Clubes de Leitura iniciam reuniões neste sábado

A agenda de Clubes de Leitura para setembro já está pronta nos clubes paulistas.

Já no sábado (1), haverá os dois primeiros encontros do mês, o primeiro às 15h, no São Paulo Futebol Clube, com “Relato de um certo Oriente”, de Milton Hatoum.

Mais tarde, às 16h, é a vez do livro “Canção de ninar”, de Leïla Slimani, na Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo.

No dia 3, às 20 horas, o Anhembi Tênis Clube abordará a obra “Verão no Aquário”, de Lygia Fagundes Telles.

Os associados da Sociedade Esportiva Palmeiras se encontrarão no dia 5, às 19h, para também tratar de “Relato de um certo Oriente”, de Milton Hatoum.

A segunda parte do clássico “Os miseráveis”, de Victor Hugo, será discutida no dia 6, às 19h30 no Primeiro de Maio Futebol Clube.

No dia 13, três encontros: no Clube Paineiras do Morumby, às 11h, o livro será “A chave da casa”, de Tatiana Salem Levy.

Ainda no Paineiras, às 15h, a conversa será em torno da obra “Os sofrimentos do jovem Werther”, de Johann Wolfgang von Goethe.

E, às 19h, o Esporte Clube Sírio debate “A tirania do amor”, de Cristóvão Tezza.

Para fechar a primeira quinzena, o Alphaville Tênis Clube trará, no dia 14, às 19h30, “Memórias póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Sindi Clube leva apresentação do Circuito de Corais ao Alphaville Tênis Clube

O Sindi Clube realizou mais uma apresentação do seu Circuito de Corais no Alphaville Tênis Clube (ATC), em Barueri, com a presença de quatro clubes, no último domingo (26).

Além do coral anfitrião, apresentaram-se os grupos musicais do Nosso Clube de Limeira, Clube Campineiro de Regatas e Natação e ADC Mercedes-Benz.

Todos eles presentearam o público com composições da MPB.RBF_0508

Entre o repertório do coral do ATC, destacou-se “Maluco Beleza”, de Raul Seixas.

Já o Nosso Clube levou à plateia a canção “Como uma onda”, de Lulu Santos e Nelson Motta.

O samba “Disseram que eu voltei americanizada”, eternizado na voz de Carmen Miranda, foi muito bem executado pelo Coral ADC-Mercedes-Benz.

Também de forma impecável, o Coral Clube Campineiro de Regatas e Natação cantou “Nos bailes da vida” de Milton Nascimento e Fernando Brant.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Entenda por que os exercícios físicos podem funcionar como terapia

Nabil Ghorayeb*

A prática esportiva, principalmente em grupo, reduz ansiedade e depressão.

Vamos falar dos efeitos psicológicos positivos, que envolvem quem é ativo regularmente.

Ou seja, quando os exercícios funcionam como uma verdadeira terapia.

Primeiro, a importante sociabilidade, em pares ou grupos de atletas amadores que se tornam amigos.

Dessa forma, reduzem o isolamento social que eventualmente existe em algumas pessoas.

Outros efeitos psicológicos aparecem, como aumento da autoestima, alívio mais efetivo do estresse e mudança da autoimagem, que melhora incrivelmente até entre os mais tímidos.

Os grandes males da vida moderna, como a ansiedade e depressão, têm uma evolução bem mais favorável mesmo nos que necessitaram de medicação em algum momento do seu tratamento.

Os resultados são incríveis porque todos se ajudam de uma maneira ou outra.

As partidas de tênis, vôlei, futebol e outras, dos fins de semana, se tornam verdadeiros momentos de psicoterapia em grupo para alguns, até aqueles com exageros rompantes das atitudes não tão esportivas.

Ganho na autonomia individual e na imagem completam os ganhos advindos dessa terapia psicológica.

Todos conhecem amigos que se tornaram casais felizes formados nos grupos de atividade esportiva, por exemplo.

Vejam que maravilha equilibrar ou mesmo vencer as agruras psicológicas, que nos afligem em tempos de baixa confiança nos nossos dirigentes políticos, econômicos e, como não, esportivos.

A ordem é treinar e relaxar para não ser atingido emocionalmente pelos tempos tão negativos.

Nabil Ghorayeb: Formado em medicina pela FM de Sorocaba PUC-SP, Doutor em Cardiologia pela FMUSP, chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em Cardiologia e Medicina do Esporte, coordenador da Clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715, Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Circuito Sindi Clube de Corais na ADC Mercedes-Benz é sucesso de público

O Sindi Clube realizou no último sábado (18), mais uma apresentação do Circuito Sindi Clube de Corais, desta vez em Diadema, na ADC Mercedes-Benz (ADCMB), que participa da iniciativa há 18 anos.

O evento foi um sucesso, preenchendo todo o espaço reservado para a plateia.

Além do clube anfitrião, os corais dos clubes MESC (Movimento de Expansão Social Católica), SAMA Clube Armênio e Esporte Clube Pinheiros também se apresentaram, oferecendo aos espectadores músicas dos mais variados estilos.

39628847_1682758761849825_3714883000048025600_o

Enquanto o SAMA levou ao público músicas armênias, como “Hoy im nazani yarë” (“Minha Delicada Amada”), o MESC entoou MPB, como a canção de Gilberto Gil “O Som da pessoa”.

“Bandinha na Roca”, de Fabio Lozano foi uma das músicas cantadas pelo coral da ADCMB,  já o EC Pinheiros apresentou à plateia “Serenata do Adeus”, de Vinicius de Moraes.

 

Acompanhe o blog e fique por dentro das próximas apresentações do Circuito Sindi Clube de Corais.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Técnico do Pepac lança livro de contos

O técnico do Pepac, Daniel Polidoro, lançou neste mês o livro de contos “Tocando estrelas!”, mesmo nome da sua instituição, que promove a valorização de pessoas por meio do esporte, cultura e educação.

No dia 4 de agosto, Polidoro fez o lançamento da obra no Clube Atlético Ypiranga, onde é técnico de vôlei. Ele também é autor de “Trinta anos e uma Paixão”, em que fala das experiências comandando equipes esportivas.

Publicado pela editora Páginas e Letras, “Tocando estrelas!” é um livro ilustrado destinado aos públicos infanto-juvenil e adulto.

Numa narrativa simples e objetiva, o livro transmite a mensagem de agradecer ao passado, viver com os pés firmes no presente e reverenciar o futuro, preparando um mundo melhor “tocando estrelas”.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

O leite e a recuperação pós-exercício

Turibio Barros*

Quando falamos sobre suplementação nutricional de adultos, os benefícios do consumo de um suplemento pós-treino para reidratação (repondo líquidos e sais minerais perdidos durante o exercício) e para recompor os estoques de glicogênio muscular (acelerando assim a recuperação), já estão muito bem estabelecidos na literatura científica.

Além disso, a importância de se adicionar proteínas no suplemento pós-exercício com o objetivo de se potencializar a síntese proteica e garantir o fornecimento adequado de aminoácidos, também já é bastante reconhecida.

No entanto, ainda existe certo receio em se ofertar uma suplementação pós-exercício para jovens e crianças, especialmente se essa suplementação contiver proteína.

A fim de desmistificar o consumo de proteínas para essa faixa etária e, além disso, mostrar seus benefícios e sua importância, pesquisadores da McMaster University, no Canadá, conduziram uma série de estudos em que crianças com idades entre 14 e 17 anos consumiram  água,  isotônico ou leite desnatado, após a realização de exercício aeróbico em ambiente quente (34.5°C).

Foram avaliadas variáveis referentes à produção (síntese), eliminação (metabolização) e consequentemente o balanço de proteínas no organismo  nas 16 horas que se seguiram ao término do exercício.

O consumo do leite após o exercício proporcionou melhor reidratação, maior síntese proteica e melhor balanço proteico do que o simples consumo de água ou bebida isotônica.

Os resultados dos estudos mostram que a adição de proteína na suplementação pós-treino, faz com que o suplemento contribua não somente para a reidratação, mas também forneça nutrientes necessários para o aumento de massa magra, podendo assim contribuir para uma melhor recuperação pós-exercício e consequente melhor desempenho, não somente para adultos, mas também para jovens e adolescentes

*Turibio Barros: Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM. Membro do conselho científico da Midway Labs, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do E.C. Pinheiros. Membro do American College of Sports Medicine. www.drturibio.com.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Encontro com o Autor recebe Daniela Levy no dia 25

Este mês, o Encontro com o Autor terá Daniela Levy, em 25 de agosto, às 14h30, no Esporte Clube Pinheiros.

A escritora falará sobre o livro “De Recife para Manhattan: os judeus na formação de Nova York”.

Resultado de 10 anos de pesquisa, a obra aborda a saga de alguns judeus de origem portuguesa que, fugindo da Inquisição, tinham se instalado na Holanda e vieram ao Brasil durante a invasão holandesa de Pernambuco, à procura de uma vida nova.

Daniela Levy é mestra e doutoranda em história pela Universidade de São Paulo e uma das autoras do livro “Os judeus que construíram o Brasil”, publicado pela Editora Planeta.

O evento se dará na Sala de Conferências do Pinheiros.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Concurso literário para estudantes de clubes recebe inscrições até sexta-feira (17)

Vão até 17 de agosto as inscrições para a 1ª edição do Prêmio Nacional de Literatura para Estudantes Associados de Clubes e Convidados, direcionado a alunos da 9ª série do Ensino Fundamental e das 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, que sejam associados dos clubes filiados ao Sindi Clube.

Os interessados devem se inscrever por meio do e-mail: literatura2@sindiclubesp.com.br.

O concurso é realizado em parceira com a Confederação Nacional dos Clubes (Fenaclubes), a Academia Paulista de Letras e a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, e premia três categorias: poesia, conto e crônica, com temas livres.

Como convidados especiais, também podem se inscrever no concurso alunos das referidas séries das seguintes escolas: Colégio de Santa Inês, Colégio Miguel de Cervantes, Colégio Presbiteriano Mackenzie, E. E. Tarcísio Alvares Lobo, E. E. Professor Gualter da Silva e E. E. Dr. Alberto Cardoso de Melo Neto.

A obra tem que ser inédita e os concorrentes, brasileiros ou estrangeiros residentes no Estado de São Paulo, podem se inscrever em apenas uma categoria.

O valor da premiação será de R$ 1 mil, R$ 500 e R$ 300, respectivamente, para primeiro, segundo e terceiro colocados de cada categoria.

Para mais informações sobre o Prêmio Nacional de Literatura para Estudantes Associados de Clubes e Convidados, inscrições, e premiação, acesse o regulamento completo.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

O uso de frequencímetro no esporte é útil?

Nabil Ghorayeb*

Frequentemente, esportistas e atletas perguntam se é preciso usar um frequencímetro para correr ou praticar algum outro esporte.

Esse aparelho registra os batimentos cardíacos pelo contato da artéria radial (que passa na região lateral do pulso) com um sensor existente na base de um relógio com múltiplas funções.

Isto pode ser pelo tempo que se quiser, porém é importante durante o período da atividade física.

Servirá para mostrar a frequência cardíaca (FC) instantânea.

Ao vermos a FC atingida, saberemos se estamos próximos do alvo para menos ou para mais e, assim, o que se deverá fazer para alcançar o teto ideal numa atividade física regular.

Temos limites médicos e limites fisiológicos desses batimentos cardíacos, números muito utilizados, tanto nos treinos como nas próprias competições.

A utilização desses aparelhos veio facilitar a preparação física como também a prevenção de acidentes médicos.

A maioria dos modelos existentes tem chips e programas inteligentes para o acompanhamento fisiológico detalhado instantâneo digital do consumo indireto de oxigênio, do gasto de calorias e outras muitas outras funções.

Estão sendo estudados equipamentos que registram partes de um eletrocardiograma, o que mostra o desenvolvimento a que chegaremos.

Para certas arritmias, sem dúvida será muito útil.

Sua utilização inicial só pelos atletas já extrapolou o que se conhecia, e seu uso na reabilitação cardiovascular de cardiopatas tem sido um poderoso auxiliar durante os exercícios físicos programados para recuperar um cardíaco.

Muitos problemas médicos poderão ser evitados se a pulsação indicada pelo seu médico for mantida durante um treinamento físico.

O esportista deve ter a informação exata de um educador físico ou fisioterapeuta para seguir otimizado na sua preparação, seja para participar de provas esportivas, seja para ter índices de saúde ideais no lazer.

Corridas ou outras atividades físicas e esportivas serão mais bem aproveitadas quando se utiliza como parâmetro as informações fisiológicas registradas no teste ergométrico feito previamente ao início dos treinamentos pelo médico especializado.

Para isso, sem dúvida, o auxílio da tecnologia é bem vindo.

*Nabil Ghorayeb: Formado em medicina pela FM de Sorocaba PUC-SP, Doutor em Cardiologia pela FMUSP, chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em Cardiologia e Medicina do Esporte, coordenador da Clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715, Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Inscrições para o Prêmio Palmeiras de Literatura vão até o dia 17 de agosto

Os palmeirenses que querem colocar no papel todo o seu amor pelo clube, terão só até o dia 17 desse mês para se inscrever na 2ª edição do Prêmio Palmeiras de Literatura.

O concurso realizado pela Sociedade Esportiva Palmeiras, com a metodologia do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes (do Sindi Clube), vai premiar associados e torcedores que tenham obras literárias sobre temas relacionados ao maior campeão brasileiro de futebol.

Serão quatro categorias: crônica, conto, poesia e depoimento.

Cada candidato poderá concorrer com apenas uma obra em apenas um gênero.

Para participar basta ser associado ou torcedor do Verdão residente em qualquer lugar do mundo, com, no mínimo, 16 anos, e inscrever seu texto por correio ou por e-mail .

Serão premiados os três melhores de cada categoria.

Haverá a edição de um livro com as obras vencedoras nas três edições do prêmio.

Saiba mais detalhes no regulamento do Prêmio Palmeiras de Literatura.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.