Caminhar pode gerar tantos benefícios quanto atividades mais intensas

Nabil Ghorayeb*

Pode parecer incrível, mas grandes pesquisas mundiais (algumas no Brasil) resultaram em constatações surpreendentes na informação de que a caminhada simples pode proporcionar maior longevidade.

O sedentarismo, um dos quatro principais fatores de risco para o aparecimento de problemas cardiovasculares, câncer, entre outros, contribui entre 6 a 10% no desenvolvimento de doenças crônicas degenerativas.

As recomendações mundiais são de, no mínimo, 150 minutos de exercícios de intensidade moderada ou 75 minutos de intensidade vigorosa por semana, por tempo indeterminado.

Os benefícios bem conhecidos da atividade física moderada e pouco mais intensa são os mesmos de baixo risco de ter ou de morrer de doenças cardiovasculares, diabete tipo 2, derrame cerebral e alguns tipos de câncer.

Enquanto que as atividades físicas mais vigorosas por longos períodos podem aumentar o risco de problemas ortopédicos e até alguns problemas cardíacos, recomenda-se, nesse caso, um acompanhamento médico mais próximo.

Ao contrário do que se pensa de que para ter saúde precisamos fazer exercícios moderados a intensos, constatou-se que podemos ter benefícios saindo apenas para caminhar.

Uma pesquisa divulgada em outubro de 2017 concluiu que 120 minutos por semana de simples caminhada (1600 m em 20 minutos, seis vezes por semana) foram suficientes para se conseguir maior longevidade saudável.

Nessa pesquisa realizada em Atlanta, nos Estados Unidos, foram acompanhados 77 mil mulheres e 62 mil homens, todos adultos com mais de 68 anos de média de idade, por longos 13 anos e analisadas as causas de mortes que ocorriam.

Houve forte diferença na quantidade de mortes por doenças gerais, principalmente o câncer e mortes por doenças cardiovasculares, ao se comparar os ativos das simples caminhadas com as pessoas de hábitos totalmente sedentários.

A taxa de mortes para os sedentários foi de 4.293 por 100 mil indivíduos.

Entre os que caminhavam 120 minutos por semana, foi menor, ou seja, 2.851 para 100 mil.

Enquanto na turma de exercícios moderados, com 150 minutos ou mais, foi ainda bem menor: 2.088 por 100 mil.

Foi confirmada a tese de anos da OMS (Organização Mundial da Saúde) que recomendava a caminhada para todos, por ser algo simples e livre, não requerendo nenhum treinamento específico.

Acrescento que nem necessita de roupas ou equipamentos especiais.

Na realidade, qualquer caminhada é melhor do que não se fazer nada, segundo concluíram os autores.

*Nabil Ghorayeb

Formado em medicina pela Faculdade de Medicina de Sorocaba PUC-SP, doutor em cardiologia pela FMU-SP, chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em cardiologia e medicina do esporte, médico sênior do Grupo Fleury Medicina e Saúde, coordenador da clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715 , Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Primeiro aniversário do Encontro com o Autor Sindi-Clube terá presença de Mário Sérgio Cortella

Será comemorado em 7 de dezembro, às 19h30, no salão de festas do Esporte Clube Pinheiros, o primeiro aniversário do Encontro com o Autor Sindi-Clube, que terá como principal atração o filósofo e escritor Mário Sérgio Cortella.

O evento contará com a presença do presidente da entidade, Paulo Movizzo.

Cortella fará palestra e, depois, receberá os fãs para autografar seu mais recente livro “Viver em paz para morrer em paz”, que será vendido no local.

Viver em paz para morrer em paz (capa aprovada).inddEm sua nova obra, o autor oferece ao leitor a oportunidade de  reflexão:  “Viver em paz não é viver sem problema, sem encrenca, sem dificuldade. Viver em paz é viver com a certeza de que não está vivendo de forma morna!”, escreve Cortella no prefácio do livro.

Durante o primeiro ano, o Encontro com o Autor já recebeu diversos escritores relevantes, como Carol Barcellos, Eduardo Agualusa, Monja Coen, entre outros.

Neste mês, o autor Guilherme Fiuzza esteve no São Paulo Futebol Clube para falar sobre seu livro “O império do oprimido”, em que ele faz uma paródia da situação política nacional.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Circuito de Corais realizará apresentações natalinas

Dezembro começa na próxima semana e, com a chegada do novo mês, começam as preparações para as festas natalinas. Para te colocar em clima de Natal, o Circuito Sindi-Clube de Corais realizará três apresentações temáticas.

A primeira apresentação acontecerá no primeiro domingo de dezembro, dia 3, no Alphaville Tênis Clube, às 11h30.

Subirão ao palco: Alphaville Tênis Clube, São Paulo Futebol Clube, Nosso Clube, Esporte Clube Pinheiros e Sociedade Esportiva Palmeiras.

Na noite do mesmo dia, às 18h, é a vez do Clube Jundiaiense receber o Circuito de Corais. O anfitrião apresentará não apenas o coral adulto, mas também o grupo infantil. Além dos corais da casa, se apresentarão: Tênis Clube de Campinas, Sociedade Hípica de Campinas, Clube Atlético Aramaçan.

Já a terceira apresentação acontecerá no dia 17 de dezembro, às 17h, na Sociedade Esportiva Palmeiras. Os corais participantes ainda não foram definidos.

Além das apresentações do Circuito Sindi-Clube de Corais, alguns clubes realizarão outros eventos natalinos. Fique de olho no blog para se programar e participar de tudo.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Recuperado de infarto, o atleta pode correr, fazer triatlo ou crossfit?

Nabil Ghorayeb*

Ultimamente, atletas amadores com antecedentes de alguma doença cardiovascular procuram médicos de diferentes especialidades querendo participar de modalidades esportivas.

Lembro sempre que apenas um médico pode fazer este diagnóstico, orientar o tratamento e avaliar os possíveis riscos dos exercícios para a saúde.

Tanto nas práticas esportivas como na necessária reabilitação após um evento cardiológico, nós contamos com a parceria obrigatória de profissionais da saúde que não são médicos.

No último Congresso Brasileiro de Cardiologia, os médicos do esporte debateram uma situação frequente: a de decidir quando alguém que teve infarto do miocárdio e estando em boas condições na evolução clínica poderia praticar as modalidades esportivas de alto desgaste, como a maratona e outras corridas longas: triatlo, ciclismo, natação em mar aberto, o crossfit, HIIT (treino intervalado de alta intensidade), ou o velho conhecido spinning e as lutas.

As conclusões foram duras e claras, recomendando usar critérios médicos rigorosos na avaliação prévia, que deve ser composta de consulta especializada, teste ergométrico com médico presente na sala do exame, exames de laboratório analisando o funcionamento dos vários sistemas do organismo e ecocardiograma.

Se foi infarto, o médico deve rever os detalhes da cinecoronariografia e do tratamento em andamento e qual estado clínico atualizado antes de liberar a prática esportiva.

Outros detalhes são fundamentais, e o médico que decidir a liberação deve conhecer a modalidade esportiva, os riscos próprios e o tipo de treinamento que será feito na academia.

Pouca importância, lamentavelmente, se dá ao clima e ao local de determinada prova a ser feita, se na ocasião estará muito quente ou frio, entre outros cuidados.

Isso é fundamental, pois eventos fatais já ocorreram em tais situações.

Outra recomendação séria: se ocorrer um quadro de doença infecciosa, como uma gastroenterite, gripe ou outra doença aguda, o atleta não deve participar de provas esportivas ou praticar exercícios até a cura total.

As modalidades de exercícios e esportes devem ser praticadas para a saúde e devem ter o organismo em perfeitas condições de saúde.

No caso de crianças e gestantes, devem rigorosamente evitar essas modalidades mais intensas e, na dúvida ,fale com seu médico.

Idosos e mais jovens precisam sempre fazer a avaliação médica pré-participação.

*Nabil Ghorayeb

Formado em medicina pela Faculdade de Medicina de Sorocaba PUC-SP, doutor em cardiologia pela FMU-SP, chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em cardiologia e medicina do esporte, médico sênior do Grupo Fleury Medicina e Saúde, coordenador da clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715 , Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Três autores visitam clubes esta semana

Sete Clubes de Leitura estão marcados para esta semana e, além da leitura de obras selecionadas,  três deles contam com a presença de autores para discutirem seus livros junto com os associados.

Amanhã acontece o primeiro clube de leitura da semana, às 18h no Clube Jundiaiense, o livro da vez será “Poesia não vende” de Renata Pallottini. Segundo a autora a obra “tem muita ironia, medo e espanto, saudade e, surpreendentemente, esperança”. Ela estará presente no clube.

Na última semana, dia 13, o livro discutido no Anhembi Tênis Clube foi “Trilogia do Adeus” de João Anzanello Carrascoza, e amanhã, em comemoração aos 5 anos do Clube de Leitura do clube, o autor estará presente para um Encontro com o Autor. O evento acontecerá às 20h.

Na sexta-feira (24), às 16h, o Clube Atlético São Paulo, será abordado um dos mais famosos romances da escritora britânica Virginia Woolf, “Mrs. Dalloway” que narra um dia na vida da socialite ficcional Clarissa Dalloway.

Também na sexta, às 18h30, a AABB/SP recebe o autor Hans Freudenthal para conversar sobre o livro “O sobrevivente: de refugiado a escritor e outras histórias”, de sua autoria.

No sábado, às 10h e às 13h30, os associados do Esporte Clube Pinheiros, estarão reunidos para a discussão do livro que é uma homenagem a uma das maiores escritoras da língua inglesa, “O Clube de Leitura de Jane Austen”, de Karen Joy Fowler.

Considerada a obra mais importante do escritor ganhador do prêmio Nobel de Literatura em 1949 “O som e a fúria”, de William Faulkner, é narrado por quatro vozes distintas e tem saltos inesperados no tempo. Este será o romance que norteará o Clube de Leitura da Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo no sábado, às 16h.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Edição eletrônica de novembro da Revista Clubes já está no portal do Sindi-Clube

A edição digital da Revista Clubes, do mês de novembro, já está disponível para acesso no portal do Sindi-Clube.

A matéria de capa traz como destaque os pregões eletrônicos para compras conjuntas de materiais de uso comum nos clubes. Essa ação do Sindi-Clube proporcionou ótima redução de custos.

A edição também conta com uma entrevista exclusiva com o nadador César Cielo, mostrando a trajetória do atleta e a importância dos clubes para a sua carreira.

O Programa Touché, lançado este ano em parceria com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de São Paulo, também tem espaço especial na revista.

As aulas gratuitas de esgrima para crianças da rede municipal de ensino já reúnem cerca de 60 alunos.

Além disso, você encontra reportagens sobre o impacto da reforma trabalhista nos clubes, os autores de renome que já passaram pelos Encontros com o Autor neste ano, entre outros assuntos.

Não deixe de conferir.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Saiba como manter a regularidade dos treinos e não deixar o ritmo cair no feriado

Gustavo Luz*

O mês de novembro veio recheado com três feriados.

Será que é possível não deixá-los atrapalhar os seus treinos?

Sim, é bem verdade que, para muitos corredores, feriado é sinônimo de mais tempo para treinar e uma chance de descansar um pouco mais os músculos.

Para essa galera, o feriado só ajuda no treinamento.

Mas também tem gente, principalmente aqueles que ainda não conseguiram encontrar uma regularidade e uma rotina com os exercícios, que sofre com essa quebra de ritmo que os feriados proporcionam.

E se você tá no grupo dos que estão com dificuldade, não deixe o feriado te sabotar, planeje-o.

Se sabe que vai a uma festa à noite e que vai beber em um dia, não force a barra para treinar de manhã no dia seguinte, por exemplo, reabasteça seu corpo com boa comida e água ao longo do dia, para treinar à noite.

Dessa forma, as chances de se sentir com mais energia para treinar e não ficar em falta com a planilha pode aumentar e as chances de se machucar, por forçar a barra, diminuem.

E quem precisa de regularidade tem que fazer de tudo para passar longe das lesões.

Quem tem o objetivo de perder peso tem que ter cuidado redobrado, pois o feriado pode proporcionar uma noite de comida e bebida farta e a “matada” no treino no dia seguinte.

É claro que não tem problema sair da linha eventualmente, mas seja honesto com você mesmo – se não mandar bem nos treinos, fica difícil perder peso, simples assim.

Caso não dê para treinar, mesmo por causa de algum compromisso, faça uns agachamentos em casa, ou flexões de braço.

Você também pode subir as escadas.

Treinar cinco ou dez minutos é muito melhor do que não treinar nada.

*Gustavo Luz é educador físico formado pela Estácio de Sá, treinador de corrida e triatlo desde 2006. Diretor técnico da G-LUZ Top Team vive atento a tudo que se refere à fisiologia do exercício. Também fala com conhecimento empírico de quem está sempre frequentando as competições.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Sindi-Clube entrega Prêmio Nacional de Literatura e anuncia concurso literário para jovens autores

Paulo Movizzo, presidente do Sindi-Clube, homenageou os vencedores e anunciou nova competição literária
Paulo Movizzo, presidente do Sindi-Clube, homenageou os vencedores e anunciou nova competição literária.

Sindi-Clube realizou ontem (13), no Club Athletico Paulistano, a entrega do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes aos ganhadores da segunda edição do concurso que teve a participação de associados de clubes de todo o país.

Durante do evento, o presidente do Sindi-Clube, Paulo Movizzo, homenageou os vencedores e anunciou a criação de uma competição literária destinada aos jovens escritores dos clubes (leia mais aqui).

O Blog do Sindi-Clube passa a divulgar os textos ganhadores do Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes 2017.

Márcio Luiz Marques recebe da acadêmica Anna Maria Martins o prêmio de melhor crônica crônica
Márcio Luiz Marques recebe da acadêmica Anna Maria Martins o prêmio de melhor crônica.

Márcio Luiz de Campos Marques, associado do Círculo Militar de São Paulo, foi o vencedor na categoria crônica, com “Meu ego na primeira sessão de terapia”.

O júri que examinou os trabalhos, composto por Anna Maria Martins e Mafra Carbonieri, da Academia Paulista de Letras, e Joaquim Maria Botelho, da União Brasileira de Escritores, observou, em seu parecer, que a crônica de Marques é “um texto de elaboração cuidadosa, cuja característica de negação é, paradoxal, mas oportunamente uma afirmação de personalidade. A técnica utilizada é meio parente do método de Jacques Derrida, em que se constrói a ideia pela decomposição da mesma ideia. Um belo exemplo da boa crônica”.

O concurso é aberto à participação de escritores associados de clubes de todo o país, por meio de convênio com a Fenaclubes.

 

Meu ego na primeira sessão de terapia

Márcio Luiz de Campos Marques*

Eu não sei o que dizer de mim. Eu não sou uma mulher. Eu não tenho menos de cinquenta anos. Eu não sou alto. Não sou bonito, nem feio.  Eu não sou solteiro, nem separado e nem viúvo. Eu não sou filho único. Eu não tenho mais a companhia de meu pai, mas não sei como seria a minha vida sem ser pai.

Não tenho problemas crônicos de saúde. Como todo mundo, não deixo de apresentar, vez por outra, uma dorzinha aqui, um mal estar lá. Afinal, não estou morto.

Ainda bem que eu não estou desempregado. Não vivo para o trabalho,  mas não gosto de ficar à toa. Não frequento nenhuma instituição de ensino formalmente, porém, não deixo de aprender coisas novas sobre temas de meu interesse.

Jamais perco uma boa oportunidade para viajar, quando posso, para ler um bom livro, quando encontro e para ver um bom filme, quando aparece.

Milhões, eu não tenho. Mas também não passo fome e nem deixo de pagar minhas contas e arcar com meus compromissos. Geralmente não sobra muito no final do mês, entretanto, não deixo de guardar alguns trocados para curtir a vida. Ninguém é de ferro, nem eu.

Meu paladar não é muito variado. Eu não como muita coisa. Não que eu seja enjoado, que não goste e nem experimente muitos pratos diferentes, mas na minha mesa não pode faltar um prato de arroz com feijão e nem uma carninha.

Gordo eu não sou. Não deixo de fazer exercícios e praticar algum esporte. Porém, nada muito radical. Não gosto de ficar muito tempo sem curtir meu futebolzinho. Não sou fanático, mas não torço para outro time que não seja o meu.

Certeza,  nessa vida, não tenho nenhuma, muito menos se terei outra vida além dessa. Aliás, como não tenho certeza de nada, não gosto muito das pessoas que têm. Não que eu seja intransigente, é que eu não tenho muita paciência, não sou muito calmo, mas não creio que seja muito diferente de quem quer que seja.

Não tenho ciúmes ou inveja. Não sou dono de ninguém e não quero o que o outro tem. Não preciso de muito para viver. Não me faltando um certo conforto, não me preocupo, não posso dizer que não durma em paz. Aliás, eu não deixo de dormir de jeito nenhum, não que eu não tenha cá os meus problemas, entretanto eles não me tiram o sono.

Medos eu não nego que os tenha. Não suporto injeções e alturas muito elevadas. Mas não posso dizer que um dia não faça uma loucura qualquer, só não acredito que vá fazer uma tatuagem ou pular de bungee jump.

Eu não nego as minhas dúvidas, não tenho certeza de nada. Eu não imagino o que você está pensando de mim, afinal eu não o conheço e você não sabe muito a meu respeito.

Não sei muito bem o que estou fazendo aqui. Não quero te importunar falando de mim e tomando o seu tempo. Por isso não me alongo mais.

Eu não tenho problema nenhum.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Três Clubes de Leitura serão realizados de hoje a sábado

Mesmo com um feriado em plena quarta-feira, os Clubes de Leitura serão realizados durante esta semana.

Serão três encontros.

O primeiro será hoje mesmo, no Anhembi Tênis Clube , às 20h.

A obra escolhida é a “Trilogia do adeus” de João Anzanello Carrascoza, que fala da relação fragmentada das famílias.

No primeiro livro, “Caderno de um ausente”, o pai João escreve uma longa carta para a filha recém-nascida, Beatriz, para o caso de não estar presente no futuro dela.

No segundo, “Menina escrevendo com pai”, é ela quem responde.

No terceiro, “A pele da terra”, o filho mais velho de João e irmão de Beatriz narra sua relação com o próprio filho.

Logo após o feriado, na quinta-feira (16), às 15h, o Clube Alto dos Pinheiros aborda o livro “Corações cicatrizados”, de Max Blecher.

O protagonista da trama, assim como o autor, foi diagnosticado com o Mal de Pott, tuberculose óssea que afeta a coluna vertebral.

Na narrativa o escritor descreve a rotina dos internos do sanatório de Berck, divididos entre a imobilidade, os desejos, os encontros, as amizades e as paixões.

O último Clube de Leitura da semana está marcado para sábado (18), às 16h, na Associação Brasileira A Hebraica de São Paulo, com a obra “Meu nome é vermelho”, de Orhan Pamuk, que une trama policial, amor proibido e reflexões sobre as culturas do Ocidente e do Oriente.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clube Campineiro de Regatas e Natação recebe Circuito Sindi-Clube de Corais

Neste domingo (12), às 17h, o Clube Campineiro de Regatas e Natação recebe o Circuito Sindi-Clube de Corais, no Salão Social “Espaço Regatas”.

O concerto musical contará com a apresentação dos corais: Tênis Clube de Campinas, Primeiro de Setembro do Clube de Campo de Mogi das Cruzes, Círculo Militar de Campinas  e Clube Campineiro de Regatas e Natação.

Esta será a primeira apresentação do Circuito de Corais no mês de novembro.

A segunda será no dia 26, às 11h30, no salão Nobre do São Paulo Futebol Clube.

Nesta data, apresentam-se, além do clube anfitrião, os corais do Clube Atlético Aramaçan e Anhembi Tênis Clube, e também os grupos convidados Santa Clara e Oroboro,

Os dois eventos têm entrada franca.

E, em dezembro, o Circuito Sindi-Clube de Corais realizará espetáculos especiais de Natal.

Continue acompanhando o blog para saber mais.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.