Inscrições para o Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes vão até sábado (30)

O prazo para as inscrições para o Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes está quase terminando.

Os associados de clubes precisam correr!

As inscrições (que se iniciaram em março) encerram-se neste sábado, dia 30 de junho.

Realizado pelo Sindi Clube em parceria com a Confederação Nacional dos Clubes (Fenaclubes) e a Academia Paulista de Letras (APL), o concurso está em sua 3ª edição nacional.

O concurso surgiu em 2011, como nome de Prêmio Sindi Clube/APL de Literatura, com participação apenas de clubes paulistas.

Textos com temas livres podem concorrer em três categorias: poesia, conto e crônica.

Os melhores de cada categoria recebem prêmios de R$ 1.500,00, R$ 1.000,00, e R$ 500,00, respectivamente, para primeiro, segundo e terceiro colocados.

Todos os associados de clubes filiados ao Sindi Clube e à Fenaclubes, a partir de 18 anos, podem concorrer com uma obra inédita e em apenas uma categoria.

Para mais informações sobre o Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes, inscrições, e premiação, acesse o regulamento completo no portal do Sindi Clube.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Palmeiras promove concurso literário em parceria com Sindi Clube

A Sociedade Esportiva Palmeiras realiza o Prêmio Palmeiras de Literatura, com a metodologia do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes, organizado pelo Sindi Clube em parceria com a Fenaclubes e a Academia Paulista de Letras (APL), desde 2011.

O concurso do Palmeiras vai premiar associados e torcedores do clube que tenham obras literárias sobre temas relacionados ao maior campeão brasileiro de futebol, nas categorias poesia, crônica, conto e depoimento.

As inscrições dos trabalhos vão até 17 de agosto e podem participar interessados com mais de 16 anos.

Um júri de especialistas da APL avaliará os trabalhos inscritos e se encarregará de escolher os vencedores.

Acesse o regulamento completo.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Inscreva-se no Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes

Quem gosta de escrever não pode ficar de fora do Prêmio Nacional de Literatura de Clubes, uma iniciativa do Sindi-Clube, em parceria com a Academia Paulista de Letras e com o Fenaclubes.

As inscrições vão até o dia 18 de agosto.

Esta é a segunda edição nacional, mas o prêmio já existe há sete anos com abrangência estadual.

Em 2016, foram 45 clubes participantes, de 22 cidades do país, com 220 obras inscritas.

É possível concorrer em três categorias:

Poesia: texto curto que demonstre domínio da linguagem e uso de recursos poéticos e expressivos. Cada poema deve ter no máximo duas páginas.

Crônica: texto curto, narrativo ou dissertativo, baseado em assuntos do cotidiano ou de interesse geral, caracterizando-se pela pertinência dos temas tratados, julgado a partir do domínio que apresente da linguagem reflexiva e denotativa. Cada crônica deve ter no máximo duas páginas.

Conto: narrativa ficcional curta. Cada conto deve ter no máximo cinco páginas.

Os temas são de livre escolha, mas cada candidato pode concorrer com apenas uma obra e em apenas um gênero.

A obra deverá ser apresentada em papel tamanho A4, com formatação especificada no regulamento.

Ao se inscrever, o candidato deve fornecer três cópias digitadas e impressas da obra, assinadas por um pseudônimo.

Junto com a obra, o candidato, com o uso do pseudônimo, deverá enviar um envelope lacrado, contendo suas informações reais de candidato e da obra inscrita.

Confira todos os dados e documentos necessários para a inscrição no regulamento.

A equipe do Blog do Sindi-Clube conversou com a escritora e integrante da Academia Paulista de Letras, Anna Maria Martins, e com o escritor, jornalista e jurado do Prêmio, Joaquim Maria Botelho, que deram dicas para se sair bem nesse concurso, confira.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clube de Leitura do Pinheiros completa quatro anos, nesta semana

Foto: Companhia das letras
Foto: Companhia das letras

Os Clubes de Leitura, lançados em 2012, mostram, a cada ano, sua importância para o incentivo à cultura nos clubes.

Nesta semana, em 15/4, o Esporte Clube Pinheiros, celebra o quarto aniversário da ação feita em parceria com o Sindi-Clube e a Academia Paulista de Letras.

A comemoração será feita com o debate do livro “A resistência” de Julián Fuks, às 10h e 14h, e contará com a presença do autor.

A mediação será de Gerald Maurice.

Neste mês, estão previstos mais sete encontros literários nos clubes.

O Blog do Sindi-Clube divulga semanalmente a programação dos Clubes de Leitura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do SINDI-CLUBE no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura terão três encontros, nesta semana

"A morte de Vishnu" de Manil Suri, no Esporte Clube Pinheiros
“A morte de Vishnu” de Manil Suri, no Esporte Clube Pinheiros

Mais três reuniões de grupos de associados de clubes que gostam de literatura serão realizados nesta semana.

Em 16/3, no Clube Alto dos Pinheiros, o livro escolhido para leitura é “Desonra”, de J. M. Coetzee, às 15h, em debate coordenado por Vivian Schlesinger.

No Círculo Militar de São Paulo, também em 16/3, o tema será “La Bodega”, obra de Noah Gordon, às 14h30, sob mediação de Anna Lucilia Martuscelli.

O Esporte Clube Pinheiros encerra a programação do Clube de Leitura da terceira semana de março.

“A morte de Vishnu” de Manil Suri, terá discussão coordenada por Gerald Misrahi, em 18/3, em dois horários, às 10h e 14h.

O Blog do Sindi-Clube divulga semanalmente a programação dos Clubes de Leitura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura abrem março com cinco encontros

"O perfume da folha de chá", de Dinah Jefferies será o tema do encontro no Anhembi Tênis Clube
“O perfume da folha de chá”, de Dinah Jefferies, será o tema do encontro no Anhembi Tênis Clube.

Os Clubes de Leitura voltam após a folia de carnaval com mais cinco encontros para os associados que gostam de literatura.

Em 2/3, Gloria Gonçalves faz a mediação para o livro “Noites das mil e uma noites”, de Naguib Mahfouz, às 19h30, no Primeiro de Maio Futebol Clube.

No Alphaville Tênis Clube, em 3/3, a obra debatida é “A civilização do espetáculo”, de Mario Vargas Llosa, também às 19h30, mediado por Rodrigo Scalon.

“Trinta e poucos”, de Antonio Prata, no São Paulo Futebol Clube.
“Trinta e poucos”, de Antonio Prata, no São Paulo Futebol Clube.

Em 4/3, duas reuniões estão marcadas: “Trinta e poucos”, de Antonio Prata, no São Paulo Futebol Clube, às 15h, Iara Hand coordena o debate.

No mesmo horário, na Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo, o tema será o livro “A amiga genial”, de Elena Ferrante, com coordenação de Vivian Schlesinger.

Por fim, em 6/3, no Anhembi Tênis Clube, “O perfume da folha de chá”, de Dinah Jefferies será o tema do encontro, com debate organizado por Dinah Jefferies.

O Blog do SINDI-CLUBE divulga semanalmente a programação dos Clubes de Leitura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura encerram fevereiro com dois encontros

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Outras duas entidades recebem o Clube de Leitura, nos últimos encontros do mês de fevereiro.

A Academia Paulista de Letras discute o livro “Memórias do subsolo”, de Fiódor Dostoiévski, em 23/2, quinta-feira, às 19h.

As mediadoras são Sonia Cintra e Celia Cristina Whitaker.

Um dia depois, em 24/2, sexta-feira, a obra debatida será “São Bernardo”, de Graciliano Ramos, às 18h30, na Associação Atlética Banco do Brasil-SP, sob coordenação de Ana Maria Peres Guimarães.

Em fevereiro, foram realizadas 15 reuniões do Clube de Leitura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clube de leitura tem agenda cheia

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Nesta semana, os Clubes de Leitura realizarão mais seis reuniões, com associados de clubes que gostam de literatura.

Em 16/2, quatro reuniões estão marcadas: o Círculo Militar de São Paulo discute o livro “Doce Gabito”, de Francisco Azevedo, às 14h30, sob mediação de Francisco Azevedo.

“Submissão”, de Michel Houellebecq, às 15, está agendado no Clube Alto dos Pinheiros, coordenado por Vivian Schlesinger.

Às 16h, no Clube Paineiras do Morumby, a obra analisada é “Meu nome é vermelho”, de Orhan Pamuk, com coordenação de Débora Nascimento

Ainda no dia 16, o Clube Jundiaiense, às 20h, debate “O coração das trevas”, de Joseph Conrad, mediado por Sonia Cintra.

Dois encontros, em 18/2 encerram a semana de literatura nos clubes.

No Esporte Clube Pinheiros, “Uma rua de Roma” de Patrick Modiano, será tema de suas reuniões, às 10h e 14h, com mediação de Gerald Misrahi.

Por fim, na Associação Brasileira A Hebraica, será debatido o livro “O impostor”, de Javier Cercas, às 15, com coordenação de Vivian Schlesinger.

O Blog do SINDI-CLUBE divulga semanalmente a programação dos Clubes de Leitura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Prova longa e lenta ou rápida e curta? Como correr bem sem quebrar no fim

shutterstock_302979950
foto: shutterstock

Gustavo Luz*

Neste domingo (5/11) aconteceu no Rio de Janeiro a Corrida Eu Atleta, disputada nas distâncias de 5km e 10km.

As provas foram muito disputadas lá na frente, e com vários iniciantes se aventurando também.

Se você quer mandar bem nesse tipo de corrida, é importante ter em mãos boas informações na hora de fazer escolhas.

Confira abaixo três informações importantes para quem gosta de correr.

1. Você quebra no final?

É comum ver corredores largando muito forte e quebrando antes da chegada.

Quando você começa a corrida muito rápido, pode recrutar as fibras musculares e o sistema de energia de forma errada (precipitada). De uma maneira geral, tente correr os primeiros 70% da prova em um ritmo mais dosado para, se der, acelerar nos 30% finais.

2. Você corre de estômago vazio?

Talvez esse seja um dos erros alimentares mais comuns entre os corredores, principalmente para a galera que treina de manhã. Fazer um pequeno lanche de fácil digestão uns trinta minutos antes de correr otimiza a queima calórica e a qualidade do seu treino. Se não comer nada, provavelmente usará as suas reservas de gordura antes da hora. Isso pode parecer uma boa ideia, mas a gordura não supre as necessidades de energia tão bem, o ritmo de corrida diminui e você pode se cansar mais rápido.

3. O que é melhor para emagrecer: corrida longa e lenta ou rápida e curta?

As duas podem ajudá-lo com isso, desde que você mantenha a alimentação sob controle. Corridas longas e lentas são mais acessíveis para a maioria dos corredores e, no geral, levam a menos lesões que as corridas mais rápidas.  Você queima mais ou menos 60 calorias por km em corridas mais longas.  Corridas curtas e rápidas queimam um pouco mais e ainda elevam o gasto calórico no pós-treino (mais do que as corridas lentas).

*GUSTAVO LUZ
É educador físico formado pela Estácio de Sá, treinador de corrida e triatlo desde 2006 e praticante há quase 18 anos. Diretor técnico da G-LUZ Top Team, vive atento a tudo que se refere à fisiologia do exercício. Também fala com conhecimento empírico de quem está sempre frequentando as competições.

https://www.facebook.com/GLuzTopTeam/

Vencedores do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes

Foto: shutterstock
Foto: shutterstock

Saiu o resultado do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes que recebeu a inscrição de 220 textos de poesia, crônica e conto de associados de clubes de todo o país.

Antes restrito a São Paulo, o concurso é uma das ações do convênio entre o SINDI-CLUBE e a FENACLUBES (Federação Nacional dos Clubes).

Neste ano, a participação cresceu 78%, em relação ao verificado em 2015 (veja os vencedores abaixo).

O júri que examinou os trabalhos foi composto por Anna Maria Martins e Mafra Carbonieri, da Academia Paulista de Letras (APL), e Joaquim Maria Botelho , da União Brasileira de Escritores.

Em seu parecer, a comissão julgadora observou que os concorrentes revelaram “sensibilidade, bom nível de observação e criação, cultura, faculdade crítica e senso estético”.

Os melhores colocados de cada gênero – poesia, crônica e conto – receberão prêmios de R$ 1.200, R$ 600 e R$ 300. A data da premiação será confirmada proximamente.

Houve presença destacada dos escritores do Club Athletico Paulistano, que conseguiram os três primeiros lugares dos gêneros em disputa, além de obter dois segundos lugares e, ainda, duas menções honrosas.

Nesta primeira edição nacional do Prêmio, representantes da Bahia e de Minas Gerais classificaram-se entre os melhores (veja quadro).

“Foi gratificante ver como os clubes se interessaram pelo concurso e produziram conteúdo de alta qualidade. A opinião é de quem realmente entende do assunto, a Academia Paulista de Letras. O que nos surpreendeu muito foi a boa participação de clubes filiados à FENACLUBES, possível graças à parceria com o SINDI-CLUBE, que estendeu essa oportunidade aos clubes de todo o Brasil. Quem ganha é a cultura, pois, dessa forma, muitos talentos são revelados”, afirma o presidente da FENACLUBES, Arialdo Boscolo.

O presidente do SINDI-CLUBE, Cezar Roberto Leão Granieri, Betinho, destacou o alcance do Prêmio.

“O concurso ganhou dimensão nacional, ampliou a sua representatividade, por meio do convênio com a FENACLUBES. A participação de escritores associados de outros estados aumentou também a importância cultural desse prêmio. Vamos ampliar isso ainda mais nas próximas edições”, afirmou.

Trechos das obras vencedoras

Os três vencedores em poesia, crônica e conto são associados do Club Athletico Paulistano. A comissão julgadora da APL escolheu “Peoma troto”, de Luciano Martins Costa, como a poesia vencedora e destacou a inventividade do autor: “Ele entortou o poema até no título. O que deveria ser um Poema torto, virou Peoma troto, sem esconder o lirismo inteligente e o envolvimento com o leitor.

Trecho: “Agora resta apenas a palavra/ esse artifício/ que nos faz humanos. / Então, como quem lavra / a terra ressecada, / busco um sentido / para aqueles planos”.

Helena de Queiroz Telles Arrobas Martins, usou o tema político e ficou com o primeiro lugar em crônica, com “A engrenagem”. O júri ressaltou: “O estilo é contido, sóbrio e não se perde na adjetivação inoperante. E, sem dúvida nenhuma, convoca a nossa indignação ante as engrenagens do poder paralelo”.

Trecho: “A engrenagem girou, até que chegou a minha vez. Entre quatro paredes e claro como a luz do sol, o intermediário começou por elogiar o meu estagnado projeto. E logo revelou a que tinha vindo”.

Danielle Martins Cardoso foi a vencedora na categoria conto, com “Tempo de Viração”. A comissão julgadora fez elogios ao seu estilo: “Ela caracteriza com segurança as personagens e relaciona os impulsos psicológicos com veracidade e rigor. É uma escritora, de quem se espera – para a literatura – uma contribuição sólida e pessoal”.

Trecho: “Ainda em jejum, pensa em descascar o aipim colhido de véspera. Cresceu vendo o pai cozinhar a raiz, nela misturar farinha, ovo e cheiro verde, entornar óleo na frigideira e despejar na fritura gordas colheres. Depois, dividir as porções com o filho, galinhas e cães”.

Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes

Poesia, crônica e conto

Vencedores:

Poesia

1º lugar: Luciano Martins Costa (Club Athletico Paulistano), com “Peoma troto”.
2º lugar: Vicente Rággio (Club Athletico Paulistano), com “O criador e a criatura”.
3º lugar: Magnos Castanheira (Clube Esperia), com “Paisagens”.

Menções honrosas: Wilson Victor Lourenço (AABB), “Alazão do tempo”; e Beatriz Magalhães dos Santos Antunes (Associação Esportiva Mocoquense),  “A culpa não é da vítima”.

Crônica

1º lugar: Heloísa de Queiroz Telles Arrobas Martins (Club Athletico Paulistano), com “A engrenagem”.

2º lugar:  Silvia Regina Angerami (Anhembi Tênis Clube), com “Chove”

3º lugar: Maria do Socorro Alagia Vaz Leandro (Yacht Clube da Bahia), com “Sobre a coragem de mudar”.

Menções honrosas: Guilherme Hernandez Filho (Club Athletico Paulistano), “O vinho e eu”; e Celene de Fátima Oliveira (Associação Esportiva Mocoquense), “O busão e seu convite à intolerância humana”.

Conto

1º lugar: Danielle Martins Cardoso (Club Athletico Paulistano), com “Tempo de viração”.

2º lugar:  Giselda Penteado Di Guglielmo (Club Athletico Paulistano), com “Joaquim Maria”.

3º lugar:  Alice Silva de Castilho (Mackenzie Esporte Clube, de Belo Horizonte), com “O meu mal de Parkinson”.

Menções honrosas: Edileuza Bezerra de Lima Longo (Clube Paineiras do Morumby), Mentiras ao tempo; e Agda Del Cioppo (Club Athletico Paulistano), “Crack”.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.