada, que será realizada no Rio de Janeiro, em 2016.

Porém, os últimos resultados em competições internacionais não foram muito positivos.

No mundial de Kazan, na Rússia, realizado em agosto deste ano, as brasileiras terminaram na décima colocação geral.

Já no Pan-Americano de Toronto, em julho, a seleção conseguiu duas quartas colocações, por dupla e equipe, e não trouxe nenhuma medalha para casa. Essa foi a pior participação do Brasil desde os jogos de Mar del Plata, em 1995.

Mas nem todos os resultados foram negativos esse ano.

Em maio, as meninas ganharam três pratas no Aberto do Japão.

Um pouco antes, em março, a seleção conquistou um ouro no Aberto da Alemanha e um bronze no Aberto da França.

“Estou muito satisfeita com o desempenho do Brasil. Elas fizeram o melhor que podiam e estão progredindo bastante. As atletas são comprometidas e trabalham muito. Nós vamos criar novos ajustes para as nossas rotinas e, com um passo de cada vez, mostrar para os juízes os avanços das apresentações do Brasil”, conclui Julie Sauvè, consultora técnica do nado sincronizado brasileiro.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/conheca-as-modalidades-olimpicas-nado-sincronizado-3/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *