Clube de Leitura da APL completa cinco anos

O Clube de Leitura da Academia Paulista de Letras (APL) completa cinco anos em 28 de junho.

Para comemorar, promove, às 19h, o debate do livro “Catálogo de perdas”, de João Anzanello Carrascoza, com a presença do autor e mediação de Vivian Schlesinger.

Nesses cinco anos foram lidos e debatidos 56 livros, com crescente entusiasmo dos frequentadores do Clube de Leitura.

As obras escolhidas abrangem diferentes gêneros literários: poesia, memória, conto, e há a predominância do romance, entre as preferências dos leitores.

A parceria entre o Sindi Clube, Academia Paulista de Letras e editora Companhia das Letras têm produzido frutos.

Hoje existem 23 clubes de leitura em agremiações paulistas, na comunidade de Paraisópolis e outros em processo de criação.

Todos os integrantes de Clubes de Leitura estão convidados a participar desse evento.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Encontro com o Autor recebe Monja Coen no São Paulo Futebol Clube

No próximo dia 28, o Sindi Clube promove mais um Encontro com o Autor, desta vez no São Paulo Futebol Clube, com a presença da escritora Monja Coen.

Ela é autora de livros como “A sabedoria da transformação” e “108 contos e parábolas orientais”, ela lançou, em 2018, “Zen para distraídos” e, em parceria com o historiador Leandro Karnal, “O inferno somos nós”.

Monja Coen também esteve presente na Feira Literária do Club Athletico Paulistano do ano passado.

Fundadora da Comunidade Zen Budista do Brasil, criada em 2001, ela teve seu primeiro contato com a prática no Zen Center de Los Angeles, onde fez os votos monásticos em 1983.

Residiu por oito anos no Mosteiro Feminino de Nagoia, no Japão e se graduou como monja especial, habilitada a ministrar aulas de budismo para monges e leigos.

Retornou ao Brasil em 1995, como missionária da tradição Sôtô Zenshû, servindo o Templo Busshinji, no bairro da Liberdade, em São Paulo, durante seis anos.

Esse Encontro com o Autor terá início às 20h, no Salão Nobre do São Paulo Futebol Clube (Av. Giovanni Gronchi, s/nº – Portão 17 do Estádio do Morumbi).

Os interessados podem se inscrever pelo e-mail biblioteca@saopaulofc.net,  com Fabiana.

Os convidados terão acesso ao estacionamento, mas o número de vagas é limitado.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Festa junina não é sinônimo de “pé na jaca” e abandono da dieta. Confira dicas

Cristiane Perroni*

Junho chegou e com ele, as festas típicas para comemorar o dia de Santo Antônio, 13 junho, São João, 24 de junho, e São Pedro, 29 de junho.

As comemorações acontecem em todo Brasil, principalmente na região Nordeste.

Caruaru, em Pernambuco, e Campina Grande, na Paraíba, são referências quando falamos de Festa Junina e não é para menos.

Danças, músicas, roupas, brincadeiras e alimentos típicos estão relacionados ao nosso folclore, assim como religião, cultura e crenças populares.

Nessa grande reunião cultural, a alimentação representa uma grande parcela da festa e muitos pratos típicos de cada região utilizam ingredientes como milho, coco, abóbora, amendoim, pinhão, aipim, batata doce.

Mas isso não é motivo para perder a linha e abandonar a dieta.

Entre as preparações salgadas podemos destacar o caldo verde, caldinho de feijão, sopa de ervilha, pinhão, espiga de milho, tapioca, cachorro quente, churrasquinho, salsichão, queijo coalho, pinhão, amendoim, pipoca, batata doce assada e aipim cozido.

Já as preparações doces, canjica, arroz doce, maçã do amor, doce de abóbora, cuscuz, bolo de fubá, bolo de aipim com coco, pé de moleque, curau, pamonha, churros, paçoca e cocada, fazem muito sucesso nas barraquinhas.

Tudo delicioso, mas para não perder o controle e participar das comemorações com prazer e sem culpa, seguem algumas orientações:

  1. Organize o dia do evento, mantendo a alimentação equilibrada nas demais refeições.
  2. Na festa, escolha preparações que lhe dão prazer, coma devagar saboreando os alimentos e limite as porções. Evite aquela sensação de “estar cheio”. Não é uma saída da dieta que colocará tudo a perder.
  3. Dependendo do horário da festa, troque por uma refeição (ex: almoço ou jantar).
  4. Faça escolhas melhores, evitando alimentos com alta densidade energética como frituras ou alimentos gordurosos como sopas ou recheios com carnes “gordas” como: paio e linguiça, molhos cremosos, etc.
  5. Receitas elaboradas com leite de vaca podem ser substituídas por bebidas vegetais como soja, castanha, arroz, coco e amêndoa.
  6. Depois da festa retome o programa alimentar e não leve “comidinhas” para casa
  7. Mantenha seus treinos em dia, isso irá colaborar para manter a balança em equilíbrio.

Opte por alimentos salgados de menor densidade energética como espiga de milho, sem manteiga, caldinho de feijão sem torresmo, pipoca, churrasquinho, batata doce assada, aipim cozido, pinhão, sanduíche de Filé ou carne assada ou lombinho, cachorro quente.

Todas as preparações doces possuem alta densidade energética, portanto escolha a que mais gosta, coma saboreando e em pequena porção.

*Cristiane Perroni: Nutricionista formada pela UFRJ e pós-graduada em obesidade e emagrecimento. Tem especialização em nutrição clínica pela UFF, especialização em nutrição esportiva pela Universidade Estácio de Sá e trabalha com consultoria e assessoria na área de nutrição. (http://www.crisperroni.com.br/).

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Alunos do Programa Touché comentam participação em campeonato de esgrima

Os alunos do Programa Touché participaram do Campeonato Paulista Infantil de Esgrima, realizado no Esporte Clube Pinheiros, no último fim de semana.

Do total de alunos do Programa, 25 foram selecionados para a competição.

“Essa é uma etapa do circuito estadual em que mais de 200 crianças participam e a ideia é que eles vivenciem totalmente a esgrima, desde o treinamento no Pelezão até campeonatos estaduais e nacionais”, explicou um dos professores do programa, Bernardo Schwuchow.

As crianças de 8 a 13 anos participaram da competição nas três categorias: menor de 9 anos, menor de 11 anos e menor de 13 anos.

Segundo Schwuchow, este é apenas o começo para a vida desses jovens que podem e têm chances de competir nacionalmente.

“Vamos  tentar levar para o campeonato brasileiro alguns deles, que jogaram o campeonato estadual, por meio de parceria com os clubes paulistas.”

Guilherme Queiroz Donadio, que disputa a categoria menor de 11 anos.
Guilherme Queiroz Donadio, que disputa a categoria menor de 11 anos.

Um dos alunos do programa, Guilherme Queiroz Donadio, 10 anos, que disputa a categoria menor de 11 anos, escolheu aprender esgrima por achar um esporte diferente dos outros e disse ainda que gosta de participar das competições.

“Eu dou o meu melhor para conseguir ganhar e ir pra outros campeonatos.”

Depois que começou no esporte, Guilherme já tem um novo sonho.

“Eu quero ser esgrimista profissional porque todos os meus amigos querem ser jogadores de futebol e eu quero ser diferente”, contou.

Na competição menor de 9 anos, todos os participantes foram premiados.

Nas outras categorias, a melhor classificação dos meninos do Pelezão foi o nono lugar (conquistado na categoria menor de 11 anos).

“Embora não tenham ficado entre os três melhores, é um bom resultado, por se tratar de um projeto que está no início, e completará um ano em setembro”, concluiu Schwuchow.

As aulas regulares gratuitas do Programa Touché são ministradas por professores de esgrima do Paulistano, Esporte Clube Pinheiros e Clube Hebraica, no Centro Educacional e Esportivo Edson Arantes do Nascimento, o Pelezão, no bairro paulistano da Lapa, em uma parceria do Sindi Clube com a Secretaria Municipal de Esportes.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Alunos do Programa Touché disputam Campeonato Paulista de Esgrima amanhã

Os alunos das escolas municipais que participam do Programa Touché Escola Pública de Esgrima disputarão a segunda etapa do Campeonato Paulista Infantil de Esgrima, que será realizado neste sábado (9), das 9h30 às 13 horas, no Esporte Clube Pinheiros.

Um total de 25 a 30 atletas, entre 8 e 13 anos, se qualificaram para participar do torneio pelo programa social,  que  oferece aulas de esgrima gratuitas para alunos de escolas municipais, ministradas por professores de clubes que se destacam na modalidade, como Club Athletico Paulistano, Esporte Clube Pinheiros e Clube Hebraica, no Centro Educacional e Esportivo Edson Arantes do Nascimento, o Pelezão, na Lapa.

O Programa Touché é uma parceria entre o Sindicato dos Clubes do Estado de São Paulo e a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de São Paulo, que vai completar um ano em setembro.

As classes estão com lotação completa nas três turmas abertas (terças e quintas, nos períodos da manhã e da tarde) e têm cerca de 50 alunos, boa parte dos quais já participou da primeira Etapa do Campeonato, no mês de março.

“A participação em um campeonato oficial motiva os alunos e faz com que queiram sempre melhorar seus resultados”, diz um dos professores do programa, Bernardo Schwuchow, que é técnico do Pinheiros e atleta da Confederação Brasileira de Esgrima (CBE).

Ele conta que foram selecionados alunos que já estão em condições de competir. “É importante para esses jovens saberem competir, aprender a ganhar e perder, além de se sociabilizarem, conhecer novas crianças e fazer novos amigos”, completa.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Saiba como manter o desempenho e se exercitar sem medo no frio

Nabil Ghorayeb*

O inverno está próximo e, para nos prevenir do frio, os casacos saem do armário e alguns hábitos se alteram.

Assim deve ser também com a prática de exercícios, que pode ser segura mesmo em temperaturas muito baixas, como nos Jogos de Inverno, desde que com a devida atenção, já que a falta de cuidados preventivos pode causar queda do desempenho e transtornos à saúde do atleta.

No frio, a perda de calor para o ambiente pode provocar redução da temperatura corporal (hipotermia) que se manifesta por fala arrastada, marcha trôpega, tremores e confusão mental.

Em competições extremas com temperaturas muito baixas, menores que 0°C, pode ocorrer congelamento e necrose das extremidades.

Ventos fortes e umidade da pele contribuem para esses efeitos do ar frio próprio das montanhas do hemisfério norte e polos.

Outro fato é a falsa impressão de que no frio a necessidade de reposição hídrica é menor, podendo causar desidratação.

O gasto energético e utilização de carboidratos durante o exercício também é maior durante o frio, para compensar a perda de calor para o ambiente.

A falta de carboidratos e a desidratação podem causar queda do desempenho e fadiga precoce nos exercícios ou provas de maior duração.

Os principais cuidados são:

  1. Condições climáticas: verifique a temperatura, umidade relativa do ar, presença e velocidade de ventos no local de exercício ou da competição.
  2. Prevenção contra perda de calor: vista primeiro a roupa térmica fina (polipropileno, poliéster ou lã, nada de algodão) que retenha calor e deixe passar a umidade. Adicione uma roupa impermeável para proteção contra chuva e vento e que seja fácil retirar ou colocar de acordo com o conforto térmico durante o exercício. Se o frio exigir, use uma roupa intermediária de “fleece” ou lã e fique alerta para as regiões do corpo por onde perdemos grandes quantidades de calor (cabeça, pescoço, pernas, mãos). Essas devem ser cobertas.
  3. Prevenção da desidratação: ingira água ou bebidas esportivas antes, durante e depois dos exercícios, mesmo sem ter sede. Durante exercícios ou provas com duração maior que uma hora, aumente a reposição de carboidratos.
  4. Ritmo do exercício: Mantenha um ritmo adequado de exercício, de acordo com a aptidão física, para evitar queda do desempenho na etapa final. Isso pode baixar a produção calórica e contribuir para hipotermia.
  5. Recuperação: Troque as roupas úmidas ou molhadas e aumente a proteção térmica no final dos exercícios prolongados, principalmente após corridas. Já foram observadas hipotermias pós-competições realizadas entre 10°C e 18°C.

*Nabil Ghorayeb: formado em medicina pela FM de Sorocaba PUC-SP, Doutor em Cardiologia pela FMUSP, chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em Cardiologia e Medicina do Esporte, coordenador da Clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715, Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Nosso Clube recebe Circuito Sindi Clube de Corais em julho

O Circuito Sindi Clube de Corais, apresentação itinerante de corais dos clubes paulistas organizada pelo Sindi Clube, já tem três eventos agendados para o segundo semestre de 2018.

A próxima apresentação prevista será em 8 de julho, um domingo, às 19h, no Nosso Clube, em Limeira.

Outras duas apresentações estão marcadas para o mês de agosto.

No sábado, dia 18, às 18h, na ADC Mercedes-Benz, em Diadema.

E no domingo, 26, às 11h30, no Alphaville Tênis Clube, em Barueri.

Acompanhe o Blog para saber, em breve, a programação completa e os clubes convidados para cada um desses eventos.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Palmeiras promove concurso literário em parceria com Sindi Clube

A Sociedade Esportiva Palmeiras realiza o Prêmio Palmeiras de Literatura, com a metodologia do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes, organizado pelo Sindi Clube em parceria com a Fenaclubes e a Academia Paulista de Letras (APL), desde 2011.

