Ciência do exercício mostra que atividade física é o “remédio” para evitar doenças

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Turíbio Barros*

Incluir exercícios físicos como parte dos hábitos de vida saudável pode ser considerado um fato relativamente recente.

Devemos considerar que essa necessidade passou a existir na medida que a evolução dos recursos tecnológicos, diretamente relacionados à vida moderna, causou um impacto reduzindo sensivelmente o nível de atividade habitual dos moradores dos grandes centros urbanos.

O exercício físico passou a ser visto como um “remédio” necessário para evitar as doenças crônico-degenerativas associadas com o sedentarismo.

Com essa necessidade, praticamente nasceu a “Ciência do exercício”.

O conhecimento científico sobre os benefícios do exercício passou a ser disseminado, e obrigou a praticamente todos os profissionais que trabalham nas áreas da saúde se atualizarem sobre esta área de conhecimento.

Agora, cada vez mais, esse tipo de informação passa também a ser consumido pela população e, nos meios de comunicação proliferam-se matérias sobre os novos conhecimentos que a ciência produz.

Um indicativo recente desse fato é uma edição especial da famosa revista americana “Time” que circula nos Estados Unidos, com um volume totalmente dedicado às informações científicas recentes sobre exercícios físicos.

A edição especial tem exatamente o título de “A Ciência do Exercício” e publica artigos escritos por autoridades americanas da área, com uma linguagem que sensibiliza até os indivíduos mais resistentes a adotar o exercício como hábito.

É interessante destacar o nome de alguns dos artigos desta edição, que ilustra o quanto esta área de conhecimento evoluiu.

A Incrível Medicina do Movimento, A Nova Ciência do Exercício, A Verdade a Respeito da Perda de Peso, Como Combater a Dor Muscular, Sete Maneiras de Motivar a Fazer Exercício, Como Fazer Exercício Quando Não Se Tem Tempo, A Verdade Sobre Correr, etc.

Essa publicação é mais uma evidência de que a prática de exercícios é um hábito que deverá ser definitivamente incorporado à vida de qualquer pessoa, que acena com a perspectiva de que poderemos viver mais e melhor.

*TURÍBIO BARROS
Mestre e doutor em fisiologia do exercício pela Escola Paulista de Medicina. Membro do conselho científico da Midway Labs, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo Futebol Clube e coordenador do Departamento de Fisiologia do Esporte Clube Pinheiros. Membro do American College of Sports Medicine. www.drturibio.com

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Facebook
Facebook
Google+
http://blog.sindiclubesp.com.br/ciencia-do-exercicio-mostra-que-atividade-fisica-e-o-remedio-para-evitar-doencas/">
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
Pinterest
LinkedIn
RSS
Notícias por Email
SHARE

1 pensamento em “Ciência do exercício mostra que atividade física é o “remédio” para evitar doenças”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *