Conheça as diferenças entre as armas usadas na esgrima

O Sindi-Clube está preparando um projeto especial, relacionado à esgrima, em parceria com a Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo.

Trata-se do “Programa Touché, Escola Pública de Esgrima”, destinado à formação na modalidade de alunos de 9 a 14 anos da rede pública de ensino.

O programa  será lançado no dia 12 de setembro, às 16h, no Centro Educacional e Esportivo Edson Arantes do Nascimento, o Pelezão, na Zona Oeste da Capital.

E, para você já ficar por dentro dessa modalidade, que tal conhecer a diferença entre as armas usadas?

A esgrima é um esporte de combate onde os competidores utilizam armas brancas para atacar e defender.

Basicamente, quem toca o adversário com a arma, pontua.

Mas, ao contrário do que alguns pensam, não existe apenas um tipo de arma na esgrima, e sim três: o florete, a espada e o sabre.

Cada uma das armas tem suas características e regras específicas.

O florete tem a lâmina de 90 cm de comprimento e pesa 500 gramas.

Os pontos podem ser marcados apenas com a ponta da lâmina, e a zona de pontuação restringe-se à parte do corpo do adversário coberta pelo casaco.

A espada é a arma mais pesada, com 750 gramas, o comprimento da lâmina é o mesmo do florete, 90 cm.

Os pontos também são marcados apenas com a ponta da lâmina, mas todo o corpo de adversário é considerado como zona de pontuação.

Já o sabre, é a arma mais curta, tem 88 cm, mas seu peso é de 500gramas.

Os pontos podem ser marcados com toda a frente da lâmina e com um terço da parte de trás.

A zona de pontuação considerada para a modalidade é toda a área da cintura para cima.

Acompanhe o Blog  e saiba mais sobre o novo programa do Sindi-Clube.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

USC disponibiliza novos cursos em setembro

A Universidade Corporativa Sindi-Clube (USC) vai disponibilizar, a partir do dia 1 de setembro, dois novos cursos EAD para profissionais de clubes.

“Analista Financeiro, Pleno e Sênior” tem carga horária equivalente a 240 horas presenciais e oferece aos participantes a possibilidade de desenvolvimento de competências técnicas para atuar na área.

As aulas são destinadas a analistas juniores que atuam nas áreas financeira, de controladoria, de custos e contabilidade, e outros profissionais que desejem capacitar-se para atuar como analistas financeiros.

Entre os conteúdos abordados estão matemática financeira e contabilidade, planejamento financeiro, aplicações e captações, e crédito e cobrança.

O outro curso “Analista de Recursos Humanos, Júnior, Pleno e Sênior”, com carga horária de 240 horas, também estará disponível a partir do dia 1º.

A formação é indicada para auxiliares, assistentes e analistas que atuam nas áreas de recrutamento e seleção, treinamento, avaliação de desempenho, cargos e salários e outros que desejem atuar como analista de recursos humanos.

Valores e cultura organizacional, comunicação organizacional e gestão de mudança são alguns dos conteúdos oferecidos.

Os interessados no curso de Analista Financeiro devem investir R$ 450,00.

Já para o curso de Analista de Recursos Humanos, o valor é de R$ 360,00.

Clubes paulistas filiados ao Sindi-Clube e clubes de fora do Estado de São Paulo, filiados à FENACLUBES/CBC, contam com desconto de 20%.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Está sempre gripado? Pegar leve ou até deixar de treinar pode ser a solução

Gustavo Luz*

A corrida deve tornar o atleta menos vulnerável a doenças porque fortalece o sistema imunológico, pode ajudá-lo a dormir melhor e a reduzir o estresse.

Mas, então, por que alguns corredores se resfriam com frequência?

Pesquisas sérias mostram que a falta de sono e períodos frequentes de estresse elevado podem reduzir severamente a função imunológica.

Um dos melhores jeitos de diminuir o risco de infecções é não treinar demais.

O exercício moderado reduz esse risco, mas corridas de velocidade, corridas longas e competições tendem a aumentá-lo.

Sabendo disso, pode acontecer de você ficar gripado no meio da sua preparação para uma prova.

Isso pode ser chato e frustrante, mas o quanto antes você entender e realizar que não está se sentindo bem e aliviar nos treinos, maiores as suas chances de passar pouco tempo debilitado.

Muita gente insiste e continua treinando forte, não faça isso.

Dependendo da intensidade da sua gripe, pode ser que um treino leve, com caminhadas, possa fazer bem.

Mas, se você está bem debilitado ou com febre, nada de treino.

Invista em cama e comida para se recuperar.

E se isso acontecer na semana da sua prova?

Calma, quem está bem condicionado pode ficar uma semana sem treinar.

Então, uma boa estratégia é ficar sem treinar a semana toda e ir para a prova.

Pode ser que seu corpo se recupere completamente para competir.

Mas pode ser que você ainda se sinta um pouco debilitado.

A sugestão aqui é usar o bom senso.

Há provas em quase todos os fins de semana, se achar que vale ficar fora para recuperar um pouco mais, tudo bem.

Você só não pode transformar um problema de uma semana em um problema de um mês por causa de pressa.

*Gustavo Luz é educador físico formado pela Estácio de Sá, treinador de corrida e triatlo desde 2006. Diretor técnico da G-LUZ Top Team vive atento a tudo que se refere à fisiologia do exercício. Também fala com conhecimento empírico de quem está sempre frequentando as competições.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Inscrições para o Seminário de Esportes terminam quinta-feira

O prazo para realizar a inscrição para a 5ª edição do Seminário de Esportes já está quase terminando.

A próxima quinta-feira (31) é o último dia para os interessados preencherem o formulário no portal do Sindi-Clube.

Este ano, o evento promovido pelo Sindi-Clube, em parceria com o Fenaclubes (Federação Nacional dos Clubes), será em São Paulo, em 2 de outubro.

O seminário é dividido em temas que devem ser escolhidos pelos interessados.

Serão dois assuntos de período integral para gestores, e quatro workshops de meio período para os profissionais de Educação Física que atuam em clubes.

Os temas foram discutidos com as próprias agremiações, por uma comissão organizadora formada por profissionais que atuam ou atuaram em clubes.

O Seminário é dedicado a dirigentes, gerentes, coordenadores, supervisores, professores e instrutores de esportes que atuam em clubes de todo o país

Confira toda a programação do Seminário de Esportes aqui.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Palestra ensina estilo Disney para atender e fidelizar o associado

Na próxima terça-feira (29), a Universidade Sindi-Clube, por meio da plataforma EAD, promove a palestra online “Atendimento ao associado, o estilo Disney de encantar e fidelizar”, das 10h às 12h.

O objetivo é refletir sobre o atendimento prestado e conhecer novas formas que não só atendam, mas também encantem e fidelizem o cliente.

Com base no lema do Disney Institute “Todas as empresas buscam atingir a mesma meta: atender melhor as pessoas que compram seus produtos ou utilizam seus serviços. Ou você as satisfaz ou corre o risco de perdê-las”, a palestra revela a magia do atendimento Disney.

Entre os conteúdos que serão apresentados aos participantes estão o atendimento ao estilo da marca, ciclo de atendimento com qualidade, importância da primeira impressão, processo do atendimento e como adaptar o que faz a Disney nos clubes brasileiros.

A palestrante Márcia Rizzi é formada em Direito e Administração de Empresas, pós-graduada em Administração e coautora no livro “Excelência no atendimento ao cliente”.

Atividade destinada a todos os gestores e profissionais envolvidos com os associados nos clubes, a palestra terá carga horária de 2h e requer um investimento de  R$170,00 por aluno.

Os clubes paulistas filiados ao Sindi-Clube e, fora do Estado de São Paulo, os clubes filiados à Fenaclubes/CBC, contam com um desconto de 20%.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Circuito de Corais estará no Clube Armênio

Neste domingo (27), o SAMA Clube Armênio recebe o Circuito Sindi-Clube de Corais, às 17h.

O repertório inclui MPB, clássicos e sucessos internacionais.

Para realizar o concerto musical, e levando em conta a experiência de intercâmbio entre os clubes, o evento contará com a presença do Coral Clube Atlético Monte Líbano, Coral Clube Atlético Aramaçan, Coral Esporte Clube Sírio, Coral Vahakn Minassian de SAMA – Clube Armênio e, como convidado especial, o Coral Oroboro.

O Circuito Sindi-Clube de Corais percorre o interior e a capital passando por clubes de diferentes cidades, como Marília, Bauru, Piracicaba, Limeira, Campinas, São Paulo, Guarulhos, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André e São José dos Campos.

Com o melhor da música produzida nos clubes, o Circuito de Corais criou tradição com programação marcada pelo bom gosto musical, repertórios do clássico ao popular e a permanente troca de experiências técnica.

A entrada para o evento é gratuita e os convites devem ser retirados na sede do Sindi-Clube.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Começou a correr e está com dor na canela? Não tem treinador? Veja como agir

Gustavo Luz*

Começou a correr há pouco tempo?

Então não encare a corrida com cobranças exageradas de tempos, deixe isso mais para frente, quando for um corredor mais experiente.

Em um primeiro momento, pense nos benefícios físicos e emocionais que a atividade proporciona.

Confira então três respostas para dúvidas comuns entre os corredores iniciantes:

  1. A corrida pode ajudar na melhora do sono?

Sim.

O exercício físico regular é comprovadamente um aliado de uma noite bem dormida.

Em atividades como a corrida, ocorrem ajustes orgânicos que podem melhorar as funções corporais, como a perda de gordura corporal e a utilização das vias aéreas de forma mais eficiente.

Uma sugestão é priorizar treinos no período da manhã ou da tarde.

  1. Começou a correr e está com dor na canela?

Provavelmente, trata-se de uma canelite, uma lesão comum nos corredores iniciantes devido ao impacto e que pode ter aparecido por você ter treinado demais nesse começo.

Numa situação dessas, diminua bem o ritmo dos treinos ou mesmo pare por um tempo, não vale à pena forçar a barra.

Para evitar o impacto e manter o condicionamento, experimente malhar ou nadar, por exemplo.

A regra é, se doer, não faça.

  1. Vale à pena ter um treinador?

Sim.

Muitos corredores começam a treinar por conta própria.

A ideia é ganhar algum condicionamento e, caso necessário, perder uns quilinhos para só então ingressar na academia ou na equipe de corrida e contar com a ajuda de um profissional.

Mas, na verdade, o ideal seria buscar esse auxílio desde o início, já que um treino sem controle de intensidade e frequência tem mais chance de dar errado, transformando entusiasmo em frustração.

*Gustavo Luz é educador físico formado pela Estácio de Sá, treinador de corrida e triatlo desde 2006. Diretor técnico da G-LUZ Top Team vive atento a tudo que se refere à fisiologia do exercício. Também fala com conhecimento empírico de quem está sempre frequentando as competições.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Com Clubes e Clubinhos de Leitura, semana terá encontros de quarta a sábado

Os leitores adultos e mirins podem ficar despreocupados, a semana conta com Clubes e Clubinhos de Leitura.

Para os adultos, há dois encontros marcados para a discussão de obras de autores internacionais.

Na quinta-feira (24), às 19h30, no Clube Jundiaiense, os associados conversarão sobre o livro “Ratos e homens”, do autor norte-americano John Steinbeck.

Ele narra a história de George e Lennie, dois caipiras que buscam um emprego em um país devastado pela crise de 1929.

Um personagem é o oposto do outro, mas, juntos, se completam e mantém vivo o sonho americano.

Já na sexta-feira (25), às 16h, no Clube Atlético São Paulo (SPAC), é a vez da obra “Vida e proezas de Aléxis Zorbás”, de Nikos Kazantzákis, considerado o mais importante autor grego do século 20.

A história é narrada por um intelectual grego que decide lançar-se em uma missão atrevida: explorar uma mina de linhito, carvão mineral, em Creta.

Pouco antes de embarcar, num bar do porto, ele conhece Aléxis Zorbás, a quem contrata para chefiar os trabalhos.

Clubinhos de Leitura

Os pequenos terão vários clubinhos de leitura essa semana.

O primeiro acontece amanhã (23), às 10h30, no São Paulo Futebol Clube, para a leitura do livro “Na floresta”, de Anthony Browne.

O São Paulo Futebol Clube também terá clubinhos na sexta-feira (25) às 9h30, e no sábado (26) às 11h, para a leitura do livro “Adivinha quanto eu te amo” do escritor Sam McBratney, que já escreveu mais de 50 livros para crianças e jovens.

Na quinta-feira, no Circulo Militar de São Paulo, às 14h, o livro será “Meg e a gatinha”, de Lara Jones.

Flicap

Além dos clubes e clubinhos de leitura já citados, o Paulistano conta com uma semana inteira de programação literária para públicos de todas as idades.

Confira os lançamentos de livro, Clubes de Leitura e a programação da Flicapinha.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Gestão de clubes em tempos de crise

Roberto Libardi*

Gerir um clube não é tarefa simples e, em tempos de crise, o desafio parece ainda maior.

O Brasil passa por um período de incerteza, tanto na economia quanto na política, e os indicadores não são dos melhores.

