Conheça a modalidade paraolímpica de esgrima de cadeira de rodas

Londres 2012 Foto CPB Luciana Vermell

Apesar de pouco difundida na América do Sul, a modalidade de esgrima em cadeira de rodas deu ao Brasil uma medalha de ouro nos Jogos Paraolímpicos Londres 2012.

A equipe brasileira conseguiu a façanha com o gaúcho Jovane Guissone, que se tornou o primeiro brasileiro a disputar a competição, com muito sucesso.

Introduzida nos jogos Paralímpicos em 1960, em Roma, a esgri
ma em cadeira de rodas é disputada apenas por pessoas com deficiência locomotora, as mais comuns são as amputações, paraplegias, má-formação congênita e acidentes vasculares.

As classes são divididas de acordo com o equilíbrio de cada atleta na cadeira e a condição do braço que empunhará a arma.

A diferença em relação à esgrima olímpica é que os atletas têm suas cadeiras presas ao solo.

As pistas de competição têm 4 metros de comprimento por 1,5 metro de largura.

Os esgrimistas são conectados por meio de sensores especiais a um sistema eletrônico de contagem, que indica se um toque é válido e, a partir disso, o árbitro define se é um ponto ou não.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/conheca-a-modalidade-paraolimpica-de-esgrima-de-cadeira-de-rodas/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *