Circuito Sindi Clube de Corais realiza apresentações de Natal

Com a chegada do mês de dezembro começam também as preparações para o Natal, e nos clubes não é diferente!

As programações entram em clima natalino e o Circuito Sindi-Clube de Corais realiza as tradicionais apresentações temáticas.

No dia 1º de dezembro, às 18h, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe a primeira apresentação do mês.

Subirão ao palco os corais ADC Mercedes-Benz, Pinheiros Canta, Vahakn Minassian de SAMA – Clube Armênio, Esporte Clube Pinheiros e o grupo de coralistas do Palmeiras.

Para adquirir o ingresso é necessário fazer a doação de um brinquedo, a arrecadação será destinada a crianças soropositivas.

No dia 9 de dezembro, às 17h, é a vez do Clube Campineiro de Regatas e Natação receber o Circuito de Corais.

Além do coral da casa, se apresentarão: Tênis Clube de Campinas, Alphaville Tênis Clube  e Coral do Círculo Militar de Campinas.

Para mais informações, entre em contato com os clubes que receberão os eventos.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Não perca os últimos Clubes de Leitura de 2018

No mês de dezembro, alguns Clubes de Leitura entram em férias, mas nem todos!

Nove encontros já estão agendados o último mês do ano.

O primeiro será na Sociedade Esportiva Palmeiras, no dia 5, às 19h, para discutir o livro “A elegância do ouriço”, de Muriel Barbery.

No mesmo dia, às 20h, o Clube Jundiaiense debaterá “Missa do Galo”, de Machado de Assis.

No dia 6, mais dois encontros estão marcados.

Durante a manhã, às 11h, os integrantes do Clube de Leitura do Paineiras do Morumby falarão sobre “A besta humana”, de Émile Zola.

À noite, às 19h30, os associados do Primeiro de Maio Futebol Clube debaterão a quinta parte do clássico “Os miseráveis”, de Victor Hugo.

No dia 7, às 19h30, o Alphaville Tênis Clube, falará sobre a obra “O sol é para todos”, de Harper Lee.

Dia 13, haverá mais dois encontros.

Às 15h, o Clube Alto dos Pinheiros levará aos associados “O som e a fúria”, de William Faulkner.

Já às 19h, o Esporte Clube Sírio vai abordar “Se um viajante numa noite de inverno”, de Italo Calvino.

Encerrando os encontros, não apenas do mês, mas também do ano, no dia 15, às 15h, o Clube Esperia debaterá “Um Conto de Natal”, de Charles Dickens.

E, às 16h, é a vez da Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo, com “Lolita”, de Vladimir Nabokov.

Continue a acompanhar o blog para, em breve, saber a programação dos Clubes de Leitura de janeiro.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Encontro com o Autor terá Daniela Levy no São Paulo Futebol Clube

O Encontro com o Autor, atividade cultural realizada pelo Sindi Clube em parceria com a Editora Planeta para viabilizar o conhecimento e o acesso aos novos autores, terá no dia 1º de dezembro a autora Daniela Levy, no São Paulo Futebol Clube (SPFC).

Daniela Levy é mestre e doutoranda em História pela USP (Universidade de São Paulo) e autora de diversos artigos sobre Inquisição, cristãos-novos e antissemitismo publicados no Brasil e no exterior (EUA e Israel).

Ela também é uma das autoras do livro “Os judeus que construíram o Brasil”, publicado pela Editora Planeta, além de historiadora do núcleo de pesquisa Anita Novinsky na USP.

O evento será no Salão Nobre do SPFC, às 15h.

Convidados não sócios deverão se inscrever pelo e-mail: inessuardi@hotmail.com.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Esporte Clube Sírio terá palestra sobre O Profeta, de Khalil Gibran

O Sindi Clube, em parceria com o Esporte Clube Sírio e, realiza em 1º de dezembro palestra sobre o livro O Profeta, de Khalil Gibran, com a escritora e professora de filosofia Lúcia Helena Galvão, da Organização Internacional Nova Acrópole.

O evento abordará a biografia de Gibran Khalil Gibran, pintor e poeta libanês radicado nos Estados Unidos, e a sua obra, sobretudo O Profeta, livro que planejou escrever desde a adolescência, com a ousada proposta de definir poeticamente todos os assuntos mais relevantes ligados à vida humana, como amor, casamento, filhos, justiça, trabalho, amizade, habitações, vestimentas, etc.

A palestra será na sede do Sírio (Av. Indianópolis, 1.192, Planalto Paulista, São Paulo), às 16h.

A entrada é franca, mas as vagas são limitadas e a presença deve ser confirmada pelo e-mail: sociocultural@sirio.org.br.

Para acesso ao clube, basta apresentar documento de identificação na recepção.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Votação para Melhores do Ano no Pepac já está aberta

O Pepac (Programa Esportivo para Associados de Clubes) está chegando ao fim de mais uma temporada de jogos e, como de costume, além de premiar as equipes vencedoras, vai também homenagear os Melhores do Ano.

Os técnicos das equipes apontam os atletas e técnicos de cada modalidade e categoria que mais se destacaram durante o torneio, e os três mais indicados vão para a votação do público.

Você já pode votar no site do Sindi Clube nos seus atletas e técnicos preferidos.

Os eleitos serão reconhecidos como Melhores do Ano do maior torneio interclubes do país.

A votação estará aberta até o dia 5 de dezembro, mas não deixe para depois. Participe!

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Combater o câncer de próstata com exercícios físicos, mais uma novidade animadora

Nabil Ghorayeb*

No mês do combate ao câncer de próstata – o novembro azul – foram feitas novas pesquisas, desta vez na Johns Hopkins Medicine, pelo urologista Michael Hiroshi, provando que o exercício físico, além dos benefícios já conhecidos, tem um novo benefício adicional: melhora as chances contra o câncer de próstata – o câncer mais comum nos homens.

O urologista autor dessa pesquisa explicou a conexão entre câncer de próstata e atividades físicas.

Segundo ele, estudos recentes sugeriram que os esportistas que são regulares no ritmo de treinos, têm menor probabilidade de desenvolver câncer de próstata ou até mesmo morrer dessa doença.

Inclusive detectou que alguns tipos agressivos de câncer de próstata foram encontrados mais em indivíduos obesos.

Em outras pesquisas foi relacionado o ganho de peso com um risco aumentado de o câncer voltar, em homens que já foram tratados.

Um problema importante é o fato da obesidade também poder interferir nas ferramentas de rastreamento do câncer de próstata, como no exame de sangue conhecido como PSA e do exame médico do toque retal digital, tornando mais difícil detectar com maior eficiência essa doença precocemente.

Ele afirma que “após decidir iniciar uma planilha de exercícios, fale com seu médico primeiro, porque todo homem é diferente e, as rotinas e metas variam de acordo com o estado da sua saúde atual”, portanto com a palavra seu clínico do esporte.

O início é gradual e é recomendável impor limites de intensidade e de volume para alcançar o objetivo da regularidade.

Muita intensidade sem orientação pode levar a lesões ortopédicas que te farão parar, exatamente o que não se deseja.

A prática da atividade física, não custa repetir, deve ter três focos: exercícios aeróbicos, fortalecimento muscular e treinamento de equilíbrio.

O sobrepeso e obesidade devem ser controlados, para que tenhamos a saúde cardiovascular principal problema de saúde que se eleva com a idade.

Para quem não tem antecedentes familiares de câncer de próstata, a avaliação urológica e dosagem do PSA, devem ser anuais a partir dos 50 anos, enquanto os indivíduos com antecedentes de familiares diretos, as avaliações começam entre 40 e 45 anos.

Seja quem for e qual esporte pratique ninguém está livre de ter a hipertrofia benigna ou mesmo do câncer de próstata.

A prática esportiva tem consolidado o conceito de proteção contra alguns tipos de câncer tanto no homem como na mulher, vamos nos exercitar.

*Nabil Ghorayeb: formado em medicina pela FM de Sorocaba PUC-SP, Doutor em Cardiologia pela FMUSP, chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em Cardiologia e Medicina do Esporte, coordenador da Clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715, Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura voltam com tudo após o feriadão

Os Clubes de Leitura do mês de novembro dão uma pausa durante o feriadão prolongado, mas voltam com tudo na segunda quinzena do mês, com 11 encontros marcados.

No dia 21, às 20h o Clube Jundiaiense tratará da obra “O Som e a fúria”, de William Faulkner.

No dia 22, três Clubes de Leitura serão realizados.

O primeiro às 14h30, no Círculo Militar de São Paulo, discutirá “Água para elefantes”, de Sara Gruen.

Depois, às 15h, será a vez do Clube Alto dos Pinheiros, com “Me chame pelo seu nome”, de André Aciman.

Por último, às 19h30, o Club Athletico Paulistano terá como tema “Aquela água toda”, de João Anzanello Carrascoza.

No dia 24 também haverá três encontros.

Às 15h, o São Paulo Futebol Clube levará aos associados “Canção de ninar”, de Leila Slimani.

No mesmo horário, o Clube Esperia abordará “A Amiga genial”, de Elena Ferrante.

Já a Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo irá debater, às 16h, o livro “Rindo do trágico: o humor na literatura israelense contemporânea”, de Leniza Kautz Menda.

Dia 29, às 16h, o Clube Paineiras do Morumby irá conversar no seu encontro “A resistência”, de Julian Fuks.

Também no dia 29, mas às 19h, a Academia Paulista de Letras terá como assunto “Crime e Castigo”, de Fiódor Dostoiévski.

Encerrando o mês, no dia 30, às 16h, o Clube Atlético São Paulo (SPAC) discutirá o livro “Caderno de memórias coloniais”, de Isabela Figueiredo.

Já às 18h30, a Associação Atlética Banco do Brasil vai debater quatro livros de Luiz Ruffato: “Eram muitos cavalos”, “De mim já não se lembra”, “Flores artificiais” e “Estive em Lisboa e lembrei de você”.

 

 

Confira os ganhadores da 2ª edição do Prêmio Palmeiras de Literatura

Autores das obras vencedoras recebem prêmio durante cerimônia. Foto: Divulgação
Autores das obras vencedoras recebem prêmio durante cerimônia. Foto: Divulgação

A Sociedade Esportiva Palmeiras entregou, no último sábado (10), o Prêmio Palmeiras de Literatura aos vencedores da segunda edição do concurso realizado em parceria com o Sindi Clube e com a Academia Paulista de Letras.

O prêmio recebeu obras literárias nas categorias poesia, crônica, conto e depoimento, sobre temas relacionados ao clube paulista. Ao todo, foram 12 prêmios, três em cada categoria, além das menções honrosas.

Confira os ganhadores:

 

Poesia

1º Lugar: Marcelo Geraldo dos Santos | Magia Verde | Belo Horizonte – MG

2º Lugar: Alane Oliveira Fontes | Palmeiras, minha vida é você | Sobradinho II – DF

3º Lugar: Leandro Carneiro Nunes | Cada verso meu é um suspiro seu | Salvador – BA

Menção Honrosa: Felipe Barbosa de Oliveira | 1914 | São Paulo – SP

Crônica

1º Lugar: Eduardo Sigrist | Noite eterna | São Paulo – SP

2º Lugar: Suyen Aparecida Caetano Miranda | É verde | São Paulo – SP

3º Lugar: Juliana Cury Rodrigues | O Palmeiras me reconquista todos os dias | São Paulo – SP

Menção Honrosa:
1- Evandro dos Santos | Ser Palestra: Orvalho do primeiro céu | Pindamonhangaba – SP
2- Paulo Eduardo Ferreira de Souza Marzionna | 90 minutos sem respirar (mais pênaltis) | Estados Unidos – EUA

 

Conto

1º Lugar: Matheus Almeida Trunk | Capacete de aço | São Paulo – SP

2º Lugar: Dimitri Brandi de Abreu | Um dia | São Paulo – SP

3º Lugar: André Mellagi | Doze de junho | São Paulo – SP

Menção Honrosa:
1- Ana Maria Maruggi | Um amigo italiano | São Paulo – SP
2- Marcus Aurelius | Anda, Rosa, corre! | São Paulo – SP
3- Edileuza Bezerra de Lima Longo | Para escanteio | São Paulo – SP

 

Depoimento

1º Lugar: Heitor Eugenio Rivera Saporito | Scoppia che la vittoria è di Nicola | São Paulo – SP

2º Lugar: Sebastião José Roque | O Palmeiras no quarto centenário e no 9 de julho | São Paulo – SP

3º Lugar: Vicente Rággio | O gol contra que foi a favor | São Paulo – SP

Menção Honrosa:
1- Ione Natali Xavier de Souza | A menina Palmeirense | Vitória da Conquista – BA
2- Marcos Cesar Polifemi | Que time é esse? | São Paulo – SP

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Jovens têm oportunidade do primeiro emprego no Programa Sindi Clube Aprendiz

O Programa Sindi Clube Aprendiz (PSCA) completou 13 anos de sucesso!

O PSCA foi instituído em 2005 para atender à Lei 10.097/00, que obriga os clubes a terem uma cota de 5% a 15% de seus funcionários composta por jovens de 14 a 24 anos.

A oportunidade permite que os aprendizes possam se desenvolver em diversas funções realizadas nos clubes paulistas.

Confira a seguir as fotos de algumas dessas atividades.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Excesso de treinamento físico diminui imunidade perigosamente e facilita desenvolvimento de viroses

Nabil Ghorayeb*

Faz alguns anos que a Medicina do Esporte alerta sobre fatos que, aparentemente, não tinha detalhadas explicações, porém, agora os imunologistas e hematologistas conseguiram encontrar os elementos que esclarecem essa antiga dificuldade.

Quanto mais o atleta se esforça e treina intensamente, maior o risco de acabar sendo “premiado” com uma infecção e até mesmo uma arritmia cardíaca.

Em nosso trabalho nessa área, no atendimento de atletas e esportistas amadores e profissionais como no ensino de pós-graduação, começamos a entender o que anteriormente se chamava de “overtraining” clínico, hoje leva o nome de Síndrome do Excesso de Treinamento (SET).

A característica clínica dessa verdadeira doença do esporte inclui aspectos psicológicos típicos, como: cobrança de resultados exagerada e inusitada sem nexo, mesmo quando o atleta consegue boas marcas, insônia, irritabilidade com todos, cansaço físico inexplicável, palpitações frequentes e a temida queda da performance.

As quantidades das cargas de exercício podem causar alterações na imunidade se o exercício for mais intenso e prolongado (ou seja >65% do VO2 máx.).

Os exercícios com intensidades excessivas parecem enfraquecer a imunidade geral.

Quando examinamos maratonistas veteranos, encontramos seus glóbulos brancos (leucócitos) em muito baixa quantidade, em níveis de 2000/mm3.

Vários casos que a mídia explorou como causados pela poluição ou intoxicação externa, eram claramente baixa imunidade.

Essa queda da imunidade ocorre por diminuição dos níveis da glutamina nos músculos, um aminoácido não essencial que tem um fluxo direto e contínuo dos músculos para o fígado, intestino, rins e sistema imunológico.

Como o sistema imunológico necessita de muita glutamina para a manutenção de suas funções, e o exercício físico induz o aumento da atividade dessas células, ocorreria a redução da disponibilidade de glutamina imediatamente após exercícios intensos e prolongados, e no final das contas facilitaria o aparecimento de certas doenças, em especial, as viroses principalmente respiratórias.

Esse verdadeiro fenômeno imunológico negativo, tem aumentado, hoje em dia, e seu tratamento inicial deve ser iniciado pela correção dos hábitos de treinamento, ou seja, devem diminuir ou em alguns casos suspender os treinamentos e recomeçar de modo gradual e lento.

O alerta médico é para não acreditar nunca em medicamentos ou certas substâncias que aumentariam a imunidade, isso ainda não foi conseguido de modo simples, como o famoso, porém, inútil por ser inativado no estômago, oxido nítrico em comprimidos orais.

Ainda a fórmula de sucesso deve se basear numa programação feita pelo profissional de educação física, depois da conveniente avaliação médica especializada.

*Nabil Ghorayeb: formado em medicina pela FM de Sorocaba PUC-SP, Doutor em Cardiologia pela FMUSP, chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em Cardiologia e Medicina do Esporte, coordenador da Clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715, Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.