Edmar Lisboa Bacha, economista que participou da instituição do “Plano Real”, durante o governo de Itamar Franco, prevê que, até 2019, a situação de enfraquecimento econômico não melhore muito.

Vencida a inflação, o país está estagnado e sem ritmo para acompanhar o crescimento mundial.

Segundo o Fundo Monetário Internacional, a economia nacional deve crescer apenas 0,2% até o fim do ano e 1,7% em 2018, sem forças para avançar muito mais e perdendo em quase todas as comparações – até com a maioria dos países latino-americanos.

Um dos principais motivos para tamanho declínio é a falta de planejamento em longo prazo e a má gestão por parte do governo, que vem trabalhando com uma estratégia de reação aos fatos.

Uma verdadeira operação tapa buraco.

Isso pode acontecer também em empresas e clubes, se os dirigentes não tomarem os cuidados e precauções necessários para manter uma base sólida de desenvolvimento.

O cenário está complicado e os fatos básicos são comuns a todos: inflação, juros, dólar alto, retração do consumo, arroxo fiscal, entre outros pontos que pesam no fluxo de caixa e na gestão de nossas associações.

Para surfar na onda da crise, é preciso: atenção, capacidade analítica e habilidade de ficar imune ao mau-humor que toma conta do ambiente.

Principalmente para nossas associações, que têm como essência o bem-estar, a qualidade de vida e a felicidade das pessoas (nossos associados).

Um dos maiores erros que um dirigente ou gestor pode cometer, diante da atual conjuntura, é “andar com a manada”.

O cenário não é o mesmo para todos os setores de mercado, cada um é afetado pela conjuntura de uma forma diferente e específica.

Eu diria que esta é mais hora de focar no essencial do que de entrar em aventuras.

Nas crises, também existem oportunidades, só que, quase por definição, elas não estão disponíveis para todos.

Outro erro é achar, arrogantemente, que “nada mudou” ou que a crise não tem impacto sobre o nosso negócio.

Provavelmente tem e é importante entender quais são.

Se quiser manter o clube sólido no mercado atual, é preciso ter confiança no negócio e investir na qualificação dos processos de gestão.

Descomplicar e agilizar são as palavras de ordem no momento, realizar mais com menos.

Manter a casa organizada e sob o cuidado de pessoas competentes e devidamente treinadas para operar tais funções.

Nossas associações, que compõem um setor de atividade centenária, sobreviveram a todas as crises passadas e certamente conseguiremos sobreviver a mais esta que vivemos hoje.

Portanto, aposte na gestão.

Roberto Libardi é Administrador de Clubes, atuando neste mercado há 35 anos. Diretor da RL Soluções para Clubes. Consultor especialista em gestão de clubes pelo Sindi-Clube SP. Idealizador do “Programa Esportivo para Associados de Clubes – Pepac Sindi-Clube” – o maior programa de esporte de participação do país e em atividade ininterrupta, desde 1998.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Flicap começa amanhã e tem programação para as crianças

A Feira Literária do Club Athletico Paulistano (Flicap) começa amanhã (19), com programação para a família toda.

Além das atividades voltadas para o público adulto, o evento terá também a Flicapinha, com contação de histórias e lançamento de livros infantis.

No sábado, primeiro dia da feira, as crianças podem acompanhar, a partir das 11h, narrações do livro “O sapo e a lagarta”, de Dani Grinberg, com ilustrações de Walter Lara.

A obra fala sobre a amizade.

Após a história, os pequenos farão atividades de artes utilizando o tema do livro.

No domingo (20), também às 11h, mais histórias, desta vez acompanhada do lançamento dos livros “Por que quem ri por último ri melhor?” e “Por que em boca fechada não entra mosca?”.

As duas obras apresentam os provérbios de maneira divertida.

O evento terá a contadora de histórias Paula Knoll e sessão de autógrafos com a autora Renata Julianelli e a ilustradora Nana Sievers.

No dia 26 de agosto, às 14h30, pais e filhos podem participar de um bate-papo com o autor Ilan Brenman, um dos principais escritores de literatura infantil do Brasil.

Com mais de 60 publicações, Ilan ganhou diversas vezes o selo “Altamente Recomendável” pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

No último dia do evento, 27 de agosto, às 11h, Emília e Tio Barnabé irão aconselhar os participantes com frases, metáforas e ensinamentos do autor Monteiro Lobato durante um Clubinho de Leitura.

Saiba mais sobre os lançamentos de livros e os Clubes de Leitura que estão na programação da Flicap.

Visite o nosso portal e curta o Sindi-Clube no Facebook e Instagram para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.