Conheça as modalidades olímpicas: natação

Thiago Pereira: título de Mister Pan. (Foto: AP Photo/ Divulgação)
Thiago Pereira: título de Mister Pan. (Foto: AP Photo/ Divulgação)

A natação brasileira fez história nos Jogos Pan-Americanos de Toronto.

Com 26 medalhas – uma a mais que na edição anterior – e a segunda colocação geral na modalidade, perdendo apenas para os Estados Unidos, os atletas brasileiros retornam com dez ouros, seis pratas e dez bronzes.

Além disso, a equipe verde e amarela alcançou marcas inéditas durante a competição.

Thiago Pereira ultrapassou o cubano Erick López Ríos, ao conquistar a 23ª medalha no Pan, e garantiu o título de Mister Pan.

O recorde anterior era de 22 medalhas. Pereira agora possui 15 ouros, quatro pratas e quatro bronzes.

Etiene Medeiros ganhou o primeiro ouro feminino na natação do Brasil em Jogos Pan-Americanos. A medalha veio na prova de 100 metros costas, na qual a brasileira deixou duas norte-americanas para trás. Há pouco tempo, Etiene venceu também a primeira medalha de ouro brasileira feminina na natação em Mundiais.

Em dezembro do ano passado, a delegação conquistou dez medalhas no Mundial de Natação em piscina curta de Doha, no Catar, e terminou em primeiro lugar na classificação geral, passando os Estados Unidos.

Sete delas eram de ouro. Esses resultados deixam a equipe esperançosa para os Jogos Rio 2016, já que em Londres, 2012, o Brasil voltou com apenas uma prata e um bronze.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Menos de um quarto da população brasileira pratica exercícios suficientes para ter uma vida ativa

(foto: shutterstock)
(foto: shutterstock)

Nabil Ghorayeb*

Para manter a luta contra o sedentarismo, vamos aos fatos. Recentemente, o Ministério do Esporte divulgou uma pesquisa que concluiu que pouco mais de 42% da população brasileira é sedentária.

O estudo contínuo do IBGE, conhecido como Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), mostra um dado ainda mais grave: apenas 27,1% dos homens com mais de 18 anos praticavam o nível recomendado de atividade física no lazer, enquanto nas mulheres este percentual ainda foi pior, de 18,4%.

Ou seja, os sedentários eram 72,9 % dos homens e 81,6% das mulheres.

A média brasileira de ativos foi de apenas 22,5%, incluindo a área urbana e rural do país. Ou seja, 77,5% da população não praticam o nível recomendado de atividade física no lazer.

O porcentual de adultos que praticam o nível recomendado de atividade física no tempo livre tende a diminuir com o aumento da idade.

Isto pode ser observado nas proporções dos grupos de idade de 18 a 24 anos, em que 35,3% praticavam o nível recomendado de atividade física no lazer.

Dentre os adultos de 25 a 39 anos de idade a proporção foi de 25,5%.

Na faixa de 40 a 59 anos, esse porcentual foi de 18,3%, enquanto que, no grupo de mais de 60 anos, 13,6%.

A prática recomendada de atividade física no tempo livre cresce com o nível de instrução.

A PNAD divulgou que os idosos estão vivendo mais no Brasil.

Em 2013, dos 201,5 milhões de habitantes, cerca de 26,1 milhões eram pessoas acima dos 60 anos.

Para especialistas, o bom humor e a prática de atividades físicas contribuem para a longevidade.

prática regular de exercícios físicos ou esportes é considerada como fator de proteção à saúde das pessoas.

As oportunidades para indivíduos adultos serem fisicamente ativos podem ser classificadas em quatro domínios: no lazer (tempo livre), no trabalho, no deslocamento e no âmbito das atividades domésticas.

O nível recomendado de atividade física no lazer é de, pelo menos, 150 minutos semanais de atividade física de intensidade leve e moderada ou de, pelo menos, 75 minutos de atividade física de intensidade vigorosa.

Alguns exemplos de atividades físicas de intensidade leve ou moderada são: a caminhada, musculação, hidroginástica, dança e ginástica em geral.

Como exemplos de intensidade vigorosa há a corrida, os esportes coletivos no geral, ginástica aeróbica, entre outras atividades que aumentem a frequência cardíaca muito além dos níveis de repouso.

Para a OMS – Organização Mundial da Saúde, ser ativo é: praticar futebol, basquete, ginástica aeróbica, corrida (inclusive em esteira) ou tênis durante pelo menos três dias por semana, com duração diária de 20 minutos ou mais; ou caminhada ou outra modalidade de exercício físico ou esporte durante pelo menos cinco dias por semana, com duração diária de 30 minutos ou mais.

Vamos mudar as estatísticas, faça um sedentário do seu circulo familiar ou de amizades abandonar essa “prática” tão ruim para a saúde e longevidade, o convença-o a ser ativo, gradualmente e sem interrupções.

*Nabil Ghorayeb, doutor em Cardiologia, é especialista  em  Cardiologia  e Medicina do Esporte e mantém o site CardioEsporte onde podem ser lidos mais artigos com informações e dicas úteis para a saúde.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Palestra ensina as melhores práticas para um bom texto

curso textoHá regras básicas para elaborar um texto claro e sem erros.

Conheça quais são as técnicas necessárias para que o redator apresente uma escrita correta e com ideias claras na palestra presencial da Universidade Sindi-Clube “Regras práticas para um texto sem erro”, que terá transmissão via internet.

Exposição dirigida a todos os profissionais de clubes que se interessem pelo tema.

A palestrante é Vivien Chivalski, jornalista e consultora organizacional.

Leia mais sobre a palestra aqui.

Quando: 5 de agosto, das 10h às 12h.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura têm três reuniões na primeira semana de agosto

shutterstock_226403434

 

Três clubes de leitura realizarão encontros na primeira semana de agosto.

O início das reuniões de grupos de associados está marcado para o dia 3/8, no Anhembi Tênis Clube.

Os leitores discutirão o livro “Funny Girl”, de Nick Hornby, às 20h.

No Primeiro de Maio Futebol Clube, serão analisados “Sejamos todos feministas” e “Meio sol amarelo”, ambos de Chimamanda Ngozi Adichie, em 6/8, às 19h30.

Já em 7/8, às 19h30, o Alphaville Tênis Clube discute “O fio das missangas”, de Mia Couto.

A iniciativa é feita em parceria com a editora Companhia das Letras e Academia Paulista de Letras e tem alcançado grande repercussão entre associados de clubes que se interessam por literatura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

O calendário de obrigações dos clubes para agosto já está no portal do Sindi-Clube. Consulte!

shutterstock_60838927Para auxiliar os gestores a recordarem as datas importantes e não atrasarem compromissos dos clubes, o calendário das obrigações mensais, referente ao mês de agosto, já está disponível no portal do Sindi-Clube.

A agenda inclui as datas de pagamento de salários, índices atualizados e tabelas, importantes para que o clube não tenha prejuízos de multas e juros.

Além dos prazos que não podem ser perdidos, o calendário também lembra o pagamento da contribuição negocial patronal, no dia 10, as inúmeras obrigações fiscais (pagamento de tributos, taxas e contribuições) e acessórias (as diversas declarações que prestam informações).

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Conheça as modalidades olímpicas: saltos ornamentais

Giovanna e Ingrid: prata na plataforma 10 metros
Giovanna e Ingrid: prata na plataforma 10 metros

A campanha dos saltos ornamentais nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015 terminou em 13 de julho, no Canadá.

Apesar de garantirem apenas uma medalha, os atletas brasileiros fizeram boa apresentação como resultado geral e aumentam as expectativas por medalhas em casa, nos Jogos Rio-2016.

No sincronizado plataforma de 10 metros, Ingrid de Oliveira e Giovanna Pedroso garantiram a prata, com 291,36 pontos.

A dupla brasileira cometeu falhas no último salto e não conseguiu superar as canadenses Meaghan Benfeito e Roseline Filion, ouro com 316.89 pontos.

Também no sincronizado, trampolim de 3 metros, os resultados se igualaram no feminino e masculino, as duplas ficaram na quarta colocação, com os atletas Juliana Veloso e Tammy Galera, e César Castro e Ian Matos.

Nos saltos individuais, trampolim de 3 metros, o brasileiro Cesar Castro ficou na quarta colocação masculina. Juliana Veloso ficou em sexto, no feminino.

O Pan-Americano Toronto-2015 é qualificatório para os Jogos Rio-2016.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Sindi-Clube passa a oferecer nova consultoria para marketing em clubes

 

shutterstock_245079679

O Sindi-Clube lançou mais uma consultoria gratuita para os associados à entidade, a de marketing em clubes.

O novo serviço, que já está disponível, será comandado pela publicitária Sueli Vidal, especializada em marketing de clubes e instrutora da Universidade Sindi-Clube.

O diretor-executivo do Sindi-Clube, Claúdio Lauletta, explica o objetivo de oferecer o apoio aos clubes.

“Possuir um bom plano de marketing com ações estratégicas interessa ao clube, independente do porte, pois traz resultados positivos e agrega valor à instituição. Por isso, disponibilizamos essa nova consultoria. Os dirigentes e gestores poderão encaminhar suas dúvidas e obter apoio especializado”, diz.

A consultora Sueli Vidal ressalta que o marketing tem papel fundamental nas organizações e com os clubes não é diferente.

O conjunto de métodos a ser adotado pelos clubes pode ser um gerador de receitas, mas é importante entender que a ação do marketing não se resume apenas em buscar patrocínios.

IMG_3044 bl
Sueli Vidal: marketing tem papel estratégico

“Muito além disso, o marketing é aplicado em ações de retenção e fidelização do quadro associativo e igualmente na busca de novos associados. Também pode ser usado como ferramenta para atrair interessados para determinado serviço e em várias ações de relacionamento para manter o nível de satisfação dos associados. O clube, enfim, é um poderoso canal de comunicação segmentado que interage diretamente com um público selecionado. As oportunidades de ativação são inúmeras”, explica Sueli.

Os contatos devem ser feitos pelo e-mail consultoriademarketing@sindiclubesp.com.br.

As informações solicitadas serão analisadas e respondidas, antes do contato direto para as orientações da consultora.

Os clubes podem enviar todos os tipos de dúvidas sobre a implantação e também manutenção de planos de marketing

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Prática de exercícios no inverno exige cuidados por risco de parada cardíaca


img02

Nabil Ghorayeb*

Conhecendo os mecanismos que podem lesionar o corpo, podemos solucionar os riscos advindos do frio.

Sabe-se que no inverno ocorre um aumento significativo da incidência de algumas doenças.

Em geral, são as chamadas de infecciosas (por vírus e bactérias) porque há diminuição da imunidade do organismo em consequência do frio.

São consideradas perigosas para crianças, idosos e debilitados em geral, como também para os portadores de doenças do aparelho circulatório, como pressão alta, doenças das coronárias (infarto, cirurgias cardíacas ou angioplastias), além de doenças crônicas, como o diabete.

Desde Hipócrates, que vislumbrou esse fato epidemiológico há mais de 2.500 anos, a medicina tem atenção especial para o inverno.

O corpo humano tem sua temperatura normal em 36,5ºC.

Se baixar, o metabolismo fisiológico deixa de produzir energia suficiente para manter a temperatura interna do corpo, levando a sérias consequências: a coordenação motora se torna deficiente, as reações físicas e mentais ficam bem mais lentas, ocorrem sensações de calafrio mais intensas, surge séria confusão mental e há grande risco de parada cardíaca que, se não for atendida e ressuscitada em minutos, pode ser fatal.

O esportista que se exercita no inverno deve saber que no rosto, mãos e pés são os mais sensíveis sensores de temperaturas.

E são justamente onde devemos nos proteger mais das baixas temperaturas.

A ingestão de bebidas alcoólicas destiladas não aquece ninguém, ao contrário do que se pensa.

O álcool é um vaso dilatador da pele exposta ao frio e, na verdade científica, provoca maior perda do calor.

O sangue mais frio segue para o interior do corpo e rebaixa a temperatura geral, portanto bebidas alcoólicas não aquecem o corpo.

A sensação de calor causada pelas bebidas destiladas é, na verdade, sintoma de leve esofagite ou gastrite aguda, devido ao álcool ingerido.

Essa falsa impressão de calor induz a acreditar que o organismo está aquecido, o que não é verdade.

Assim, o perigo aumenta para um indivíduo alcoolizado que não sente frio e pode até ter hipotermia.

Fica claro que só a ingestão de líquidos aquecidos (chá, chocolate, leite) realmente esquenta o corpo.

No inverno, o ar está mais seco e necessitamos de reposição hídrica constante, mesmo que aparentemente se perca pouca água pelo suor.

Nas emergências por grave hipotermia, o indivíduo deve se agasalhar imediatamente com materiais térmicos e administrar líquidos aquecidos pela boca.

Exercícios de força e aeróbicos no frio 

No inverno, exercícios físicos são recomendados entre 20ºC e 25ºC e devem ser feitos com cuidado.

Pelas possíveis dificuldades respiratórias das baixas temperaturas e vento frio, recomendamos o aquecimento muscular, intensificando os exercícios progressivamente.

A respiração deve ser nasal, de preferência, e com vestimentas adequadas (mãos, pés e rosto) para se proteger da perda rápida de calor que ocorre durante a atividade física.

*Nabil Ghorayeb, doutor em Cardiologia, é especialista  em  Cardiologia  e Medicina do Esporte e mantém o site CardioEsporte onde podem ser lidos mais artigos com informações e dicas úteis para a saúde.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Presidente, você sabia? Confira uma série de perguntas

presidentevc

Senhores Presidentes, confiram vários aspectos relevantes que cercam o dia a dia dos clubes.

Os itens abaixo tratam de importantes questões sobre a adesão dos clubes ao Profut.

Então, Presidente, você sabia?

Que a Medida Provisória nº 671, aprovada na Câmara e no Senado e que aguarda sanção da presidente da República, criou o Profut para promover gestão transparente das entidades esportivas profissionais de futebol e também das demais de administração do esporte e de prática esportiva, mesmo que sem a prática do esporte de modo profissional?

Que os clubes em geral podem aderir ao Profut, do mesmo modo que as entidades esportivas profissionais de futebol?

Que, para aderir ao Profut, as entidades esportivas profissionais de futebol e os clubes em geral deverão apresentar o estatuto social e atos de designação e responsabilidade de seus gestores, demonstrações financeiras e contábeis, nos termos da legislação aplicável, e relação das operações de antecipação de receitas realizadas, assinados pelos dirigentes e pelo conselho fiscal?

Que os clubes que aderirem ao Profut, após a regulamentação da Receita Federal, da Caixa Econômica Federal e da Procuradoria da Fazenda, estarão aptos a apresentar projetos de formação esportiva via incentivos fiscais?

Que, além da regularidade fiscal, os clubes também devem estar atentos à adequação de seus estatutos sociais para atendimento às exigências das leis de incentivos fiscais e das condicionantes das isenções tributárias?

Se, depois da leitura dessas perguntas, o presidente mostrou-se inteirado de todas essas questões, parabéns!

Porém, em caso de dúvida, procure esclarecimentos do Sindi-Clube, sempre a postos para orientá-lo: (11) 5054-5464 ou juridico@sindiclubesp.com.br

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.

Clubes de Leitura têm seis reuniões até o fim de julho

(foto: Shutterstock)

Os grupos de associados que participam dos Clubes de Leitura movimentarão os últimos dias do mês de julho.

No dia 23, haverá encontro às 20h, no Clube Jundiaiense, para comentar o livro “Bonecas Russas”, de Eliana Cardoso.

Já em 25/7, às 16h, o Clube de Leitura da Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo se reunirá para debater a obra “Pastoral americana”, do autor Philip Roth.

O Clube Paineiras do Morumby possui dois grupos de Clube de Leitura.

O primeiro discutirá “A festa da insignificância”, de Milan Kundera, em 29/7.

O segundo grupo falará sobre o livro “Nêmesis”, de Philip Roth, no dia 30, às 16h.

Para encerrar o mês, os associados do Clube Atlético São Paulo analisarão “O filho de mil homens”, de Valter Hugo Mãe, em 31/7, às 16h.

Já existem 15 Clubes de Leitura em entidades associadas ao Sindi-Clube.

A iniciativa é feita em parceria com a editora Companhia das Letras e Academia Paulista de Letras e tem alcançado grande repercussão entre associados de clubes que se interessam por literatura.

Departamentos culturais de clubes interessados em montar novos grupos de difusão literária obtêm mais informações pelo telefone (11) 5054-5464.

Visite o portal do Sindi-Clube e saiba mais de assuntos que interessam ao seu clube.