Portaria estabelece condições higiênico-sanitárias para clubes

shutterstock_129416291

Portaria da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (1101/2015 SMS.G) estabelece condições higiênico-sanitárias para serviços relativos à ginástica, musculação, natação, saunas e outras atividades em clubes e academias.

A Consultoria Jurídica do Sindi-Clube ressalta que o regulamento técnico, com vigência desde 20 de outubro, estipula regras a serem observadas em todos os clubes do Estado de São Paulo, visto que as disposições estão presentes em outras legislações, especialmente a da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A portaria do município de São Paulo repete e enfatiza normas que já se encontram em conjunto de leis que regulamentam as condições higiênico-sanitárias de locais como academias, saunas e piscinas, entre outros.

Dessa forma, vale destacar o resumo dos principais pontos do regulamento que prevê as boas condições de conservação e uso desses equipamentos e que devem ser seguidos nos clubes.

Sanitários e vestiários

Os sanitários e vestiários precisam ser separados por sexo e é obrigatória a existência de, no mínimo, uma pia para higienização, um chuveiro e um vaso sanitário protegidos por portas e divisórias. Além disso, o espaço tem que possuir armários para a guarda de roupas.

Áreas para atividades físicas

O regulamento determina que sejam mantidas barreiras físicas nos locais em que exista perigo de quedas. As paredes e obstáculos precisam ser protegidos, no mínimo, até 1 metro de altura, quando proporcionarem riscos à segurança dos usuários.

Deve haver pisos apropriados nas salas destinadas à prática de lutas, com revestimentos higienizáveis que permitam o amortecimento de tombos. É obrigatório que os colchonetes, higienizados após cada uso, permaneçam separados e identificados como limpos e não limpos. O produto utilizado na limpeza tem que estar à disposição dos usuários.

Os equipamentos para musculação, mantidos em boas condições de segurança e conservação, devem ser mantidos livres de umidade, ferrugem ou outra condição que possa comprometer a segurança dos frequentadores.

shutterstock_207787093

pH da água das piscinas

O pH (potencial hidrogeniônico) indica a acidez, neutralidade ou alcalinidade de uma solução aquosa. O da água dos tanques das piscinas, mantido entre 6,7 e 7,9.

Na ocorrência de acidentes com fezes formadas nas piscinas, todos os banhistas são obrigados a sair do tanque para a remoção do material contaminante. A desinfecção requer uso de cloro 2 ppm (2 mg/L), pH entre 7,2 a 7,5 e temperatura de 25ºC. Esses parâmetros devem ser mantidos por 30 minutos, com os filtros em funcionamento. Os banhistas só podem retornar após serem atingidos os níveis normais de cloro.

No caso de acidentes com fezes diarréicas ou vômitos, a desinfecção da piscina tem que ser feita com cloro 20 ppm (20 mg/L), pH entre 7,2 a 7,5 e

temperatura de 25ºC, por 12 horas e 45 minutos, com filtros em funcionamento. Todo tipo de acidente necessita ser registrado, com informações de data, número de pessoas na água e tipo de contaminante.

Banheiras e saunas

As banheiras e outros recipientes usados para banhos relaxantes ou terapêuticos devem ser mantidos limpos e higienizados a cada uso. As portas das saunas, sem fechaduras, precisam ter maçanetas que não permitam a condução de calor.

Na área interna, é necessário haver termômetro que indique a temperatura do ambiente. As saunas tem que possuir lâmpadas protegidas contra queda e explosão. A fonte de calor deve ser protegida e afastada dos usuários. Os chuveiros, instalados em local próximo. As saunas úmidas devem ser abastecidas com água potável.

Área de alimentação

No caso de haver manipulação de alimentos na área da academia, piscina ou sauna, o clube deve ter dependência exclusiva para este fim.

A fiscalização da aplicação dessas normas é feita pelas autoridades sanitárias. O texto integral da portaria encontra-se disponível no portal do Sindi-Clube (www.sindiclubesp.com.br), seção Jurídico, em ‘Portaria academias’.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Consultoria gratuita de marketing é aprovada pelos clubes

shutterstock_245706880A consultoria lançada para assessorar os clubes na área de marketing foi bem recebida pelos gestores das entidades, que mostraram interesse pelo novo serviço gratuito.

O principal atrativo é a possibilidade que o marketing oferece de desenvolver planos e estratégias para a gestão dos clubes, com vistas a obter novas receitas e conseguir bons resultados financeiros, além de manter o nível de satisfação dos associados.

Entre os interessados que procuraram a publicitária Sueli Vidal, especializada em marketing de clubes e que comanda a consultoria, está Maria Eloísa Stiolin, tesoureira do Nosso Clube de Limeira:

“Quando vimos a reportagem na Revista dos Clubes, entramos em contato, pois achamos muito interessante uma consultoria para essa área, que é importante para o clube. Procurei a consultoria para saber sobre marketing de eventos, fidelização de associados e patrocínios para bandas. A resposta recebida foi rápida e muito útil, tirou todas as nossas dúvidas a respeito dos temas. Agora repassamos as informações para a diretoria e esperamos colocar em prática as dicas recebidas”, diz Maria Eloisa.

A gerente social do Clube Comercial de Lorena, Amanda Regöczi, da mesma forma, viu a reportagem e buscou a consultoria de marketing.

“Também sou responsável pelo departamento de publicidade do clube e solicitei a consultoria para saber meios de captar recursos para desenvolver atividades. Os assuntos abordados com a consultora Sueli foram muito bem esclarecidos e de grande valia para melhor desenvolver o nosso marketing. Achei muito bom o Sindi-Clube auxiliar os clubes nisso”, afirma.

Assuntos de interesse

A consultora Sueli Vidal explica que, além do interesse em receber informações para a ativação de novas receitas, os clubes também dirigiram perguntas sobre a introdução de programas de fidelização, por meio do departamento de marketing.

Sueli: marketing aperfeiçoa gestão
Sueli: marketing aperfeiçoa gestão

“Isso demonstra que os clubes estão reconhecendo a importância de se dar maior atenção à implantação de planos e estratégias que possam aperfeiçoar suas gestões e assim conseguir resultados mais satisfatórios, tanto financeiramente como institucionalmente”, diz.

Sueli ressalta que a consultoria pode contribuir para ações a serem aproveitadas no dia a dia dos clubes, como também para a gestão abrangente e estratégica.

“Se você, diretor ou gestor de qualquer área do clube, tem dúvidas ou deseja orientação, tanto de marketing quanto de comunicação, entre em contato. Podemos sugerir procedimentos que ajudarão o seu trabalho”, afirma.

O contato inicial com Sueli deve ser feito pelo e-mail consultoriademarketing@sindiclubesp.com.br. As informações solicitadas serão analisadas e respondidas, antes do contato direto para as orientações da consultora.

Os clubes podem enviar todos os tipos de dúvidas sobre a introdução e também manutenção de planos de marketing.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Veja as fotos do “Encontro com dirigentes” realizado em Ribeirão Preto

SindiClube-congresso-24-10-logo (9)

Ribeirão Preto encerrou o clico de reuniões da série “Encontros com Dirigentes” deste ano, promovida pelo Sindi-Clube, no último sábado (24/10).

As fotos do evento estão disponíveis na página do Facebook da entidade.

Os participantes puderam esclarecer todos os tipos de dúvidas relacionadas à administração dos clubes.

Também foram apresentadas informações sobre as leis de incentivo para o desenvolvimento de projetos esportivos e serviços e convênios disponibilizados pela entidade.

Desde abril, a série “Encontros com dirigentes”, desenvolvida pelo Sindi-Clube para levar atualização e esclarecimentos a todas as regiões paulistas, passou dez cidades: Presidente Prudente (25/4), Sorocaba (9/5), Santos (16/5), Campinas (23/5), Piracicaba (20/6), Araçatuba (27/6), São José dos Campos (15/8), São José do Rio Preto (19/9) e Santo André (26/9) e Ribeirão Preto (24/10).

Ao todo, a comitiva do Sindi-Clube percorreu 4.800 quilômetros em sua caminhada pelas várias regiões do Estado.

Reunião sobre Projetos Incentivados

O Sindi-Clube, em parceria com o Comitê do Esporte do Estado de São Paulo, realizou no dia 16/10, um encontro em Piraricaba, para esclarecer dúvidas sobre recursos para projetos esportivos incentivados pela LPIE.

As fotos também podem ser acessadas na página do Sindi-Clube.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Futsal do Pepac definirá jogos da final

FUTSAL44A fase inicial do Futsal do Pepac (Programa Esportivo para Associados de Clube) terminou no último domingo (25/10).

Na próxima quarta-feira (28/10), os técnicos dos clubes participantes da modalidade se reunirão na sede do Sindi-Clube, às 19h, para decidir as formas de disputa, entre outras deliberações, dos jogos da última etapa.

Até agora, os 1.248 atletas inscritos nas 65 equipes, pertencentes a 21 clubes, disputaram 490 jogos.

A previsão é de que outros 96 se realizem antes que o campeonato se encerre.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Conheça as modalidades olímpicas: tiro esportivo

Rippel e Almeida: ouro no Pan (Foto: CBTE)
Rippel e Almeida: ouro no Pan (Foto: CBTE)

Com participação brilhante, o tiro esportivo brasileiro terminou o Pan-Americano de Toronto com ótimas conquistas.

Os brasileiros trouxeram para casa quatro medalhas (três de ouro e uma prata). Essa foi a melhor participação do tiro esportivo brasileiro em edições da competição.

Na categoria pistola de 50m, Júlio Almeida levou o ouro.

Felipe Wu, categoria pistola de ar, também garantiu a medalha dourada para o Brasil e é um dos favoritos a subir ao pódio na Rio 2016.

Já na carabina deitado de 50m, Cássio Rippel também ficou com o ouro.

Ele é o atual recordista da categoria, com 207.7 pontos. Em setembro, Rippel juntou-se ao grupo dos únicos cinco atletas no mundo que superaram a marca de 630 pontos em provas oficiais. Ele pontuou 630,6.

A medalha de prata no Pan de Toronto veio com o atirador Emerson Duarte, na prova da pistola tiro rápido 25m.

E não para por ai: com os resultados obtidos, foram conquistadas três vagas para os Jogos Olímpicos Rio 2016 – os atletas que conquistaram o ouro no Pan  têm participação garantida ano que vem.

A um ano do início da competição, dez vagas olímpicas estão confirmadas, seis em provas masculinas e quatro em femininas.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Circuito de Corais vai a Limeira

CoraisO Circuito Sindi-Clube de Corais estará no Nosso Clube de Limeira (Avenida Ana Carolina de Barros Ley, 325), no interior de São Paulo, neste domingo (25/10), às 17h.

É um ótimo programa gratuito para quem gosta de música de qualidade.

A apresentação tem repertório variado que vai agradar a todos os gostos, com músicas clássicas, POP internacional, MPB e folclóricas.

Além do clube anfitrião, vão subir ao palco os corais da ADC Thyssen Krupp, Círculo Militar de Campinas, Sociedade Esportiva Palmeiras e Coro Univozes.

Há 15 anos o Circuito Sindi-Clube de Corais promove a troca de experiências artísticas e o intercâmbio cultural entre os clubes paulistas.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

“Encontros com dirigentes” percorrem 4.800 quilômetros e encerram visitas em Ribeirão Preto

Encontro Campinas
Eventos reuniram dirigentes em dez cidades

  Desde abril, a série “Encontros com dirigentes”, desenvolvida pelo Sindi-Clube para levar atualização e esclarecimentos a todas as regiões paulistas, percorreu nove cidades: Presidente Prudente (25/4), Sorocaba (9/5), Santos (16/5), Campinas (23/5), Piracicaba (20/6), Araçatuba (27/6), São José dos Campos (15/8), São José do Rio Preto (19/9) e Santo André (26/9).

  Quando o ciclo se encerrar em Ribeirão Preto, última cidade a ser visitada neste ano, em 24 de outubro, a comitiva do Sindi-Clube terá percorrido 4.800 quilômetros em sua caminhada pelas várias regiões do Estado.

  Para o presidente do Sindi-Clube, Cezar Roberto Leão Granieri, Betinho, o esforço despendido foi validado pelo significado dessa ação.

  “Esse giro representa, de forma efetiva, a expansão das ações do Sindi-Clube para toda a sua base. Mesmo com as facilidades da tecnologia que permitem a conexão online com a maioria dos serviços do Sindi-Clube, como consultorias e cursos, é preciso ampliar o contato direto e mais frequente dos representantes do Sindicato com os dirigentes dos clubes que ficam mais distantes da sede, em São Paulo”, diz Betinho.

  Nos “Encontros com dirigentes” foram montadas mesas-redondas para a troca de experiências e opiniões entre os participantes, que aprovaram os assuntos discutidos e as informações obtidas.

  Os consultores e diretores do Sindi-Clube expuseram temas como financiamento de projetos esportivos de clubes com verbas públicas por meio das leis de incentivo, além de responder a dúvidas sobre assuntos administrativos e novidades tributárias.

Reuniões proveitosas

  Na opinião dos dirigentes que participaram, as reuniões foram muito proveitosas e instrutivas. Claudinei Giovanelli, presidente do Conselho do Clube Jequitibá, que compareceu ao Encontro de São José dos Campos, aprovou a iniciativa.

Giovanelli: troca de ideias
Giovanelli: troca de ideias

“Foi muito bom e produtivo. Foi a primeira vez que participei e o formato de mesa-redonda é bem interessante, porque dá mais liberdade para conversar com expositores e outros dirigentes. Houve uma grande troca de ideias. Abordamos tudo no geral, não houve um assunto específico. Tivemos bastante contato com outros clubes e foi bom poder conhecer a realidade de cada um”, diz Giovanelli.

 

Makino: informações úteis
Makino: informações úteis

Renato Takeshi Makino, presidente do Tênis Clube de São José dos Campos, que também acompanhou o Encontro, concorda. “Foi muito bom, principalmente a parte que tratou da renovação do estatuto, que é um tema muito importante no nosso clube, tivemos informações muito úteis. É a primeira vez que participo, achei a reunião bem objetiva e participativa. O formato de mesa-redonda deu dinamismo à conversa para que todos participassem mais. Achei ótimo, pretendo estar nos próximos”, afirma.

Moreno: aproveitamento da lei de incentivo
Moreno: aproveitamento da lei de incentivo

  A mesma impressão teve Paulo Afonso Abbade Moreno, vice-presidente do Clube Monte Líbano de São José do Rio Preto, presente ao Encontro que visitou a cidade. “Foi ótimo, muito esclarecedor e ajudou bastante. Os temas tratados foram todos interessantes, principalmente sobre projetos incentivados. Nós já possuímos alguns no clube e sabemos como lidar com eles, mas as novidades apresentadas serão aplicadas. O formato também é dinâmico, ajuda na troca de ideias. Pretendo ir nos próximos”, diz Moreno.

Fasolari: dúvidas esclarecidas
Fasolari: dúvidas esclarecidas

  Wesley Fasolari, diretor de esportes do Primeiro de Maio Futebol Clube, compareceu ao Encontro feito em Santo André e também elogiou a reunião. “Foi excelente, deu para tirarmos várias dúvidas que tínhamos, principalmente em relação à captação de recursos de incentivos fiscais – não sabíamos que havia tantos recursos e muito menos como fazer para tentar utilizá-los. Participei pela primeira vez e pretendo vir outras vezes, pois o que aprendemos será útil na vivência clubística”, afirma.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

 

Vôlei máster do Pepac cria laços de amizade e de união

IMG_4069 post

As jogadoras de vôlei máster do Pepac dedicam um especial carinho ao torneio que reúne atletas com mais de 30 anos e faz da categoria um sucesso de participação, com mais de mil inscritas.

Foram as participantes do máster feminino que deram origem ao Pepac, em 1998.

Trata-se de amor sempre renovado ao vôlei, em 17 anos de disputas.

No jogo entre Círculo Militar e Juventus, em que as visitantes se saíram vitoriosas por 3 a 0 (21/6, 21/19, 21/16), não foi difícil obter das jogadoras definições que explicam o êxito da competição.

IMG_4388
Dora: amizades fora da quadra

“O lema da nossa equipe é a união, sempre nos ajudamos. Quando uma está triste, levantamos o astral e estamos sempre ligadas. Jogamos juntas há anos e isso fez com quem criássemos laços de amizade fora da quadra. Saímos sempre para tomar uma cervejinha, passear, conversar e rir”, conta Dora Buzzoni, jogadora do Juventus, que é técnica de serviços administrativos da Sabesp.

IMG_4373
Paula: jogadoras unidas

Paula Mônaco, capitã do Círculo Militar e empresária, observa que o sentimento afetuoso que existe é algo comum nas equipes femininas máster.

“Jogo vôlei há 26 anos e estou nessa equipe há seis. Sempre nos incentivamos e isso ajuda na quadra, pois fica mais fácil jogar. Somos unidas, saímos muito depois de treinos e jogos para confraternizar”, explica.

Dora também vê outros benefícios no Pepac.

“Eu sempre participei do Pepac, pois é o melhor campeonato. É a minha prioridade. Sem falar que ele ajuda na saúde também, pois sempre entramos em forma no período de disputa do campeonato”, diz.

Paula observa que a dedicação ao torneio exige organização nas atividades do dia a dia.

“É bem difícil conciliar a rotina da família e do trabalho com a de treinos. Mas eu preciso de um tempo só para mim, então a gente corre durante o dia para poder treinar à noite. Minha família é formada por atletas, então, são bem compreensivos com isso”, afirma.

Técnicos elogiam

IMG_4379
Jacó: competição longa favorece preparação

Os técnicos das equipes também elogiam o torneio.

“São 17 anos disputando o Pepac, estou nele desde que começou. Gosto porque é uma competição longa que ajuda as equipes a melhorar e crescer ao longo do ano”, afirma Jacó de Paula, técnico do Juventus.

IMG_4354
Passos: campeonato bem organizado

Moacir Passos, treinador do Círculo Militar, também ressalta a vantagem da extensão do Pepac.

“É um campeonato bem organizado e, por ser de longa duração, nos ajuda a fazer um planejamento adequado, com fases distintas de preparação. Começamos levemente e temos o pico de treinamento no fim do ano, quando chegam as disputas finais. Isso é importante para o preparo físico das jogadoras”, explica.

E as moças tem que provar dedicação. “Nós treinamos três vezes por semana, das 21h às 23h. É corrido, temos que conciliar trabalho e família com os treinos, mas conseguir a vitória recompensa esse esforço”, diz Jacó.

Festa do vôlei feminino será no Círculo Militar

A tradicional festa de premiação do vôlei máster feminino do Pepac já tem data e local: será feita na noite de 15 de dezembro, no salão de festas do Círculo Militar de São Paulo.

Durante um jantar dançante, sempre muito animado, serão entregues os troféus e medalhas às jogadoras e técnicos das equipes participantes

Sindiclube - Pepac 2010 - EC Pinheiros - 14/12/10 - Foto: Miguel Schincariol/Perspectiva

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Conheça as modalidades olímpicas: hipismo

Ruy Fonseca: medalhas no Pan (Foto: Sergio Dutti/Exemplus/COB)
Ruy Fonseca: medalhas no Pan
(Foto: Sergio Dutti/Exemplus/COB)

Com pequena diferença em pontuações, o Brasil conquistou três medalhas nos Jogos Pan-Americanos de Toronto e demonstrou confiança para competir na Olimpíada Rio 2016.

Primeiro veio o bronze com o time de Adestramento, formado por João Victor Oliva, João Paulo dos Santos, Sarah Waddell, e Leandro da Silva, que somou 414,895 pontos.

Já o Time Brasil do Concurso Completo de Equitação (CCE) garantiu a prata por grupos.

A segunda colocação no pódio não vinha desde 1999.

Os cavaleiros que trouxeram a medalha foram Ruy Fonseca e Carlos Parro, Márcio Carvalho Jorge, Henrique Plombom Pinheiro.

Ruy Fonseca também arrematou o bronze no individual.

Favorito, o veterano cometeu algumas falhas e acabou deixando o ouro para os EUA e a prata para o Canadá.

A medalha foi a primeira individual do CCE em 20 anos.

Com vaga garantida nos Jogos Olímpicos de 2016, graças ao resultado obtido no mundial do ano passado, o presidente da Confederação Brasileira de Hipismo, Luiz Roberto Giugni, acredita que está no caminho certo.

“Montamos uma equipe com cavaleiros jovens para testar novos conjuntos e todos corresponderam completamente a nossa expectativa. Mostraram que podem estar no grupo de elite e isso nos dá mais opções para formar um time forte para os Jogos Rio 2016″, diz.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Palestra da Universidade Sindi-Clube prepara líderes para lidar com a pressão

shutterstock_306514967O papel da liderança, além de estimular o comprometimento dos indivíduos, também precisa ter postura adequada para evitar comportamentos impróprios perante os liderados.

É o que demonstrará a palestra da Universidade Sindi-Clube “Postura do líder”.

A exposição será feita em 20 de outubro, das 10h às 12h, com transmissão via internet.

Vai explicar que as lideranças, com sua atuação, desempenham papel fundamental no caminho que demarca o rumo para a motivação ou desânimo da equipe.

A palestra vai expor pontos como: comunicação no dia a dia, feedback construtivo, formas de conduzir uma reunião sem expor alguém negativamente, cuidados com a comunicação escrita (e-mail, whatsapp, skype, etc) e o que pode e o que não se deve falar para os liderados, seja individualmente ou em grupo.

O público alvo são gestores e líderes de equipes de todas as áreas dos clubes.

A palestrante é Tânia Zarpelão, socióloga, especialista em RH pela FGV e experiente consultora organizacional e de treinamento.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.