Clubes investem em piscina com tecnologia que será usada na Olimpíada Rio-2016

As piscinas Myrtha estão instaladas em várias partes do mundo: Leisure Center, Marion (Austrália)
As piscinas Myrtha estão instaladas em várias partes do mundo: Leisure Center, Marion (Austrália)

Agremiações como o Esporte Clube Pinheiros, que já inaugurou seu conjunto aquático, e Clube de Regatas Flamengo, que prepara a implantação, estão entre as entidades que investiram na construção de piscinas da marca italiana Myrtha, consideradas as mais modernas do mundo, do mesmo modelo utilizado em campeonatos mundiais e em Jogos Olímpicos.

O Pinheiros construiu a piscina com recursos provindos de convênio com o Ministério do Esporte.

O Flamengo contou com verba da Lei Pelé.

Club Natació Catalunya, Barcelona (Espanha)
Club Natació Catalunya, Barcelona (Espanha)

A modernização da piscina olímpica do Pinheiros foi desenvolvida em aço inox, revestida com uma membrana de PVC e sistema de transbordamento contínuo.

Com isso, o modelo garante condições de uma piscina rápida e eficiente para os usuários de todas as raias.

O ex-nadador e medalhista olímpico Gustavo Borges, divulgador da marca Myrtha no Brasil, aponta a rapidez na instalação como um dos importantes benefícios para o clube.

“A principal diferença que se verifica em relação às piscinas de alto rendimento existentes nos clubes, construídas décadas atrás, é na infraestrutura. A implantação da Myrtha é feita com muita praticidade, rapidamente. Dependendo da obra civil, a construção e entrega da nova piscina pode ser feita em até três meses”, afirma.

Tecnologia de ponta

As piscinas Myrtha utilizam tecnologia de ponta. Um software específico, com um sistema de jateamento (entrada de água na piscina), permite ao nadador utilizar a piscina, mesmo com as bombas ligadas, com garantia de nenhuma interferência na prática da natação.

O sistema também apresenta uma homogeneização perfeita, não deixando zonas mortas em relação à circulação da água.

Aquaniene Rowing Club, Roma (itália)
Aquaniene Rowing Club, Roma (itália)

A nova piscina do Pinheiros tem um sistema de filtração que não utiliza o ralo do fundo para captação de água.

A piscina transborda continuamente; a água vai para um tanque onde é feita a filtração e retorna renovada à piscina.

O sistema de filtragem de alto desempenho garante, ainda, uma economia de 80% de água, já que não gera retrolavagem.

Na prática, representa uma economia diária de 10.000 litros de água, por dia de uso, beneficiando também o meio ambiente.

Outro benefício é a garantia mínima de 10 anos, contra quaisquer problemas.

Nos Jogos Olímpicos de 2016, tanto a piscina de competição, como a de aquecimento, serão da marca Myrtha.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/clubes-investem-em-piscina-com-tecnologia-que-sera-usada-na-olimpiada-rio-2016/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *