Consulte a agenda com as obrigações do mês de junho para não perder nenhum prazo!

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

O calendário mensal, com as obrigações do mês de junho, já está disponível para consultas no portal do Sindi-Clube.

Em 8/6, o lembrete é para o pagamento da Contribuição Negocial Patronal.

Gestores dos clubes podem consultar reuniões que serão realizadas na sede do Sindi-Clube.

O encontro dos profissionais de Secretaria Social ocorrerá em 21/6; de gestores de Recursos Humanos em 30/6.

A agenda inclui as datas de pagamento de salários, índices atualizados e tabelas, importantes para que o clube não tenha prejuízos de multas e juros.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Internacional de Santos vence São Paulo em grande jogo, no vôlei menores do Pepac

IMG_2441 blog

O Clube Internacional de Regatas, de Santos, venceu, fora de casa, por 3 sets a 1, o São Paulo Futebol Clube, em jogo da categoria infantil do Programa Esportivo para Associados de Clubes (Pepac).

Quem foi ao ginásio no último sábado (27/5), saiu satisfeito com a partida, que teve vários lances de emoção.

Os sets foram disputados ponto a ponto, com viradas a todo o momento, de ambas as equipes.

As parciais terminaram em 25×23, 25×23, 25×15 e 25×23.

As fotos deste jogo podem ser acessadas no Facebook do Sindi-Clube.

Luciana: bom jogo apresentado
Luciana: bom jogo apresentado

Após a partida, os técnicos fizeram uma avaliação do desempenho de suas equipes.

Luciana Azevedo, do Internacional de Santos, ficou satisfeita com o empenho de sua equipe.

“Vínhamos de três derrotas consecutivas e essa conquista será muito importante para os próximos jogos. Mostramos que temos condições de fazer boas partidas, mesmo com um time novo e ainda desentrosado.”

Já Marcelo Felipe Nery, comandante do São Paulo, lamentou a derrota, que foi inesperada.

Nery: muitos erros da equipe
Nery: muitos erros da equipe

“Erramos bastante em saques e bolas de recepção. Perder em casa não estava em nossos planos. Agora, além da parte técnica, teremos que trabalhar também o psicológico das meninas, que estão tristes com a derrota.”

Neste ano, a categoria infantil do Pepac é a que detém o maior número de times participantes na modalidade de vôlei, com 19.

 

Atletas elogiam o Pepac

Tiffany: torneio organizado
Tiffany: torneio organizado

Tiffany Souza, líbero do Inter, diz que é uma satisfação jogar o maior campeonato interclubes do país.

“Além de ser um torneio muito bem organizado, ainda proporciona muita experiência, que pode fazer muita diferença daqui a alguns anos”.

Isabel Tavares, também do time da Baixada Santista, gosta da interação que o Pepac proporciona entre os clubes.

Isabel: torca de experiências entre atletas
Isabel: torca de experiências entre atletas

“É muito bom visitar e conhecer diversos clubes e poder trocar experiências com outras atletas. Pretendo continuar participando nos próximos anos”, disse.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Dia Mundial do Brincar afirma direito da criança ao lazer e à participação na vida cultural e artística

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Sílvia Queiroz*

Neste ano, a ITLA (International Toy Library Association), atuante nas causas sobre a importância do brincar, nos presenteou com um tema necessário e indispensável, o Brincar Sustentável.

De acordo com essa temática, propõe-se um enfoque em educação ambiental dirigido a todos os cidadãos do mundo.

Nossas crianças precisam, desde cedo, perceber o bom aproveitamento dos materiais, que contribui sustentavelmente e coletivamente com nosso planeta.

Brincadeiras e brinquedos sustentáveis são objetos que se transformam em outro produto para o desenvolvimento do brincar, criando brinquedos estruturados, que podem ser utilizados em seu ambiente de lazer, brinquedotecas, espaços lúdicos, escolas e outros.

Não é apenas reciclagem e sim ARTE!

É a experiência da ressignificação. Não era a finalidade, mas se tornou a consequência.

São inúmeras ideias! Você já pensou em transformar flutuadores de piscina sem uso em uma brincadeira, jogo estratégico?

O brincar vem sendo reconhecido como atividade indispensável ao desenvolvimento de potencialidades humanas relacionadas a aspectos cognitivos e afetivo-emocionais, sociais e culturais, para todas as idades.

O Dia Mundial do Brincar foi instituído em 28 de maio de 1999, na 8ª Conferência Internacional de Brinquedotecas da ITLA, em Tóquio, para chamar a atenção de todos os atores para esse direito das crianças, tão esquecido por parte dos adultos.

Sua mentora, Freda Kim, propôs a comemoração sempre no dia 28 de Maio, data de fundação da ITLA.

Desde então, o Dia Internacional do Brincar é comemorado anualmente pelas entidades filiadas ao organismo, como é o caso da Associação Brasileira de Brinquedotecas, e muitas outras organizações com foco na infância.

O objetivo dessa festa mundial é afirmar o direito de brincar, em consonância com o Artigo 31 da Convenção dos Direitos da Criança, que reconhece o direito de cada criança ao descanso, lazer, jogos, atividades recreativas livres e plena participação na vida cultural e artística.

Mais do que nunca, desejamos a todos que o brincar permaneça e se perpetue com novas descobertas, muita alegria, crie laços de mudança e nova postura existencial!

O tema convida a nos relacionarmos com a natureza, adultos e crianças, afinal “Brincar é necessário” e “Contemplar é preciso”!

*Sílvia Queiroz, artista plástica especializada em arteterapia e arte aplicada é consultora de Brinquedoteca Sindi-Clube.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

 

Curso ensina como colocar o relacionamento interpessoal em favor do bom ambiente de trabalho

gerenciamento de conflitos

Desenvolver habilidades de relacionamento interpessoal, bem como alertar para seus obstáculos, melhora o ambiente de trabalho, por meio da comunicação, integração e colaboração dentro da equipe, de forma a manter o respeito mútuo.

Esse é o foco do curso presencial da Universidade Sindi-Clube “Gestão de relações interpessoais e conflitos”.

A exposição prepara pessoas para a prática de comportamentos e atitudes assertivas.

Também ensina a utilização de ferramentas que possibilitam trabalhar as situações de divergências e conflitos, eliminando tensões e gerando empatia para o êxito dos relacionamentos.

A expositora é Márcia Rizzi, coach especializada em gestão de pessoas e administração.

Quando: 6 e 13 de junho, das 9h às 13h.

Inscrições e mais informações aqui.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Uso de anti-inflamatórios para aliviar dores antes de treinos ou provas gera riscos

Foto:Shutterstock
Foto: Shutterstock

Nabil Ghorayeb*

O assunto é polêmico entre os esportistas que defendem e os que são totalmente contra o uso de anti-inflamatórios nas várias provas esportivas mundo afora.

O tema voltou a ser debatido porque aumentou o número de atletas se automedicando, sem ter um cuidado maior.

Recente pesquisa mostrou que os anti-inflamatórios não hormonais (que não são derivados de cortisona) também são vendidos ilegalmente (sem receita médica).

Encontramos no comércio de anti-inflamatórios duas formulações mais comuns.

Os derivados dos hormônios esteroides, como a cortisona.

Os modernos não esteroides, usados como coadjuvantes nos tratamento de lesões inflamatórias ortopédicas, ginecológicas e outras, mas com prescrição médica bem definida.

Para entender o que alertamos, vamos começar pela dor que é um verdadeiro alerta espetacular da natureza, pois a sua presença nos avisa de que algo errado ou ruim está acontecendo.

Imagine que ao abolir a dor poderemos ficar sem saber, por exemplo, que temos uma distensão muscular, tendinite, artrite e outras doenças que irão piorar com a continuidade de um exercício.

Sem dúvida teremos um risco enorme das lesões se transformarem em irreversíveis.

O que está ocorrendo?

Mesmo sabendo que é uma medicação com vários efeitos colaterais sérios e que apenas um médico pode prescrevê-los, virou moda tomar anti-inflamatório no início de uma prova esportiva para não sentir dores.

Hoje em dia tem sido usada a capsula gelatinosa com anti-inflamatório potente, algo totalmente desnecessário.

Os efeitos no coração e aparelho cardiovascular são conhecidos: facilita o surgimento de arritmias, permite elevação da pressão arterial e, em alguns casos, até isquemia cardíaca (angina ou infarto).

O uso indiscriminado de anti-inflamatórios causa danos no fígado e nos rins a médio e longo prazo, podendo provocar cirrose hepática e a temida insuficiência renal representada pela uremia.

Alertamos de modo insistente: nunca se automedique, principalmente para dores ou outros sintomas.

O correto é parar a atividade física e procurar sempre um médico do esporte para suas dúvidas clínicas e de medicação, e um nutricionista nas dúvidas alimentares e de suplementação.

Amigos e “terapeutas sem diploma” não têm conhecimento científico e sabem de ouvir falar.

Cada caso é um caso, imagine. Cansou, doeu? Então pare!

Sua saúde é mais importante que uma medalha.

*NABIL GHORAYEB
Formado em medicina pela Faculdade de Medicina de Sorocaba PUC-SP, doutor em cardiologia pela FMU-SP , chefe da seção CardioEsporte do Instituto Dante Pazzanese Cardiologia, especialista por concurso em cardiologia e medicina do esporte, médico sênior do Grupo Fleury Medicina e Saúde, coordenador da clínica CardioEsporte do HCor, CRM SP 15715 , Prêmio Jabuti de Literatura Ciência e Saúde. www.cardioesporte.com.br 

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura encerram mês de maio com agenda cheia

“Cinco esquinas”, de Mario Vargas Llosa será discutido em dois clubes
“Cinco esquinas”, de Mario Vargas Llosa será discutido em dois clubes

Os Clubes de Leitura continuam agitando a agenda de associados amantes de literatura, neste fim de mês.

Em 25 de maio, serão duas reuniões.

“Cinco esquinas” voltará a ser discutido por associados do Clube Paineiras do Morumby, às 16h.

Pouco mais tarde, às 19h30, no Club Athletico Paulistano, a obra debatida será “Desonra”, de J. M. Coetzee.

Associados do Clube Atlético São Paulo discutem, em 26 de maio, às 16h, “Cinco esquinas”, de Mario Vargas Llosa.

No mesmo dia, às 18h30, “Triste fim de Policarpo Quaresma”, de Lima Barreto, terá debate na Associação Atlética Banco do Brasil-SP.

Por fim, na Hebraica, em 27 de maio, às 16h, o tema será “Meshugá”, de Jacques Fux.

O Blog do Sindi-Clube divulga semanalmente a programação dos Clubes de Leitura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Palestra gratuita da Universidade Sindi-Clube explica como escolher o tipo de aquecimento das piscinas

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

O aquecimento do parque aquático, que permite seu uso em todas as estações do ano, pode utilizar vários modelos de aquecedores de água, que se combinam com o sistema hidráulico.

A palestra gratuita presencial “Aquecimento de piscinas” apresenta os vários tipos de equipamentos: solar, gás/diesel, bomba térmica e elétrico.

A exposição estabelece a comparação de custos operacionais entre essas formas de aquecimento.

O palestrante é Nilson Maierá, engenheiro químico, consultor da área de piscinas da Universidade Sindi-Clube.

Haverá transmissão via internet.

Quando: 30 de maio, das 10h às 12h.

Inscrições e mais informações aqui.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Alongar antes de correr prejudica o atleta de longa distância, diz estudo

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Turíbio Barros*

A polêmica e as controvérsias sobre os efeitos do alongamento continuam a marcar presença em várias publicações, tanto as de caráter científico como as publicações que refletem opiniões pessoais, fruto de experiências práticas.

Na realidade, atualmente, absolutamente não existe consenso a respeito dos benefícios do alongamento, tanto para melhora de performance como para prevenção de lesões.

Quando consultamos a literatura científica sobre o assunto, encontramos muita dificuldade para obter orientações sobre o tema que possam contribuir para esclarecer as principais dúvidas sobre o procedimento, inclusive sobre a principal delas: devemos alongar ou não, antes de correr?

Uma interessante revisão sobre o motivo foi recentemente publicada por um grupo de pesquisadores da Inglaterra, especificamente voltada para a análise dos efeitos do alongamento para os corredores de longa distância.

Impact of stretching on the performance and injury risk of long-distance runners, cuja tradução é: Impacto do alongamento sobre a performance e o risco de lesões de corredores de longa distância.

Os autores fizeram uma extensa revisão do assunto, analisando dezenas de artigos científicos publicados nos últimos anos.

As conclusões, apesar de não poderem ser consideradas as palavras finais sobre o tema, são bastante interessantes:

– Os corredores precisam ter certa limitação de flexibilidade para não prejudicar a economia de corrida, portanto o excesso de alongamento prejudica o desempenho.

– Alguns autores identificaram a presença de um gene associado com inflexibilidade em corredores de elite.

– Mais uma vez é enfatizada a ausência de comprovação científica dos afeitos do alongamento para prevenir lesões.

– O alongamento realizado imediatamente antes de correr parece realmente prejudicar o desempenho do corredor de longa distância.

Os autores sugerem que se faça um aquecimento antes de correr, e não um alongamento dos músculos dos membros inferiores.

Essas conclusões certamente são polêmicas, principalmente porque o alongar antes de correr se tornou um hábito incorporado à rotina de quase todo praticante de corrida.

Entretanto, quando encontramos um artigo como esse, que é uma revisão de literatura, devemos entender que as conclusões não expressam a opinião pessoal dos autores, e sim o que os artigos científicos, fruto de estudos controlados apresentam como evidências.

Referência: Research In Sports Medicine vol 25, 2017 issue 1

*TURÍBIO BARROS
Mestre e doutor em fisiologia do exercício pela Escola Paulista de Medicina. Membro do conselho científico da Midway Labs, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo Futebol Clube e coordenador do Departamento de Fisiologia do Esporte Clube Pinheiros. Membro do American College of Sports Medicine. www.drturibio.com.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Pepac atinge quase 300 jogos e 3.200 atletas inscritos, em dois meses de competição

banner modalidades

O Programa Esportivo para Associados de Clubes (Pepac), o maior torneio interclubes do país, organizado pelo Sindi-Clube desde 1999, registrou até este mês, 297 jogos (109 futsal e 188 vôlei), e segue até dezembro, com grandes emoções.

Marcas expressivas marcaram os dois primeiros meses de disputa.

Até o momento, são 3.212 atletas inscritos em 232 equipes, de 47 clubes.

Foram 768 gols marcados no futsal e 642 sets disputados no vôlei.

Ainda serão realizadas mais 1.332 partidas, na fase classificatória, e o número aumenta após a definição dos jogos finais.

Assim como em 2016, a 19ª edição do Pepac conta com duas modalidades – vôlei e futsal – e 18 categorias diferentes, em diversas faixas etárias, no feminino e masculino.

Clique aqui e saiba mais sobre os clubes participantes.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Pinheiros e Alphaville recebem o escritor Guilherme Fiuza, no Encontro com o Autor

portada_o-imperio-do-oprimido_guilherme-fiuza_201610101549

O escritor Guilherme Fiuza apresentará seu novo livro, “O império do oprimido”, em dois eventos do Encontro com o Autor, promovido pelo Sindi-Clube.

O primeiro será no Alphaville Tênis Clube, em 25/5, às 19h30.

Depois, no Esporte Clube Pinheiros, dia 27/5, às 10h.

No Encontro com o Autor, os clubes recebem visitas de escritores para a discussão de suas obras.

“O império do oprimido” é um romance que tem como contexto os dilemas político-ideológicos do século 21.

Fiuza destaca a ação do Sindi-Clube e fala da importância do Encontro com Autor.

Fiuza estará no Pinheiros e no Alphaville
Fiuza estará no Pinheiros e no Alphaville

“Essa proximidade com o leitor é fundamental, já que o público literário fica fisicamente distante do autor. Isso nos impossibilita de observar as reações e opiniões tidas após a leitura do livro.”

O próximo Encontro com Autor terá Thales Guaracy, no Club Athletico Paulistano, em 22/6, para a exposição da obra “A conquista do Brasil (1500-1600)”.

Clubes interessados em participar dessa ação literária conseguem mais informações no portal do Sindi-Clube.

Visite o portal  e curta a página do Sindi-Clube no Facebook para saber mais de assuntos que interessam ao seu clube.