O concurso do Palmeiras vai premiar associados e torcedores do clube que tenham obras literárias sobre temas relacionados ao maior campeão brasileiro de futebol, nas categorias poesia, crônica, conto e depoimento.

As inscrições dos trabalhos vão até 17 de agosto e podem participar interessados com mais de 16 anos.

Um júri de especialistas da APL avaliará os trabalhos inscritos e se encarregará de escolher os vencedores.

Acesse o regulamento completo.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clube de leitura da “A Hebraica” terá presença da autora Luize Valente

Os Clubes de Leitura da segunda quinzena de junho já estão agendados, e neste mês a autora e cineasta Luize Valente estará na Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo, no dia 30, às 16h para falar sobre seu livro “Uma praça em Antuérpia”. Este evento será aberto não apenas para os associados da Hebraica, mas também para os membros de clubes de leitura dos clubes associados ao Sindi Clube.

Além deste, outros 10 encontros estão marcados e você já pode começar a leitura das obras para aproveitar melhor as reuniões. Confira a seguir.

Dia 16 às 10h e às 13h30, o Esporte Clube Pinheiros falará sobre “Canção de ninar”, de Leïla Slimani.

Dia 20, às 20h a obra será “O filho de mil homens”, de Valter Hugo Mãe, no Clube Jundiaiense.

No dia 21 serão duas reuniões, às 14h30 no Círculo Militar de São Paulo, com “A livraria mágica de Paris”, de Nina George e às 15h no Clube Alto dos Pinheiros, com “Machado: romance”, de Silviano Santiago.

O Paineiras do Morumby, às 15h do dia 28, discutirá “Dias perfeitos”, de Raphael Montes. No mesmo dia, às 17h, a Academia Paulista de Letras trará o autor João Anzanello Carrascoza para falar do livro “Catálogo de perdas”.

No dia 29, às 18h30, a Associação Atlética Banco do Brasil conversará sobre a obra “Cinzas do Norte”, de Milton Hatoum; já às 19h30, o Club Athletico Paulistano terá “Primeiras estórias”, de João Guimarães Rosa.

Além do encontro na Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo, no dia 30 também acontecerá, às 15h, o Clube de Leitura do Clube Esperia com o livro “São Bernardo”, de Graciliano Ramos.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

O que te motivaria a adotar a prática de exercícios? Descubra

Gerseli Angeli e Turibio Barros*

Já falamos inúmeras vezes sobre a importância de se incorporar hábitos de vida mais ativos para se conquistar mais saúde, qualidade de vida e também um corpo em forma.

Para que isso aconteça, será que basta apenas que nos seja oferecida a oportunidade de nos exercitarmos mais, como, por exemplo, a criação de ciclovias e instalação de equipamentos de ginástica em praças, além, obviamente, das questões de segurança?

Curiosamente, esse foi o tema de um artigo publicado recentemente no site do ACSM (American College of Sports Medicine).

Nele, a autora faz uma análise da relação ciclovia x ciclistas, ressaltando que a simples criação de ciclovias não é suficiente para que se tenham mais pessoas adotando a bicicleta como meio de transporte ou simplesmente como exercício de escolha.

Afinal, estamos falando da criação de novos hábitos de vida.

E quando se fala da criação de novos hábitos, o principal fator a ser considerado somos nós mesmos, ou seja, é uma questão de escolha individual, assim como parar de fumar ou adotar uma alimentação mais saudável.

Precisamos entender o que nos motiva a iniciar e a adotar, de fato, o hábito de fazer exercício.

Quando perguntamos para as pessoas se elas gostam de café a primeira vez que tomam a bebida, inúmeras dirão que não.

E em seguida vão dizer que se “acostumaram” a tomar café.

O que nos faz acostumar a tomar café?

O que nos motiva?

Seguindo o mesmo raciocínio, o que nos motivaria a aderir à bicicleta ou à prática de atividades físicas?

A cidade americana de Boca Raton, no estado da Flórida, possui uma excelente rede de ciclovias, com clima agradável e geografia plana.

Isso faz com que as pessoas prefiram as bicicletas em vez de seus carros?

Infelizmente, não.

Mais uma vez, podemos perceber que adotar novos hábitos depende exclusivamente de nós mesmos, e, portanto, precisamos entender o que nos motivaria a gostar de fazer exercícios e colocar isso em prática.

*Turibio Barros: Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM. Membro do conselho científico da Midway Labs, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do E.C. Pinheiros. Membro do American College of Sports Medicine. www.drturibio.com

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.